Carta de Emílio Odebrecht desconfigura crime em obras de Atibaia

gourmet

Para “livrar o couro” do filho Marcelo, o dono da Odebrecht, Emílio, enviou carta a Sérgio Moro onde afirma que foi ele – e apenas ele – quem teria autorizado o uso de “recursos materiais e humanos” na reforma do sítio que, segundo o jornal O Globo, é “atribuído ao ex-presidente” (“atribuído”, aliás, virou a novidade da moda na Lava Jato).

Esqueçam-se os aspectos éticos – que são de natureza subjetiva, não penal – e chega-se à seguinte situação: se foi uma iniciativa pessoal – e diz Emílio Odebrecht que a pedido de Marisa Letícia – não há ato de ofício praticado em contrapartida, nem mesmo o “genérico” usado por Sérgio Moro para transformar em “prova” a convicção de que o apartamento do Guarujá era – mesmo nunca tendo sido de Lula – produto de indeterminados contratos da Petrobras.

Como a legislação penal começa do ato e não do indivíduo (uma obviedade que tem de ser repetida nestes tempos estranhos), passa-se à questão seguinte: qual é o crime da reforma do sítio, ainda que realizada com recursos empresariais? Pode haver, claro, ações de natureza fiscal, pois despesas não relacionadas à atividade empresarial, mas à vontade do dono da empresa equivalem a retiradas de seu caixa e isso tem de ser declarado e não pode gerar benefício tributário.

Nada mais.

Ainda que seja falsa  – e tem muita pinta de ser – a versão de Emílio sobre as reformas do sítio, porque hoje mesmo uma arquiteta disse ter sido paga por Fernando Bittar, proprietário do imóvel, para fazer um projeto para as obras ali – não existe um mísero indício de que as benfeitorias sejam resultado de algum acordo envolvendo negócios públicos.

Hipótese que já se revela absurda quando se imagina que aquele que o fanático Deltan Dallagnol diz ser o “comandante da corruptocracia” teria se beneficiado com um apartamento de segunda e um reforma furreca de uma casa de sítio.

A Folha, aliás, ilustra suas matérias com uma fotografia – a que reproduzo acima – cuja legenda é “salão principal do espaço gourmet” do sítio que, no máximo, merecia a descrição de “foto da cozinha”.

Basta o bom senso para ver que “o maior escândalo de corrupção do planeta” não combina com o que se arranjou para “provar” o envolvimento -e mais ainda, a chefia – de Lula nesta história.

Em compensação, revela-se o jogo perverso de acordos de delação feitos “sob medida” para incriminar pessoas e que colocam pai e filho dizendo e desdizendo de acordo com o que é mais conveniente para seu dinheiro.

Não têm respeito para a honra alheia, mas têm um imenso amor pelo seu império bilionário.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

20 respostas

  1. Isso é muito estranho. Num GOLPE, não duvidem, quando não há nada, arranja-se alguma coisa, nessa história o tempo e imprescindível, para Moro, ele sabe que será preso.

  2. A semana promete com mais um julgamento de Lula e sua prisão política. Há quem acredite, eu confesso que não creio em mais nada dessa justiça. Se por um milagre soltassem Lula, o país daria uma cambalhota, haveria um terremoto político. Mas o jogo está marcado, ninguém vai ter peito pra encarar o golpe. É o que me parece.

  3. Causa nojo olhar a cara desse sociopata que veste black tie e vai a Mônaco, para receber homenagens e afagos dos escroques internacionais a quem representa. A propósito: ONDE ELE ESCONDEU O EDUARDO CUNHA? ALGUÉM SABE E PODE PASSAR DE MANDALETE DESSE SOCIOPATA E SUA MALTA A HERÓI DO BRASIL. BASTA DIZER ONDE ESTÁ ESCONDIDO O CRÁPULA. CURITIBA NÃO VALE.

  4. Agora o candango tá ralado! Aquela toalha de mesa da foto não custa menos de R$45.000,00! O tijolo daquela churrasqueira é importado e é caríssimo! Custou uns R$95.000,00. E o pote branco, à esquerda da foto, deve ser de arroz, daqueles que tá escrito assim: “arroz”. Aquilo é coisa de milionário! Quero ver ele explicar essa toalha e todo o resto! Sem contar que na foto que ele leva um isopor na cabeça, me disseram, aquele isopor tava cheio de camarão, caviar e espumante, desviados do hotel de trânsito dos milicos. Quando o Black Tie tiver colocado essa prova nos autos, daí sim que o barbudo nunca mais sai da salinha da pf. Vai render outra homenagem na Lavanderia Mônaco e, quem sabe, mais um “onóris” (na língua do Black Tie). Sabe como é, o Mutley é louco por medalha.

  5. Emílio Odebrecht não respeita nem o próprio filho (os dois não estavam brigados até há pouco tempo?), vai respeitar o Lula? De fato, essa gente só pensa no $$$$.

  6. :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra??S??il e postando: Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários (!??!!!????) em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, [consultado em 13-10-2016].) : Poemas (acrósticos) de autoria do PoeTa anarcoexistencialista Cláudio Carvalho Fernandes para alguns dos valorosos blogueiros progressistas :
    .:.
    Para Fernando Brito, do Tijolaço:

    Feliz quem pode te ler
    Espectador do melhor pensamento
    Resgatando o próprio prazer
    Natural de também pensar o momento
    Ampliando a visão sobre a realidade
    Nas críticas (e) reflexões
    De um País em busca da verdade
    Ou da própria humanidade, sem ilusões

    Brasileiro com muito orgulho e amor
    Registro vivo de pia humanidade
    Igual, livre e fraterna, multicor
    Tentando sempre de tudo a verdade
    Onde haja a comum-união de vida e labor
    .:.
    Poema(s) acróstico(s) (de autoria do PoeTa anarcoexistencialista Cláudio Carvalho Fernandes) para o maior e melhor brasileiro de todos os tempos : Luiz Inácio LULA da Silva :

    L ouvemos quem bem merece o mais pleno louvor:
    U m homem simples, como as coisas boas da vida,
    Í ntimo camarada, nosso irmão e amigo de valor,
    Z elando sempre pelo bem da humanidade querida.

    I nimigo dos maus, amigo dos bons, trabalhador
    N ascido do povo que muito o ama e admira,
    Á rvore de bons frutos, os de melhor sabor,
    C onsciência plena de tudo que no mundo gira,
    I magem perfeita do homem de si senhor,
    O humano defensor de humana lira.

    L uz de nossa gente, lutador incansável,
    U m verdadeiro herói do povo brasileiro,
    L úcido e consciente do mais admirável
    A mor pelo ser humano e verdadeiro.

    D igno e sincero, fraterno e muito humano,
    A migo do povo, honesto e sempre lhano.

    S eja o meu/nosso canto para te louvar,
    I sso que a voz do povo já disse várias vezes:
    L ula, o BraSil vive mais feliz só por te amar,
    V itória da melhor sorte no número treze,
    A fazer do brasileiro a humanidade a se ampliar.
    ::
    Autor: Cláudio Carvalho Fernandes ( PoeTa anarcoexistencialista )
    .:.
    L uz do povo brasileiro,
    U m digno e fiel lutador,
    L astreando com real valor
    A honra do BraSil inteiro.
    .:.
    L ula livrou 36 milhões da pobreza,
    U m feito memorável, sem precedentes,
    L utando contra a mídia venal, teve a certeza
    A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes.
    .:.
    L ivrando da miséria extrema 36 milhões de brasileiros,
    U m feito sem igual, que, por si só, já bastaria,
    L ula segue sendo no mundo um dos primeiros
    A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia.
    .:.

    ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *
    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas, ou seja : SEM VASELINA) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
    ????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????
    :: ????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????
    ::

  7. Essa lavajato revelou para mim um triste fato.
    A natureza humana é muitíssimo pior do que eu imaginava.
    Seja pela prática de atos perversos, seja pela omissão diante de injustiças.

    1. Não existe natureza humana. O que há são sucessivas, contínuas e decisivas, crescentes, uma após uma, escolhas que se fazem e alguns, infelizmente, muitos dos seres, escolhem ser canalhas (ou agentes, seres de má-fé) por interesse(s) de vantagem própria, quase sempre imediata e sem maiores e/ou melhores vínculos com a coletividade mais ampla além do grupo (r)estrito de que fazem parte ou a que querem/buscam pertencer.

  8. Para incriminar o presidente Lula, os lavajatianos atribuem qualquer coisa a ele. Não interessa a verdade, interessa as “atribuições de crimes” que eles mesmos definem para o ex-presidente. Ridículo é adjetivo fraco para qualificar o que esses “investidores” estão fazendo. E os tribunais superiores apenas assistem enquanto Lula paga pelo que não fez. Coisa de república bananeira!

  9. As denúncias consistentes contra o Sérgio Moro não são apuradas, mostra esse descaso que, claramente uma quadrilha assumiu o controle do judiciário, e acovardados os ministros “Sic” do STF, fingem de mortos, exceto é claro no dia do pagamento. Uma reforma do judiciário deve constar na campanha presidencial para que todos devam ser hexonerados dia 01 de janeiro. Aí a verdadeira corrupção, aquela que rouba os empregos, que rouba nosso desenvolvimento e nossa esperança venha começar a diminuir. O povo já enxergou que a punição tem objetivos sujos, políticos demagogo e canalhas. As urnas, se houverem, falarão a verdade, se houverem. E a OEA está preocupada com a democracia na Venezuela, não é engraçado? Quando os canalhas sáo amigos, tudo vale.

  10. O que é mais preciso para enquadrar esse juizeco falso, farsante, mau caráter e forjador de provas na dureza de nossas leis?
    A máxima latina não diz “Dura lex sed lex”?… Só que nos dias atuais, em que o país é dirigido por canalhas criminosos lesa pátria: golpistas corruptos e entreguistas, não é assim que funciona; agora é assim: “A lei, ora a lei… isso é só para os petistas: nem que seja só com convicções ou com provas inventadas por nosso “impoluto juizeco de 1ª instância, ela só é dura para petistas!”

  11. a realidade nesse processo não interessa.

    o que interessa é a ordem dada ao mo(a)rinho, ttirar lula da eleição de qualquer jeito.
    assim eles podem detonar com todo o país, que ninguém vai fazer nada.
    povo paneleiro grita contra comunista, enquanto é entrochado pelos capitalistas.

  12. Imagina um ser humano da importância de um Lula ser execrado, preso, vilipendiado e sofrendo horrores com a perda da esposa vitima das ilegalidades deste conluio e que pena e dureza de punição todos deveriam sofrer por tantas arbitrariedades? Quantos anos de prisão merecem Moro, Dalagnol e sua turma?

  13. A credulidade do brasileiro em relação ao Cartel da Mídia é mistério digno de estudo sociológico. Observo que muitos são capazes de desconfiar até do Papa, quando este sinaliza claro apoio à luta popular pela libertação de Lula. Mas esses brasileiros não abandonam sua inabalável fé na Santa Rede Golpe, uma fé alimentada e irrigada diariamente com ódio, mentira e preconceito.
    Não é à toa que o tumor do fascismo cresce cada vez mais rápido em meio à cegueira. As luzes do Cartel servem para cegar e desorientar.

  14. “A convicção é inimigo mais perigoso da verdade que a própria mentira.”
    friedrich nietzsche. Acredito que esta frase foi feita para Moro e seus golden boys da PGR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *