CCJ atropela Constituição e insiste em votar PEC da Previdência

É impressionante o cinismo da condução dos trabalhos na Comissão de Constituição e Justiça.

A oposição reuniu as assinaturas necessárias para sustar a tramitação da PEC da Previdência, pela ausência dos dados que o governo considerou sigilosos.

Mais, até, que as 103 assinaturas necessárias.

É letra expressa da Constituição, que está sendo ignorada.

O presidente da Comissão, Felipe Franceschini disse, pouco antes, que suspenderia se houvesse assinaturas de 1/5 da Câmara.

Não foi digno de sustentar o que disse.

Se a oposição quisar se comportar de “bom-mocismo”, a Constituição será atropelada.

E é o que parece que vai acontecer.

Saudades do brizolismo, que entrava de “peitaço” nestas situações.

Infelizmente, boa barte da oposição se comporta como lordes diante de canalhas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

14 respostas

  1. Esquerdista entraría com as chuteiras no peito dessa turma de delinquentes ,mas ,não é esquerda.
    São uns comportados políticos de CENTRO ,burgueses a procura do depósito de seus salários no final do mês.
    Só isso.

  2. Tão conciliadores, finos & elegantes (como Lula), que acabaram abrindo caminho pros doentes “sinceros” tipo Moro/Bozomilícia

  3. Esquerdista entraría com as chuteiras no peito dessa turma de delinquentes ,mas ,não é esquerda.
    São uns comportados políticos de CENTRO ,burgueses a procura do depósito de seus salários no final do mês.
    Só isso.

  4. É o sistema Lava-Jato levado para dentro do Congresso Nacional. Um lavajatista atropelando a Constituição, como fazem seus correligionários do judiciário, dentro da Casa do Povo. É muito peito! O presidente da comissão não tem o poder de ignorar as assinaturas necessárias para sustar a votação. A maldita mídia empresarial já trouxe suas manchetes tentando dar o trambique como fato consumado. É uma mídia que prefere o segredo dos conspiradores à publicidade que o povo merece. É uma mídia flagrantemente contra os interesse da população, e em favor de uma sistema financeiro parasita e predatório.

  5. Rodrigo Maia se vendeu por “seis dinheiros”. Bozo emplacou o assessor de Maia como embaixador em Roma e o mesmo de dispôs a empurrar a Previdência goela abaixo.

  6. Não sei se o epíteto “lord’ aplica-se ao caso. Às vezes penso em ‘incompetentes”, por outras em “covardes” ou ainda em “burros”.
    Descarto o “ingênuos” porque isso não existe em meio a políticos e, também, refreio o uso de “safados” por conta de injusta generalização.
    Sobra a conclusão óbvia, há falta de liderança. A última que restou e que vale o título está presa em Curitiba e lá deve permanecer. Não iludam-se com a possibilidade de Lula ser solto em setembro. Essa decisão de hoje foi outro casuísmo mal intencionado. Até lá a sucursal da Santa Inquisição, situada em Porto Alegre, confirma a sentença da filhote de Tomás Torquemada, da Santa Sé de Curitiba, e põe Lula a ferros antes que possa sair das masmorras da PF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *