Bolsonaro e o “imexível” do Banco Central

Mariana Carneiro e Julio Wiziack, na Folha, mostram que o ex-capitão Bolsonaro sabe mesmo a quem deve bater continência.

Já teria decidido pela manutenção, se viesse a ser vencedor, de Ilan Goldfajn no comando do Banco Central, onde está desde que Michel Temer foi guindado ao governo com Henrique Meirelles como seu posto ipiranga da economia.

Agora é Paulo CPMF Guedes quem faz este papel e Goldfajn  já está, segundo a reportagem, sob sua coordenação, depois de dois encontros reservados.

Como Guedes, o presidente do BC – ex-chefe do staff econômico do Banco Itaú -sabe que aquilo que apresentam com “sucesso” de sua política monetária é frágil e mambembe e ruirá depois de passadas as eleições.

A subida dos juros já está encomendada e a inflação, que não sobe por falta de poder de compra da população, sairá dos patamares artificiais em que está sendo mantida.

Como mostra o Estadão, hoje, as conversas  dos “de sempre” do mercado vão a todo vapor.

Armínio Fraga, eternamente FHC, confessa estar gestando, “para oferecer ao eleito“, uma proposta de reforma previdenciária muito mais dura que a de Temer.

A liquidação do que resta de patrimônio público também se prepara e não estranhe se, dentro em pouco, o nacionalista que presta continência a outras estrelas que não o Cruzeiro do Sul seja “convencido” de que é preciso colocar no balcão o Banco do Brasil, a Caixa e a Petrobras.

A classe média que cai no conto da “ordem” não vai poder se queixar. Receberá muitas, todas amargas.

O candidato, num rasgo de sinceridade, poderia mudar seu slogan para para Brasil acima de tudo, Deus-Mercado acima de todos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

14 respostas

  1. … “Sabe de uma coisa”:
    nem mesmo “o imexivel” do Banco Central do Itaú do vampiro mafioso mimiSHELL vota no troglodita nazista ‘já-ia’ BOSTAnossauros!
    Pano rápido!

    1. Votar, não vota, Messias, mas pode ter certeza que “pagando bem” vai correndo compor a “equipe” do coiso.

      1. Com certeza, dileta e consciente Viviane!
        Com ‘$$$erteza’!
        A propósito, o infame avarento henRIQUINHO
        MeireLLes imagina que ainda viverá uns quinhentos e tanto anos!…

  2. O mercado perdeu de vez o decoro e os modais e assumiu de vez o modo “MBL/Empiricus de ser”. Está ficando “bullish” em Bolsonaro (“comprado”, conforme a anglosucupira línguagem hermenêutica dos discípulos do Deus Mercado) e “bearish” (“vendido”) nos velhos e neos tucanos. Pretendem dobrar as apostas e os custos para o 2º turno, fingem acreditar no tempo de propaganda do “Capitão” do mato. Por hora eles ainda não têm ensaiado o cenário para depois das eleições, mas tudo leva a crer que uma vez derrotados começaram no dia seguinte (apud Jereissati) a construir o próximo Golpe de Estado.

  3. Apenas para registrar que a frase de desfecho do texto acima ” ..Brasil acima de tudo, Deus-Mercado acima de todos.” vem coroar o que eu já tinha anotado numa cópia do programa (se é que pode ser assim chamada a coletânea de transparências a ser apresentada às pressas num Encontro em Hotel Fazenda qualquer para empresários de micro empresas, MEI etc..) Não tem uma linha nessas transparências a respeito de Minorias, Negros, Quilombolas, Índios, LGBTs, Mulheres, Homofobia, Racismo, Xenofobia, etc…O tal Deus, só se for o do Mercado, e é.

  4. … Vamos esquecer este ‘já-ia’ BOSTAnossauros!

    ***

    Agora: Encontro de Fernando Haddad o com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).
    Nota: depois da honrada senhora Marisa Letícia, voltaremos a ter primeira-dama!
    Adendo do matuto velho!
    https://www.youtube.com/watch?v=oBNv6wf9ie4

  5. A propósito, falando em reforma da previdência, com quantos anos de idade e de trabalho o Bolsonaro se aposentou?
    Minhas contas não fecham.
    Ele tem 63 anos, se formou no exército em 77 e entrou na política em 88 já como capitão reformado. Ou seja, mama há 30 anos nas tetas do legislativo, onde só pratica corporativismo e no executivo (exército), com uma reforma arranjada aos 33 anos de idade e 11 de trabalho, recheados de indisciplina, por sinal.
    O exército é igual ao judiciário, onde quando o sujeito não serve mais em vez de ser expulso vai para a reserva?

    1. José, que eu saiba, os juízes são os únicos servidores públicos com vitaliciedade, ou seja, não podem ser demitidos nem depois de processo (são aposentados e continuam mamando no Estado). Porém, no caso do ex-capitão, ele só não foi expulso do Exército devido às “amizades”, segundo Passarinho:
      https://www.diariodocentrodomundo.com.br/mau-militar-so-nao-perdeu-o-posto-de-capitao-por-causa-de-um-general-amigo-disse-jarbas-passarinho-sobre-bolsonaro/

  6. O desespero dos Tucanos, Demistas e caterva (Cochas) é muito grande. Esta turma do Bolsonaro no fundo, no fundo mesmo tinham um plano que era deixarem o Lula candidatar e claro seria eleito, mas depois arranjariam uma treta e daria posse ao segundo colocado. Pois bem vejam que deu. O Lula antes de ser jantado, os almoçou-os.
    Tudo preparado até o último minuto. Cambada de picaretas! Dançaram feio.
    O Lula é o maior estrategista do mundo. E agora “véia” feia da vassoura” vai fazer u q mesmo??
    Deve enfiar o cabo da vassoura no c…..
    OLula e Haddad!!!

  7. É claro que a CIA não vai deixar o golpe desmanchar, investiram muito nisso, nada melhor que um presidente vazio de idéias, srm propsta positiva para ser seu próximo teleguiado. Iremos do ladrào confesso e prefeitamentd aceito para um transloucado falastrão, manda a Globo.

  8. E não importa que ele mesmo tenha declarado que não entende de política. O que tem a possível seguinte consequência: não sabe o que pode ou não ser aprovado.

  9. Nem o mercado acredita mais no Dream Team do Temer. O Sardenberg, ontem, abrindo mão dos gráficos interativos, mandou ver só no gogó que a inflação está no radar e que o Bacen vai aumentar a taxa básica de juros. Segundo o próprio, esse aumento pode não sair agora, porque as empresas estão com “alguma” folga na capacidade instalada (ops) e parece estar sendo guardado para quando o dólar disparar “por aversão ao risco” ante a eleição de um radical de esquerda, um bárbaro prestes a cruzar o Rubicão.

    Aqui é onde mora a malvadeza, guardada no bolso do coleta para usar mais tarde.

    Dólar dispara => culpa do Haddad, the Barbarian at the gates
    Dólar disparado => inflação maior => juro maior => recessão maior => menos emprego, menos arrecadação, menos tudo => culpa do Haddad.

    Por fim, como sou masoquista e saudosista, estou esperando para ver quem será o primeiro economista a reinaugurar aquela discussão antiga sobre inflação de demanda vs. inflação de custos e qual será o primeiro a usar a palavra estagflação.

    After all, the 80’s were too much. We’re gonna rock this party, dude!!!

  10. “Armínio Fraga, eternamente FHC, confessa estar gestando, “para oferecer ao eleito“, uma proposta de reforma previdenciária muito mais dura que a de Temer.”
    Se o extremista se eleger, é claro que os adversários poderosos de hoje vão compor com ele amanhã, incluindo FHC. Vai sobrar arrocho só para os pobres e a previdência é a cereja do bolo.
    Quem tem 63 anos de idade, se formou em 77 e em 88 já entrava na política como capitão reformado – na verdade deveria entrar como capitão excluído – tem moral para mexer na aposentadoria de quem realmente trabalha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *