De novo, Petrobras salva o governo em novo leilão do pré-sal

Como fica a cara dos sujeitos que tentaram culpar a Petrobras pelo fiasco do leilão das áreas de cessão onerosa, agora que a empresa arrematou – sem outros lances o campo de Aram, na Bacia de Santos, com capacidade para ser o terceiro ou quarto maior do pré-sal brasileiro (menor apenas que Búzios, Libra e – talvez – Lula)?

Como você vê no mapa, com 1.350 km², maior que o Estado do Rio de Janeiro, não é uma “campinho” , com depósitos de 40 bilhões de barris, o que deve exceder a 10 bilhões de barris recuperáveis, isto é, passíveis de extração em condições de viabilidade econômica.

Agora cedo, a empresa – com uma sociedade de 20% da chinesa CNODC – foi a única a apresentar proposta e, desta vez, ninguém pode alegar que os custos indenizatórios que petroleiras que abiscoitassem a área foram impedimento para que as gigantes do setor entrassem na disputa.

A causa é outra.

Além do mau momento na economia em geral – ninguém acredita na solidez do mercado internacional em geral – os negócios do petróleo esperam uma definição maior do que significa a abertura de capital da estatal saudita de petróleo, a Aramco, negócio com potencial de valer até 40 bilhões de dólares, isso se a oferta for limitada, como se especula, a 2% do valor da companhia.

Não tendo apresentado propostas nos campos mais caros, ontem, haveria, entretanto, folga para fazê-lo hoje.

Há outro fator, porém, que é fácil perceber e difícil de mensurar: a aniquilação da imagem do Brasil e a percepção de que temos um governo que, na visão deles, desandará para uma ditadura ou cairá para que nela não se mergulhe o país.

Preparem-se para uma nova campanha de desmoralização da Petrobras. Ela pode ter salvo o governo de um fiasco total, mas não deve e não pode, para as forças que o sustentam, ter o direito de fazer bons negócios para o Brasil.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

21 respostas

  1. Lembram do tomate como símbolo da inflação? Agora a mídia financista não fala mais nada sobre os preços. Alguém já reparou no preço do papel higiênico? Voltará o tempo do sabugo de milho mas, para a turma da varanda gourmet neoliberal, os indicadores econômicos estão ótimos!

  2. Os letrados de Direita não entenderem que o futuro deles, também está sendo saqueado, sabotado quando levam o Brasil à bancarrota?
    Onde estão as placas de rua das Irmandades falando das burrices e loucuras desse Governo?
    E as entidades empresariais não se importam com a desgraceira da maior parte dos filiados?
    E os servidores federais não enxergam a traição ao Brasil realizada pelas chefias do STF, MPF e PF?
    Nem escrevo sobre os Militares que todos tremem até ao ler…
    O Brasil é o país da covardia e do medo.

  3. Os letrados de Direita não entenderem que o futuro deles, também está sendo saqueado, sabotado quando levam o Brasil à bancarrota?
    Onde estão as placas de rua das Irmandades falando das burrices e loucuras desse Governo?
    E as entidades empresariais não se importam com a desgraceira da maior parte dos filiados?
    E os servidores federais não enxergam a traição ao Brasil realizada pelas chefias do STF, MPF e PF?
    Nem escrevo sobre os Militares que todos tremem até ao ler…
    O Brasil é o país da covardia e do medo.

  4. Os rapinas internacionais priorizam seus investimentos para a Aramco hoje e deixam a Petrobras adquirir o Pré-Sal a preço de banana para, logo ali à frente obterem as mesmas jazidas numa já anunciada privataria da Petrobras.

  5. Os rapinas internacionais priorizam seus investimentos para a Aramco hoje e deixam a Petrobras adquirir o Pré-Sal a preço de banana para, logo ali à frente obterem as mesmas jazidas numa já anunciada privataria da Petrobras.

  6. Com tanto dinheiro envolvendo a petroleira saudita e o fiasco dos leilões por aqui, a sanha entreguista se voltará para a própria Petrobras, a preco de banana, claro.
    Os sauditas venderão apenas 2% da empresa, aqui deve ser na faixa de 110%. A sobra fica por conta dos poços ainda não descobertos.

  7. Brito, aprecio muito seus comentários sobre a área de petróleo.
    Por isso aproveito para uma breve correção. Nao tenho os dados exatos aqui, mas tenho certeza de que um único campo de petróleo não pode ser maior do que o estado do Rio de Janeiro. Será que vc quis dizer municipio? Ou só alguma confusão com os números?
    Abs.

  8. Os letrados de Direita não entenderem que o futuro deles, também está sendo saqueado, sabotado quando levam o Brasil à bancarrota?
    Onde estão as placas de rua das Irmandades falando das burrices e loucuras desse Governo?
    E as entidades empresariais não se importam com a desgraceira da maior parte dos filiados?
    E os servidores federais não enxergam a traição ao Brasil realizada pelas chefias do STF, MPF e PF?
    Nem escrevo sobre os Militares que todos tremem até ao ler…
    O Brasil é o país da covardia e do medo.

  9. Os rapinas internacionais priorizam seus investimentos para a Aramco hoje e deixam a Petrobras adquirir o Pré-Sal a preço de banana para, logo ali à frente obterem as mesmas jazidas numa já anunciada privataria da Petrobras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *