Bolsonaro transforma Aras num desmoralizado

A distância entre ser e parecer, na política, é muito pequena. Na prática, quase nenhuma.

O Procurador Geral da República, ao recusar as regras de um jogo que já estavam sedimentadas – a escolha do cargo a partir da lista tríplice formada com o voto da categoria – entregou, por sua ambição, sua alma ao presidente da República.

Como Mefistófeles no Fausto de Goethe, a hora de pagar o preço sempre vem quando se pensa alcançar a situação de felicidade que parece eterna, como é uma cadeira no STF.

Bolsonaro, ao acenar com uma “vaga não prevista” do Supremo, acenou publicamente com aquilo que já acenara em particular ou, ao menos, na mente de Augusto Aras.

O resultado é que o Procurador se tornou um molambo perto da independência que o cargo exige. Mesmo que de boa-fé ou por convicção jurídica tome alguma decisão que favoreça o presidente, ninguém mais deixará de suspeitar – lembram-se da convicção mesmo sem provas inventada pelo próprio MP? – que o fez por sabujice interesseira.

A repórter Malu Gaspar, na Piauí, mostra que já há uma sublevação entre seus próprios pares dentro da PGR, inclusive entre alguns de seus auxiliares diretos.

Não parece que o ânimo do STF em guerra com a Presidência, certamente não será diferente.

O Ministério Público, como todos os que entraram na aventura desastrosa da politização da Justiça, é mais um que tem uma morte sem honra.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

9 respostas

  1. Na corte tem alguns ministros que fizeram das suas para está lá . A única diferença que o presidente que indicou não alardeou . Com raríssimas exceções tem gente lá com mérito . A maioria usou os influenciado , amigos , aliados políticos , e até aquele que prometeu ” matar no peito ” e deu o calote . Mas chegando lá será Vossa Excelência , não importa o para trás .

  2. UM dia, um dia o BRASIL precisará acordar pro STF ..pra redefinir uma nova forma de escolha e DURAÇÃO dos mandatos (que tem que ter prazo) ..do jeito que esta, formando uma casta de inimputáveis vitalícios, é IMPOSSÍVEL pra uma democracia tolerar

  3. Se os membros do MP não reagirem, recairão na figura dos onze nazistas. Vão chafurdar na imundície e enlamear de forma irreversível a própria instituição. Mas, como nada mais neste ex-país das aberrações nos surpreende, vamos esperar para ver. O tempo corre contra os acomodados.

  4. estão acima da lei. Ninguém os atinge ou pune. Vão continuar fazendo as mesmas merdas de sempre e recebendo do nosso dinheiro.

  5. Haras, huuummm, lugar onde se cria cavalos, burros, mulas, éguas, huuummm, já sei, já sei, PGR-PJ – Procurador geral da república, propriedade pelo jair. – favor não invadir.

  6. Lembram-se da Teoria do domínio do fato, criada pelo Quincas Caifaiz? Depois veio aquela perola da Rosa Weber: Não tenho provas , mas…..,mesmo assim condeno. Depois veio a condenação por convicção, acredito mesmo não tendo provas, tenho convicção. Agora vem o TJ do RJ que em vez de deixar o Processo com o Juiz Itabaiana (e não se sabe porque ou $$$$$$$$$$$$$$$$$$$) enviou o mesmo para outra Instância.
    VERGONHA NACIONAL!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *