Bolsonaro: Temer já roubou muito; meu discurso não vai roubar

maogrande

Visivelmente irritado, Jair Bolsonaro disse ontem à noite ao Poder360 que Michel Temer “já roubou muita coisa, meu discurso ele não vai roubar, não”.

Bolsonaro disse ao Poder360 que, no entanto, se “fosse presidente” o seu “decreto seria diferente”.
Uma das críticas ao texto foi sobre a falta de definição da conduta dos militares durante a intervenção. O deputado disse que a intervenção pode ser “mais uma medida paliativa que vai durar 20, 30 dias”
Em sua página oficial no Facebook,  pré-candidato também comentou o tema. Postou a seguinte frase: “Apoio uma intervenção militar no Rio, não essa que é política com a cara de Temer, Jungmann e Moreira.”
Na tentativa de reforçar seu discurso de reeleição, Temer embarcou no tom de “lei e ordem” . A abordagem seria a única a fazer frente ao discurso de Bolsonaro já que, até então, nenhum dos pré-candidatos fazia isso.

Lamento informar, mas “perdeu, play mito“.

O homem do tanque, agora, é o Michel. Levou seu discurso, na “mão grande”.

Sobrou para você o papel de “clown”

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

13 respostas

  1. É melhor jair se acostumando: bolsonaro já era!
    Médio… O temer e sua gang estão tão sujos que pouca gente deixará de perceber que tudo isto não passa de um circo armado para enganar trouxa.

    1. Ta feito a chapa, Temer e Bolsonaro de vice, com Gedel nas finanças e Moreira Franco no marketing.

  2. O Brasil agora vai entrar no “Populismo Militar”… todas as outras instituições foram usadas até o desgaste máximo para tentar levar o povo na lábia dos bandidos do PMDB.

    Acabaram com a credibilidade de todos os poderes… a única instituição que havia sobrado fora dessa putaria era o exército… agora ele entra na dança dos bandidos. Daqui a pouco também será usado como braço armado do esquemão: PMDB/PSDB/GLOBO/Judiciário/Maçonaria/Pentecostais.

    A Polícia Federal, Moro e o Exército vão revezar nos meses que antecedem as eleições… cada mês um deles vai fazer uma “operação especial” que será capa dos jornais e revistas durante a semana. Enquanto invadem um morro ou alguma universidade… Gilmar Mendes vai inocentando algum político filmado com malas de dinheiro.

  3. É bom a chamada “blogosfera progressista” não ir na onda das enquetes de ocasião, tão verdadeiras e confiáveis quanto uma cédula de R$7,00.

    1. As Forças Armadas não poderiam defender nosso patrimônio sem quebrar as regras constitucionais e dar um golpe de Estado. Por isso estão se abstendo de agir. Para as Forças Armadas, a situação do país pode estar muito cheia de buracos e remendos, mas ainda está dentro dos trilhos democráticos, ainda segue a Constituição e ainda vige uma ordem de Estado de Direito, se bem que nem tanto “ordem” e nem tanto “Estado de Direito”. Eles não querem nunca mais sair dos trilhos, a menos que saiam antes deles. Por isso mesmo não querem agir no Rio sem respaldo jurídico para tanto.
      Foi um grande mal para o país, que os progressistas-nacionalistas tenham se afastado dos militares e dado ouvidos ao discurso separatista de quem quis fazer uma eterna inimizade entre progressistas e militares. Isso isolou os militares do discurso nacionalista-desenvolvimentista e do avanço das ideias e do debate acadêmico do país, jogando-os nos braços dos doutrinadores neoliberais e entreguistas. Mas o nacionalismo entre os militares não morreu. Tão logo eles entendam que os liberais, com sua natureza globalista, são essencialmente anti-nacionalistas, e querem o progresso de suas empresas muito antes de quererem o progresso de um país ou do nosso país, eles militares virão para o campo político munidos de elevada consciência nacionalista, com a fé patriótica que sempre tiveram.

  4. O ladrão/”presidente” meteu a mão no bolso do boçal e tirou o único tostão que o bosta tinha pra fazer a cabeça da massa alienada.
    Viu no que dá apoiar bandido ??? o boçal caindo na real,ele vai morrer junto com o fracasso da “operação”.
    O próximo a ressuscitar para voltar a morrer é o narigudo da globosta ,todo ficará pronto para o –santo paulista— ser a opção DOS CRIMINOSOS contra o outro lado ( se houver eleições)

    1. “(…)tirou o único tostão que o bosta tinha pra fazer a cabeça da massa alienada(…)”

      KKKKKK! Lacrou!

  5. O Temer tem muito de vampiro e muito pouco de bobo. Percebeu que o Bolsomilico tinha aceitação grande no Rio por causa do seu militarismo propagandeado e não deu outra, mandou intervir na segurança daquele antro de bandidos governantes do PMDB. Chora Bolsonaro, não dá idéia pra quem não tem juizo. Deu no que deu. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  6. Um rola bostas feito esse Bozonaro…vem falar que Temer já roubou muito? Mas não foi esse araque de deputado que colocou o ladrão na cadeira presidencial? Não caberia uma ação pra retirar o cargo desse FDP e dos outros que colocaram o ladrão mor já que ele afirma categoricamente que sabia? Vai se fuder bozonazi!!!!!

  7. Pensei que não poderia haver maior desserviço para as forças armadas do que aceitar, aparentemente, “ser representada” pelo deputado bolsonaro. Agora a coisa ficou pior, o temer quer usar o exército brasileiro para oprimir comunidades pobres e usar isso para tentar “fazer a cabeça da massa alienada”, como dito pelo Hocus Copus. Gostaria de pensar que na verdade eles só enganam aquela parte da classe média burra que acha que política de bem-estar social é coisa de comunismo ou bolivarianismo (acho que eles gostam mais de usar essa palavra). Tento, talvez ingenuamente, pensar que eles não podem preferir os crimes contra a soberania nacional e contra a população brasileira cometidos por essa plutocracia que tomou o poder em um golpe de estado e muito menos as baboseiras sem sentido que o bolsonaro fica dizendo a todo momento. Por mais que houvessem diversas coisas que precisavam melhorar, os governos de centro esquerda tiveram muitos mais prós do que contras, para o povo políticas de bem-estar social, crescimento econômico, etc, para as forças armadas, estávamos negociando transferência de tecnologia na compra de caças, a construção do submarino nuclear tinha avançado com aumento nos investimentos, havia uma aparente integração regional…

  8. O Exercito poderia ter impedido essa barbárie, mas foi conivente com o golpe contra uma
    presidente honesta. Agora..vamos dançar mais ma vez.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.