Comédia e tragédia de abusos no Judiciário

A Procuradora Geral da República consolidou hoje a criação de um novo poder no Brasil.

Mandou – o verbo é exato – o Supremo arquivar o inquérito aberto para apurar ameaças e “fake news” dirigidos contra o próprio Supremo.

Firmou-se, assim, como poder supremo da República, porque seu ato não tem contradita possível.

Ou melhor, tem uma: o impasse institucional, se o ministro Alexandre de Moraes não quiser, a partir desta decisão, encerrar o inquérito que conduz e jogar fora os autos e provas que até agora tiver recolhido.

Quem decidirá um conflito de autoridade entre o Supremo e a PGR? Deus?

Estamos diante da degradação do Poder Judiciário em sua mais alta instância.

É o resultado da hipertrofia que a Lava Jato criou na Justiça e no Ministério Público.

Ambos perderam a autocontenção e os limites que sempre se impuseram, passando a agir mais pela vontade de seus titulares que pela impositividade das leis.

Este “eu quero, eu faço” nos levou a este ponto de absurdo.

O lavajatismo nos legou isso: um país quebrado, o Executivo deplorável, um parlamento caricato e, agora, um Judiciário que pode tudo, menos ter “ordem no tribunal”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

46 respostas

  1. Paulo Henrique Amorim, ao que parece, acha que o MP é que está com a razão. Estranho, muito estranho. Liberdade de imprensa é algo sério, mas não pode virar “dogma religioso”, acima de qualquer outro valor.

    1. Os poderes que deveriam ser uma parte da Nação e que deveriam entre eles se balancear já não mais existem o que temos hoje é uma esculhambação e que está a passos largos seguindo para uma grave crise institucional que acredito ser o que o Capitão mais deseja. Agora mesmo um juiz sustou o decreto ou o que quer que seja que deu direito ao famigerado Edir Macedo ter um passaporte diplomático.Amanhã um outro juiz qualquer resolve suspender qq outro ato do Executivo……. acho que temos algo muito errado

      acontecendo nessa Nação.

  2. Paredão é pouco para os QUADRILHEIROS CURITIBANOS.
    Essa é uma chaga que foi aberta e deverá ser fechada e seus vermes extintos (cadeia neles).

  3. mas que!
    a pgr não tem poder de ingerência nenhum sobre o STF, é claro. mas a fundamentação jurídica da “ordem” é perfeita.
    o stf se apequenou demais ao apoiar o golpe, agora colhe o resultado do caos que ajudou a criar – acharam que só aparariam os 40% de aumento?

    1. Não adianta esculachar, agora cabe torcer – e muito – para que o sistema de defesa antiaérea do STF intercepte este míssil de cruzeiro que a Lava-jatoPGR lançou contra ele. Sabia-se desde o princípio que a PGR estava com a Lava-jato, mas não a este ponto de lançar-se na garganta do Supremo. Por isso a rapaziada de Curitiba falava tão grosso: Eles tinham em sua última linha de defesa a PGR.

      1. não há necessidade nenhuma de esculachar,o stf está – talvez até desnecessariamente – expondo suas entranhas de um modo obsceno. eu não gostaria de estar vendo isso.

        não acho haja qualquer ganho para a sociedade com essa tardia resposta à sanha da lava-jato. ao contrário, essa exposição toda está servindo para mostrar um poder carente de legitimidade e interessado apenas em resguardar interesses pessoais de juízes.

    2. Pimenta no koo dos outros é refresco!
      Já a Vasa jato mandará prender esta turma do Supreminho de Frango!!!.

  4. Neste caso, ela está certa.
    O STF não pode abrir um inquérito do nada, nem o Toffoli atribuir um “relator” a um processo. Ambos são totalmente fora da Constituição.
    O STF, ou stfinho, haveria de enviar provas que tivesse (ANTES DE QQ BUSCA E APREENSÃO, que são ilegais) à PGR, que abriria, ou não, um processo… e, após investigação, o enviaria ao STF, que SORTEARIA um relator.
    TODO o processo é eivado de nulidades… e, pior, está ciscando pro lado do Exército e Extrema-Direita, que pode ficar p da vida e dar o golpe militar que já se avizinha há tempos!

    1. Ela está “certa” pelo motivo errado.

      Aliás, assim nossas instituições têm “funcionado”. Só agem “certo” quando é por motivos de casuísmo.

      1. Certa uma ova. Se o Supremo decidiu, nada pode se opor a seu entendimento. Trata-se da própria sobrevivência da respeitabilidade da nossa Suprema Corte. Se estes energúmenos conseguirem acabar com ela, estarão na frente do gol para instalar a mais repugnante ditadura que o mundo já viu!

        1. Acho que vc não entende uma coisinha, NADA ESTÁ ACIMA DA CONSTITUIÇÃO… e a CONSTITUIÇÃO NÃO PERMITE AO STF FAZER O QUE ESTÁ FAZENDO!!!
          Não são deuses!!!
          Se para garantir a DEMOCRACIA é necessário passar por cima da CF88, que tipo de “democracia” é esta?!?!?

      2. Pode o motivo ser errado, mas o que importa é a CF88 e a democracia… todo o resto é briga de comadre!

        1. Sem dúvida. O mar está agitado, e até a água parar vai levar um bom tempo por causa da inércia.

          É terrível saber que muitos motivos “certos” tem sido aplicados somente pelo casuísmo, pelo oportunismo. Seria necessária uma avalanche de aplicações corretas e isentas da lei para termos certeza que as “águas se acalmaram” e a democracia está salva.

      3. Não, Dodge não está certa. Ela apenas aponta um erro do STF, que de fato existe, mas que o único poder com legitimidade para interferir, até mesmo com processo de impeachment, é o legislativo, através do Senado, ainda que seja muito tênue o flanco para este agir no caso em tela.
        PGR não é um poder, ainda que se arvore como o “quarto poder constitucional” que não existe e ande de braço dado com o “quarto poder de fato”, o PIG.
        O quadro é claro, o fascismo está na ofensiva, não por que estejam fortalecidos pela conjuntura, mas por que sua debilitação se agrava com o descalabro do governo e com sua natureza sendo desnudada, e como resposta agem como lhes é característico, investem com furor ainda que sua força real seja pequena. Se não encontram resistência, levam de roldão. A volupia ofensiva e o agigantamento de minorias diante da tibieza daqueles que os deveriam afrontar. Esse é o modus operandi histórico do fascimo.
        Ainda que o stf seja responsável direto pelo quadro por que passa o país, Dodge, os procuradores e juizes lava-jateiros, os militares de ultra direita, os setores da PF aliados a eles, o bolsonarismo e os banqueiros representam o lado pior do golpe.
        Os fascistas de todos os naipes querem aprofundar o caos e as ações do Bozo no governo vão na mesma direção, pois é um deles.

      1. 1. Não se deve citar o idiota do Reinaldo Azevedo, apoiador de Temer, nem quando está certo.
        2. Ele está ERRADO.
        Primeiro pq o Regimento Interno do STF não pode se sobrepor à CF88. Segundo pq ele, pra variar, interpretou ERRADO, o que diz o artigo 43 do regimento interno do STF:

        Art. 43. Ocorrendo infração à lei penal na sede ou dependência do Tribunal,
        o Presidente instaurará inquérito, se envolver autoridade ou pessoa sujeita à sua
        jurisdição, ou delegará esta atribuição a outro Ministro.
        § 1º Nos demais casos, o Presidente poderá proceder na forma deste artigo ou
        requisitar a instauração de inquérito à autoridade competente.
        § 2º O Ministro incumbido do inquérito designará escrivão dentre os servidores
        do Tribunal.

        A alegadas infrações, alegadas pq ninguém nem chegou a mostrar quais as tais infrações, ocorreram na INTERNET. Isto não é nada SEDE nem nas DEPEDÊNCIAS DO TRIBUNAL!!!

        Tá errado o Supremo, tá errado o Azevedo!

        Obs,: Dodge, de certa forma, também está errada… pois, se ela não abriu o inquérito, tb não tem poder para arquivá-lo.

  5. Na verdade, há tempos, o $TF já não manda mais nada. Até Renan Calheiros riu-se da ordem dada a ele na ocasião. Que se exploda.

  6. Vale lembrar que nem o Kojak seria ministro do Supremo, nem Raquel Dodge procuradora geral da republica nao fosse o GOLPE referendado pelo Supremo. Esses dois se merecem.

  7. Sinto muito, mas não há outro nome para isso: É um golpe de Estado. Ou apenas uma tentativa, na base do “se colar, colou”? Sabe-se das ligações americanas e israelenses da procuradora, o que a liga bem ligada a Olavo de Carvalho e a outros misticismos. Abriu-se a ante-sala do golpe, e cabe fechá-la antes que arrebente com as instituições do país. O primeiro passo no terreno desconhecido do golpe de Estado foi dado, mas o ministro Alexandre de Morais levantou-se da poltrona e arregaçou as mangas.

    1. Estou perplexa apenas com um aspecto: sou obrigada a torcer por Alexandre de Moraes, coisa que nunca imaginei. De onde menos se esperava, saiu essa resistência firme contra os golpistas da lava-jato. Claro que não tenho ilusões, sei bem que o STF só levantou a cabeça agora porque o canhão dos vazamentos e fake news está voltado para seus próprios integrantes. Mas antes tarde do que nunca. É preciso que o STF, finalmente, seja a última barreira contra novos golpes de estado.

  8. Com o Supremo e com tudo lá vamos nós rumo ao buraco negro… Já temos a foto,… segundo cientistas engole tudo…

  9. Toffoli, pequeno como só ele, daria esta prensa no general da reserva e no esgoto da lava-rato sem uma sólida retaguarda militar ?
    vejo um impasse institucional entre poderes do estado, com o caos instalado e a desculpa legal para o Bozo fechar tudo e instalar uma Ditadura de milícia democráticos e tementes a Deus …

  10. Alexandre Moraes levantou a bola, o PGR passou e Bolsonaro aplica o artigo 142. É o fim do STF e da democracia. Só não entendeu ainda quem é burro. Esse é o AI 5 do golpe.

  11. Dodge, em inglês, significa “esquiva”. Pode também signficar “trapaça”.

    Pergunto-me se o marido dela, Mr. Dodge, não é um agente da CIA.

    Raquel Dodge “esquivou” a Farsa a Jato. Nada a ver com censura, basta ver o Lula que não pode dar entrevistas. Ela “trapaceou” a democracia.

  12. Avacalhou de vez!
    Uma elite estúpida conduz inexoravelmente o Brasil de volta à ditadura militar.
    Macondo é aqui, a colônia bananeira onde o tempo não passa e a evolução não alcança.
    Somos condenados, por nossa ignorância, a repetir eternamente o mesmo erro.
    “E então cada paisano, cada capataz, com sua burrice fará jorrar sangue demais…”
    É a sina maldita de cada colônia do Império do Mal.

  13. Que tal todo mundo ler a CF88 e ver que o STF NÃO PODE ABRIR INQUÉRITO?!?!
    Só quem pode é o MP!!!!
    Não é questão de direita, esquerda, golpe, militares… é questão de DEMOCRACIA!!!!

    1. MAs a qual decmoracia você está se referindo????? Aquela que a Lava Jato passou o rodo, ou a que o Supremo suprimiu, ou a do Ministério Público que defende que promotores recebam auxilio moradia????

  14. STF covarde, canalha e golpista. PGR idem. Esses órgãos se transformaram em milícias das ilegalidades, ajudaram a colocar o Brasil nas mãos de milicianos insanos como o Bozo ao permitir diversas ilegalidades: condenação porque a literatura permitia; praticar nas coxas o Domínio do Fato somente para o PT e depois esquecer isto; permitir o golpe que derrubou a presidenta Dilma e; dar aval à prisão ilegal de Lula ao se omitir.

  15. Esqueçam os canalhas, o que importa é isto aqui:
    Constituição federal de 1998:

    Art. 129. São funções institucionais do Ministério Público:

    I – promover, privativamente, a ação penal pública, na forma da lei;

    II – zelar pelo efetivo respeito dos poderes públicos e dos serviços de relevância pública aos direitos assegurados nesta Constituição, promovendo as medidas necessárias a sua garantia;

    III – promover o inquérito civil e a ação civil pública, para a proteção do patrimônio público e social, do meio ambiente e de outros interesses difusos e coletivos;

    1. Pelo que entendi, a constituição faculta ao MP dar ou não tiro no pé.

      Daí o corporativismo muito forte desse “quarto poder”, que tem feito o que bem entende.

      1. Sim, mas SÓ ele tem este direito… foi uma tentativa de equilíbrio entre poderes que, claro, deu com os burros n´água, vide Lava Jato!
        Freios ao MP são completamente necessários, virou um poder descontrolado!

    2. MAs a qual decmoracia você está se referindo????? Aquela que a Lava Jato passou o rodo, ou a que o Supremo suprimiu, ou a do Ministério Público que defende que promotores recebam auxilio moradia???? E a Constituição permite que a PGR vaze ilicitamente as delações que estão em silgilo? Ela permite que a PGR ou os promotores mantenham aos delatores sobre constante chantagem? Essa constituição aí já foi rasgada pelo Moro e a Lava Jato e sacramentado pelo Supremo, portanto, o que se vive agora é consequencia dos atos desses funcionários públicos federais(menos os ministros que não são funcionário público)

      1. Olha, estamos em Golpe desde que Dilma foi Impeachada ilegalmene. No entanto, defender a CF88, que está sendo massacrada, é dever de qualquer cidadão que acredita no conceito de Democracia. É só isto que estou defendendo.
        Entre os canalhas do STF e os canalhas do MPF, sigo a CF88.

  16. Tudo começou com o Moro,mesmo sendo um juizinho fajuto de primeira instância, não ter chefe, não ter que se reportar a ninguém por qualquer de seus atos falhos, não ter conferente de seu serviço , peitando até o STF e desfazendo decisões de outros colegas juízes, até juízes de plantão.
    Aí eu me dei conta de que a justiça no Brasil tinha virado o “Koo da Mãe Joana”.
    Daí para a frente foi um descalabro só, com o Supremo confirmando qualquer absurdo vindo da mente degenerada do “Wacko dos Pinheirais”.
    Agora não existe mais nada lá no STF,MPF,PGR,LAVAPRATO etc, só um bando de patetas que ganham uma fortuna para bater cabeças, e jogar torta um no outro.

  17. A ex presidente Dilma Vana Roussef, acertou na mosca ao dizer que não ia sobrar pedra sobre pedra. Chegamos ao caos institucional, onde nada se faz e tudo é possível. Na destruição do inimigo tudo é possível, lição dada, lição copiada.

  18. Já comentei em outra notícia, o STF deve estar respaldado por alguma ala militar para bater de frente contra esse pessoal da lava jato e essa extrema direita. Acho que para o STF passaram o Rubicão com esse fundo da Petrobrás e pior ainda o fundo da Odebrecht. É dinheiro bastante para uma guerra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *