Carta de brasileiros na China dá xeque-mate na frieza de Bolsonaro

A carta de 32 brasileiros retido em Wuhan, pedindo a Jair Bolsonaro que providencie a sua repatriação – divulgada agora à noite pela Época – é um xeque-mate no jogo de dissimulação e frieza com que o presidente da República está tratando o assunto, alegando falsas razões orçamentárias e jurídicas que não existem para se negar a trazer de volta nossos compatriotas.

Serenamente, mas com firmeza, eles exigem que o Brasil cumpra suas obrigações para com seus cidadãos e que ” sejam tomadas as medidas necessárias imediatas para que haja a repatriação voluntária de todos os brasileiros”.

Vai ser impossível – a não ser num rasgo de crueldade – que Bolsonaro não os mande trazer de volta, até porque todos se dispõem voluntariamente à quarentena necessária, o que nem seria necessário, pois há lei internacional – validada aqui, pelo Congresso – que permite este isolamento por razões de saúde pública.

O “mito” terá de ceder – e com grande desgaste – e mudar o seu comportamento de indiferença ao sofrimento destas pessoas.

A carta, na íntegra, está aqui.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

22 respostas

  1. A Associaçao Medica Brasileira tao ativa no golpe contra Dilma nao se pronuncia?
    Ai Maduro… Que tal fazer uma presepada com Bozo e resgatar os brasileiros?

    1. Verdade. Maduro esta’ de fato trazendo de volta para o pais milhares de expatriados venezuelanos. Poderia ajudar os brasileiros, mas não creio. Além do que esses brasileiros votaram no MICO e assim deveriam cobrar dele seus votos. Ou não votaram? Mudaram de idéia? Sera’ que aprenderam a lição? Ta’ osso hein…

      1. Em Pequim Haddad ganhou. Em Xangai deu o mito

        Engraçado q a ocupaçao dele no site e “membro das forças armadas”

    2. Verdade. Maduro esta’ de fato trazendo de volta para o pais milhares de expatriados venezuelanos. Poderia ajudar os brasileiros, mas não creio. Além do que esses brasileiros votaram no MICO e assim deveriam cobrar dele seus votos. Ou não votaram? Mudaram de idéia? Sera’ que aprenderam a lição? Ta’ osso hein…

  2. O que eu sei é que o sujeito que descobriu aquele vídeo da sopa de morcego deve estar com o rabo cheio de dinheiro a esta altura dos compartilhamentos. E uma coisa é impressionante: como acontecem coisas estranhas favoráveis aos EUA em momentos críticos. Um avião é abatido “por engano” quando o Irã bombardeou a base ianque no Iraque e agora aaprece um epidemia que prejudica justamente a China. Deve ser tudo coincidência.

  3. Quem sabe um amigo dos filhos do presidente possa solicitar um avião da FAB para buscar os brasileiros nesta hora tão difícil? Afinal não parece ser tão difícil assim usar um avião da FAB. Ou não?

    1. Se o foco central do vírus fosse nos EUA, bolsonaro traria para cá prontamente, em aviões da FAB, todos os americanos contaminados.

  4. Não custa lembrar a solidariedade cubana com os cidadãos de outros países. Na crise do ebola, os médicos cubanos foram a grande estrela do show. E olhe que o ebola não é flor que se cheire. Mais recentemente, em Moçambique, repetiram a dose enquanto o Brasil contribuía com a “fantástica” quantia de us$ 100 mil. Quem conheceu os médicos cubanos e/ou foi por eles atendido, como eu, sabe hoje a diferença entre um médico e um passador de receita.

  5. Bom dia, Brito.Pena que o conteúdo da carta está em um link daquela da revista golpista da globo golpista. Prefiro acreditar nas suas palavras a dar um clique que seja para aqueles que são responsáveis diretos pela situação deplorável em que todos nos encontramos.

  6. Lembro que a imprensa que era livre meteu o pau em Lula por não ir ver o acidente do avião,hoje a imprensa id$ologica cala

  7. Já saiu a resposta do Presidente do Brasil, através do senhor Chefe da Diplomacia para assuntos Globais:
    Ele escreveu
    VÃO SE FODER, SEUS FILHOS DA PUTA, ….TALQUEI??? FALEI PÔ .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.