Bolsonaro, o adorador da morte

Questionado sobre os dois massacres ocorridos nos EUA, que mataram 29 pessoas e feriram 52 , Jair Bolsonaro negou que o desarmamento evite atentados como aqueles, no G1:

“Lamento, já aconteceu no Brasil também. Lamento. Agora, não é desarmando o povo que você vai evitar isso aí. O Brasil é, no papel, extremamente desarmado e já aconteceu coisa semelhante aqui no Brasil”, afirmou o presidente na porta do Palácio da Alvorada, em Brasília.

Verdade. Já aconteceu aqui, já aconteceu no civilizadíssimo Canadá. Uma vez em cada país este ano e, aqui, claro, não levando em conta os massacres policiais. Também aconteceu no México, três vezes. E, certamente, em outros países, basta procurar os dados.

Nos Estados Unidos da “Armérica” foram apenas 294!

Com mais de 300 mortos e cerca de mil feridos, como você vê no gráfico, bem documentado do Mass Shooting Tracker, que tem links para cada episódio de tiroteios, ocorridos este ano e envolvendo pelo menos quatro pessoas.

Nem sempre se pode evitar a ação de loucos ou de sociopatas, mas não ter armas circulando à vontade ajuda em muito a reduzir a ocorrência destas monstruosidades.

É algo tão simples que até Jair Bolsonaro seria capaz de entender, se não fosse um adorador da morte.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

21 respostas

  1. Comentário de uma amiga em um post meu no face book:
    “Boa tarde a todos. As coisas estão muito estranhas, hoje, ao voltar do mercado com minha filha de 13 anos, passamos por uma curva de praça num dos bairros considerados de classe média, em Guarulhos, de automóvel, vimos um cerco policial com uns 6 automóveis e policiais fortemente armados com metralhadoras, reduzi mais ainda a velocidade e me apressei em colocar o cinto pois, por ser o mercado pertinho de casa, acabei esquecendo de colocar o cinto e deixei em casa todos os documentos. Mesmo assim, fiz os procedimentos, ao nos aproximar, uma policial, “mulher”, atravessou a frente do carro mas não fez sinal para eu parar, então continuei 10 km, se tanto, ela me esculhambou, com uma demonstração de agressão gratuita e esperando qualquer reação minha. Como estava com minha filha, e tinham muitos homens, e por toda covardia que ando vendo. Continuei devagar e passei por eles… Alguns dos amigos dela também demonstraram comportamento hostil. Fiquei imaginando se fosse um lugar mais escuro, em outro bairro, o que eles poderiam ter inventado…. Vamos tomar providências meu povo porque é provável que a ditadura tenha voltado mesmo… E ninguém estará seguro”

    É PRECISO RECONHECERMOS QUE ESTAMOS SOB UMA DITADURA SIM!
    QUE FALEM ESTAS LIDERANÇAS,PAREM DE ESCONDER-SE COM MEDO!
    REUNIÕES SENDO INVADIDAS,PESSOAS SENDO FILMADAS,ISSO EU VI E VIVI NA DITADURA PASSADA.

    1. A lei da mordaça vem sob o nome o Projeto de Lei 2.418/2019, o “Patriot Act” Tabajara (ou “AI-5 digital”)

      Urgente: AI-5 digital avança. Cadê a “oposição”? – no site e canal e canal no Youtube do Duplo Expresso de Domingo 4/ago/2019

      ATENÇÃO TIJOLAÇO: Alerta para o que parece ser um “acordão” suprapartidário para
      legalizar a arapongagem do Exército sobre as suas mensagens privadas
      pela rede (Whatsapp, Facebook, Instagram, Twitter, Tinder… ou seja,
      todos MENOS o “temível” Telegram).

      “Estranhamente” (?), o Projeto de Lei 2.418/2019, o “Patriot Act”

      Tabajara (ou “AI-5 digital”) segue contando com silêncio — cúmplice? —
      de todos os parlamentares e ex-candidatos à Presidência da (suposta)
      “esquerda”. Sua — discretíssima — tramitação, em caráter conclusivo, nas
      Comissões da Câmara, faz com que prescinda até mesmo de votação no
      Plenário da Casa!

      Ou seja, os brasileiros estão sozinhos em mais essa.

      Não temos oposição.

      Todos eles — direita e (suposta) “esquerda” — parecem estar juntos no projeto de fechamento — clandestino — do Regime.

      Nova ARENA.
      Novo MDB.
      Você vai deixar? Onde está a posição e os blogs ditos progressistas que até agora não denunciaram isso? Fazem parte do esquema?

    1. PODEMOS ESPERAR SIM… MAIS CAOS, FOME, MISÉRIA, DESEMPREGO, SALÁRIOS DE FOME E CRISE!
      AFUNDA BRAZIL!

  2. Vergonha para o capeta que tem no Brasil um analfabeto tapado como representante.
    Será que o diabo não consegue coisa melhor do que esse saco de estrume?

  3. A lei da mordaça vem sob o nome o Projeto de Lei 2.418/2019, o “Patriot Act” Tabajara (ou “AI-5 digital”)

    Urgente: AI-5 digital avança. Cadê a “oposição”? – Duplo Expresso de Domingo 4/ago/2019

    ATENÇÃO TIJOLAÇO: Alerta para o que parece ser um “acordão” suprapartidário para
    legalizar a arapongagem do Exército sobre as suas mensagens privadas
    pela rede (Whatsapp, Facebook, Instagram, Twitter, Tinder… ou seja,
    todos MENOS o “temível” Telegram).

    “Estranhamente” (?), o Projeto de Lei 2.418/2019, o “Patriot Act”

    Tabajara (ou “AI-5 digital”) segue contando com silêncio — cúmplice? —
    de todos os parlamentares e ex-candidatos à Presidência da (suposta)
    “esquerda”. Sua — discretíssima — tramitação, em caráter conclusivo, nas
    Comissões da Câmara, faz com que prescinda até mesmo de votação no
    Plenário da Casa!

    Ou seja, os brasileiros estão sozinhos em mais essa.

    Não temos oposição.

    Todos eles — direita e (suposta) “esquerda” — parecem estar juntos no projeto de fechamento — clandestino — do Regime.

    Nova ARENA.
    Novo MDB.
    Você vai deixar? Onde está a posição e os blogs ditos progressistas que até agora não denunciaram isso? Fazem parte do esquema?

  4. E realmente não tem nada a ver mesmo. Essa moda de massacres é um sintoma do capitalismo. Nos países nórdicos, onde se diz viver mais feliz, as pessoas cometem suicídio.
    Acredito que nos EUA a pressão do capital na vida das pessoas seja tanta que elas querem vingança da sociedade doente, como que um câncer que foi criado pelo organismo e o ataca para exterminar a si.

  5. Nesta mesma ocasião os repórteres lhe disseram que o Senado poderá barrar a nomeação de seu filho como embaixador nos EUA. Ele respondeu que “Sim. o Senado poderá barrá-lo. Mas aí eu o nomeio ministro das relações exteriores, e ele em vez de ser um embaixador vai mandar em todos os embaixadores.” Quem achava que o cujo tinha alguma noção, ficará balançado depois dessa. E como fica o atual fulano das relações exteriores, podendo a qualquer momento dar lugar a algum filhote do Bolso? Parece disputa para a diretoria de um time de várzea,

  6. Nesta mesma ocasião os repórteres lhe disseram que o Senado poderá barrar a nomeação do filho como embaixador nos EUA. Ele respondeu que “Sim. o Senado poderá barrá-lo. Mas aí eu o nomeio ministro das relações exteriores, e ele em vez de ser um embaixador vai mandar em todos os embaixadores.” Quem achava que o cujo tinha alguma noção de qualquer coisa, ficará balançado depois dessa. E como fica o atual fulano das relações exteriores, podendo a qualquer momento dar lugar a filhotes do Bolso? Uma briga pela diretoria de um time de várzea é muito mais civilizada do que isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *