Prescrito o “trensalão” de SP. Tucano é o que interessa, o resto não tem pressa

LINHA2

Ninguém, claro, se surpreendeu com a decisão do Superior Tribunal de Justiça de mandar arquivar um dos inquéritos dos cartéis formados para a construção de trechos – este da Linha 2-Verde – do Metrô de São Paulo.

Está prescrito, dizem suas excelências, porque o contrato foi assinado em 2005 – aliás, uma inacreditável “reciclagem”, sem licitação, de uma concorrência de 1991! – e a denúncia na Justiça ocorreu apenas em 2014, o que ultrapassaria os oito anos de prescrição legal do delito de formação de cartel.

Ora, como, se o objeto do ato ilícito, a obra e os pagamentos por ela, durou anos e anos? É o mesmo que considerar prescrito um crime de furto considerando o momento em que o ladrão arromba a porta e não a hora em que ele sai levanto televisão, celular, computador…

Que digo eu? Será que não prestei a atenção necessária em que tudo ocorreu nos governos do PSDB, diante do qual promotores e juízes tomam sopa de tartaruga e ficam lentos de se arrastar?

E claro, tudo coberto com o segredo de Justiça, “pro mode” não escandalizar a tradicional família paulista, razão pela qual a Folha, ao noticiar o fato, esquece de citar que a obra, nas delações da Odebrecht, aparece como fonte de uma “doação” de R$ 23 milhões a José Serra, algo que ela mesma publicou, há mais de um ano, e de onde tiro a imagem do post.

Não vem ao caso, não é?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

14 respostas

  1. É muito fácil e só não votar em ninguém do PSDB, deputados, vereadores, senadores,
    E ninguém que votou a favor do impeachment, e mais impeachment nos ministros STF STJ que não seguem a constituição, não é difícil , é só pesquisar
    Carne Lúcifer ???? careca do PCC etc…

  2. Só tem uma saída, povo brasileiro: Lula livre! Lula candidato! Lula presidente! Pra gente ser feliz de novo!

  3. Não há CONVICÇÃO.
    Não há jejuns.
    Ficam cansadinhos por excesso de trabalho (sic.), mimos ganhos em NY e em paraíso fiscal.

    Falando nesses HIPÓCRITAS, ficou óbvio um dos motivos da suspensão do uso de dados da Lava Jato: impedir acordos de leniência que salvem as empresas, pois assim o juizeco não poderia entregar o pacote completo aos seus chefes gringos: o desmonte total da indústria nacional pesada.

  4. conheci e prestei serviços pessoalmente a empresa que trabalhava para a Alsthom. Esta fornecia para o metro-SP e CPTM.
    Era voz corrente entre um grande numero de funcionarios mais graduados que a empresa recebera solicitaçao da (cliente) alsthom para que entrasse em uma
    razoavel “vaquinha” que a emrpesa francesa centralizaria e daria a diretores do Metro-SP, a secretario de Transportes do estado de SP que entao garantiriam aos franceses vencer a licitaçao para os novos trens. E venceu. Nem precisava na realidade porque a alsthom era a unica fornecedora com know how, capacidade de cumprir prazos e garantia de bom serviço. As outras poderiam tentar mas era atraso e/ou prejuizo quase certo para o estado de Sp

  5. Melhor que dispor de bons advogados de defesa é se filiar ao PSDB e ter bons amigos no Ministério Público e no Judiciário, pois esses últimos usurparam uma das funções do IBAMA e exercem com mestria a arte de preservação do tucanato
    #EsTucanoTaisLivre

  6. Será por onde andam aquelas atrizes globais “indignadas” contra a
    “corrupção”… do PT? Será por onde andam os midiotas que bateram
    panelas contra a “corrupção”… do PT? Será por onde anda aquele
    togado “jejunheiro” indignado contra a “impunidade”… do PT?
    Todos, salafrários que posam de éticos, mas que não passam de , como
    disse o Requião, canalhas sem moral.

  7. Ë a LEI Ë PARA TODOS, menos para os TUCANOS…
    Ministério Público… uma instituição acima de qualquer suspeita…

  8. Cadê o general lambe botas para twitar agora com a entrega do patrimonio nacional (Braskem) e com esse deboche?Eu sei.Está calado junto com seus comparsas da quadrilha entreguista.Esse generais brasileiros são uma vergonha

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *