Covid: hoje, 1.242 mortes. Amanhã, chegamos a 200 mil mortos

Ainda é só o começo, porque vai piorar.

Mas você já pode ver aí em cima que com as 1.242 mortes registradas hoje pelo Ministério da Saúde, voltamos aos piores tempos da pandemia no Brasil.

E isso porque há ainda muitas mortes oficialmente “sob investigação” pelo simples fato de que nem mesmo para que está nos hospitais há testes em quantidade suficiente para determinar a causa da morte, até porque a Covid mata, muitas vezes, pelo colapso de outras funções vitais.

Assim, chegamos a 199.974 óbitos e, certamente, não faltarão amanhã mais 1.026 mortes para completar a marca terrível de 200 mil mortes.

Entre as situações mais graves, a do Amazonas é a mais desesperadora: 86 mortes.

Rio (233) e São Paulo (289) vão chegando perto de 300 mortes diárias.

Se o governo brasileiro estivesse, de fato, acordado – mesmo tardiamente – para a gravidade da situação, menos mal. Mas é só a disputa com João Dória e a vacina da qual ele dispõe em 11 milhões de dores, enquanto Jair Bolsonaro não tem nenhuma nas mãos e, pior, sérios indícios de que não as terá tão cedo em quantidade, exceto – e talvez – pela importação coreográfica das “Oxford da Índia”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.