Conselho do MP é uma comédia corporativa

Mais uma vez, adia-se no Conselho Nacional do Ministério Público, depois que o relator negou seu afastamento, com um pedido de vistas do conselheiro Fabio Stica.

Como a transmissão continuou, entrou na pauta o julgamento de um promotor de Tocantins que, no Facebook, chamou o presidente do Supremo de “escroto”.

O relator, Orlando Rochadel quase que pediu desculpas por abrir um procedimento administrativo porque, nas suas palavras, sua “grande alegria é arquivar” ações contra promotores.

Muito pior ainda foi o Promotor da Justiça Militar Marcelo Weitzel discutiu se chamar de “escroto” era ofensivo.

Para ele era apenas elegante.

Os demais quase que se desculparam por abrir o processo, retirando do processo um integrande da corregedoria do MP em Tocantins (corregedoria!!!) que reiterou a ofensa, escrevendo que o promotor que a postou “disse tudo”.

Reparem, são os fiscais dos fiscais da lei…

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

47 respostas

  1. São os que reclamam do salário baixo, por isso se alegram com os atrasados e, ainda mais, se houver palestras remuneradas.

    1. VIVEM impetrando ações contra o Estado para receberem “vencimentos atrasados, correções e auxílios”…

  2. a depender do CNMP, Deltan e sua tropa serão homenageados por serviços prestados. Não se enganem, quem mostrou que não presta continuará a fazer aquilo pelo qual é reconhecido.

    1. Estamos com falta de teatrólogos. Acho que esta gente está com medo dos cachorros loucos que perseguem a arte. Só o CNMP forneceria material suficiente para uma ou duas peças que venceriam qualquer festival de teatro.

      1. Já sugeri para 4 grupos de teatro representarem os diálogos da Vaza Jato, que selecionassem alguns para encenar, mas ninguém topou…
        Triste, viu…

  3. Há algo de muito errado com os concursos para preencher vagas nos Ministérios Públicos.

    1. Veja, há fraudes em vestibulares; há fraudes nos detrans; há fraudes em eleições; há fraudes no serviço público (funcionários fantasmas e etc.) há fraudes em CONCORRÊNCIAS PÚBLICAS; por que é que não haveria fraudes em concursos públicos?

    2. Não se trata de concurso mas de espírito corporativo. Tente processar um advogado, por exemplo. Vc dificilmente achará um outro que a represente. O CNJ e o CNMP, entre outros, deveriam ser controles EXTERNOS, o que não acontece

      1. A Lei de Abuso de Autoridade deve ou deveria prever alguma espécie de triangulação ou outro tipo de mecanismo, para impedir que os que cometem abuso fossem julgados pelos seus próprios pares. Eles nem precisariam se declarar suspeitos, pois são automaticamente suspeitos.

        1. Corregedorias…deveriam funcionar de maneira cruzada (ESTADOS COM UM MÍNIMO DE 1000 Km de distância e deveriam ser compostas por vários integrantes da sociedade civil….ELEITOS.

          1. E os processos deveriam ser impetrados pela CORPORAÇÃO….. não por relatores ” AMIGOS”. a RELATORIA SERIA CONJUNTA….MÍNIMO DE TRÊS PARECERES

          2. O INVESTIGADO…AUTOMATICAMENTE AFASTADO DE SUAS FUNÇÕES E RECEBERIA 65% DOS SEUS VENCIMENTOS…..OS TRINTA E CINCO POR CENTO ECONOMIZADO…..USADO COMO ADICIONAL PARA CUSTEAR O FUNCIONAMENTO DO ÓRGÃO.

          3. Que me perdoem os republicanos, mas, quinze minutos de Erdogan acabava com essa putaria.

          4. EMISSÃO DE RELATÓRIOS COM PRAZO DE 30 DIAS, PRORROGÁVEL POR MAIS 20 DIAS….MÁXIMO DE 50 DIAS….

    3. A questão não é com os concursos. Ocorre o mesmo em todas as carreiras e faculdades que são extremamente concorridas: magistratura, medicina, engenharia, advocacia… A disputa é ferrenha e só passam os MUITO bem preparados… Ou seja, aqueles oriundos das classes mais privilegiadas, que tiveram condições de uma formação/preparação melhor. Jovens originários dessas classes geralmente carregam a visão social e os vícios delas. Essa é a regra geral.

      1. Não custa lembrar que o fenômeno do nepotismo é mais frequente nestas carreiras, o que evidencia que nem sempre serão os mais preparados que alcançarão as vagas, sendo mais importante a origem e/ou o sobrenome. Quanto ao resto do comentário, irretocável. Os vícios de origem não se apagam nunca, certas capitanias serão sempre hereditárias.

        1. Exato. O que decide a disputa é a prova oral ou prova de tribuna, em que o “garoto” ou a “Pati” responde coisas previamente acertadas e com facilitação, como “de que cor era a capa, capa com capuz, viu?, da menina conhecida como Chapeuzinho vermelho?” E eles trocam homenagens e amabilidades entre si, só faltando perguntarem: “Como está o papai?” Nesse momento, alguns dos melhores candidatos veem todo seu esforço jogado no lixo, enquanto uma fux qualquer da vida ganha uma cadeira de presente. Já comentei por aqui. Peguem as listas dos aprovados na última fase desses concursos e contem quantos nomes de família conhecidos estão ali. São verdadeiros feudos. É algo escandaloso que parece não chamar a atenção dos “bons”.

      2. Isto. Mas, entenda-se que a melhor formação/preparação fica no âmbito dos conhecimentos específicos, que levam o pequeno idiota para dentro dessas carreiras. Contudo, são pobres em educação, não têm cultura, não têm reais fundamentos humanistas, como papai e mamãe, a não ser as mesmas baboseiras que se repetem em todo concurso ou vestibular, onde eles garfam a maioria, senão a totalidade das vagas. Essa rapaziada, por volta da época dos concursos, pode responder qualquer questão sem pensar. Estão adestrados, mas, são os mesmos asquerosos que desrespeitam idosos, que agridem negros ou índios, que colocam fogo em outros seres humanos. Vivemos uma época única. Parece que o que o inferno continha emergiu, brotou pela superfície da terra e assumiu a forma desses imundos e será uma tarefa difícil e longa devolvê-los aonde não deveriam ter saído.

  4. É, para ser educada, no mínimo, um escárnio com tudo e todos. O comportamento dos integrantes MP é inominável.

  5. São castas que imperam por aí. O objetivo deles, antes de tudo , é se autoprotegerem. Nada mais.

  6. Vou repetir aqui a minha opinião:
    Caso venha a ser convocada uma constituinte depois do estrago que ficará após a passagem dessa onda fascista, a extinção do MP deverá ser pelo menos discutida.

  7. Os pensadores da esquerda perguntam, atônitos: “Por que é que o povo não está indo às ruas?” É muito simples, o povo está tentando encontrar um jeito de sobreviver, e isso toma muito tempo. Além disso, seu tempo só sobra para rezar para que o pastor lhe salve a miserável vida. Quanto mais miseráveis, mais necessitam do pastor. E além disso, o SBT, a Record e a Rede TV não lhes deixam ir às ruas. Como se vê, é uma armadilha perfeita. A classe média também não vai, porque a Globo não a permite que vá às ruas. Se a esquerda quiser de fato que o povo e classe média vão às ruas, terá que enfrentar, enfrentar mesmo, com muita inteligência e sagacidade, tudo o que está impedindo o povo de ir às ruas, o que basicamente um problema de comunicação. Fora isso, não é possível culpar ninguém por não ir às ruas.

  8. E quem aqui ainda acredita que esses “correjedores” (como escreveria PHA) vão punir o Dallagnol?

  9. Ministério Público….se tornou MINISTÉRIO DA VERDADE – DO LIVRO 1984 De George Orwell….CORREGEDORIA e CNMP são só homologadores das atrocidades….

  10. A próxima reforma do judiciário deve enviar todo e qualquer processo criminal para ser julgado pelo tribunal do crime, do PCC.

  11. DELINQUENTES ,BANCAMOS COM O NOSSO ESFORÇO ESSA CORJA DE DELINQUENTES.
    CHEGA DE BANCAR ESSES PARASITAS QUE NADA PRODUZEM,É MUITO VAGABUNDO DE TOGA ,FARDA E GRAVATA PARA ALIMENTAR !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  12. Só tem filho da puta nesses órgãos – MPF – STF CNJ e por ai vai. Quando é que o país vai acordar? É reforma para fuder o cidadão – sempre- e esses merdas desses servidores ,civis e militares nada fazem e nada acontece. Até quando vamos aguentar esses filhos da puta?

  13. … O mais difícil da luta contra a direita é o fato de que esta gentalha fascista e corrupta não tem o mínimo (o mínimo!) de vergonha nas fuças!
    Depois, chamam de doido ou terrorista quem prega a guerra civil!
    Ah este ‘MINIstério’ PRIVADA lesa-pátria!

  14. Partindo de uma casta de “misere”, que recebe salário mínimo mensal de R$ 30 mil, além dos diversos penduricalhos, não dá para esperar nada de bom para a população.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.