Déficit público? Que nada! Carf perdoa R$ 27 bi do Itaú e Santander

carf360

Está no Poder360, em reportagem de Renan Melo Xavier, lista os perdões concedidos pelo Conselho Administrativo de Recursos Fiscais – o famigerado Carf – ao Itaú e ao Santander, isentando-os de pagar impostos sobre ganhos de capital obtidos em fusões e aquisições de outros bancos e ainda sobre supostas ilegalidades no cálculo de juros sobre capital p´roprio, uma remuneração a acionistas que Fernando Henrique Cardoso tornou imune ao Imposto de Renda.

São “apenas” R$ 27 bilhões, talvez um pouco mais que os R$ 20 bilhões de rombo que tiveram de ser acrescidos este ano, elevando o déficit público primário (sem os juros da dívida) para R$ 159 bilhões. Disse talvez porque a segurança em que estes R$ 20 bilhões sejam o suficiente é cada vez menor.

Renan narra que, no caso do Itaú, o mais polpudo:

A polêmica do processo não ficou restrita apenas ao valor perdoado. O ex-relator do caso João Carlos Figueiredo Neto foi preso em julho de 2016 durante desdobramento da Zelotes.

De acordo com denúncia do MPF, Neto teria cobrado dos advogados do banco R$ 150 milhões em propina. Em uma mensagem enviada à defesa do Itaú, Neto teria sugerido escrever o voto “a 4 mãos”.

Solto 1 mês depois, João Carlos Figueiredo Neto deixou de atuar no Carf. Ele responde ao processo em liberdade. A relatoria final deste caso coube ao conselheiro Luís Fabiano Alves Penteado.

A conclusão dos conselheiros foi de que o negócio não envolveu dinheiro, mas troca de ações. Que, claro, valem dinheiro.

Mas isso não vem ao caso.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

11 respostas

  1. Parasitas do mercado alimentado pelo governo dos golpistas do PSDB/PMDB.
    Cambada de f…..p….;
    Guilhotina!!!!!!!!!!!!

  2. A nåo incidëncia de IRenda sobre juros sobre capital pròprio é uma imoralidade, é um ato lesa-patria que os Brasileiros deveriam punir com voto contrário a todos os políticos ignorantes que apoiaram tão nefasta medida aprovada por FHC. Está foi uma ” imoral compensação” com que FHC premiou o capital empresarial, já que os Bancos “vampiros brasileiros” exploram abusivamente o povo, o Brasil e suas riquezas através dos juros Inexplivaveis que a nação paga a seus vampiros. No Brasil, o capital e os investidores são incentivados a não produzirem! Basta receber juros sobre capital próprio, equilibrando apenas a equação : Renda- custo-lucro-juros s/ capital e tributo. Nesse caso, a equação não contempla o povo, o estado e a soberania!

  3. Se puxar o extrato da negociata, deve ter meio mundo de moralistas sem moral, nesse trem da alegria de perdões… acho que até agente públicos concursados do dito “primeiro escalão”, “contra a corrupção”. Alguém duvida?

  4. E ESSES MAGNATAS ACHAM RUIM QUANDO DAO BOLSA FAMILIA, incentivo aos estudantes e professores ( que representam os pais na sala de aula), amparo aos aposentados, importação de médicos! TEM E DEVE SER TUDO PELO SOCIAL.

  5. “Recordar é viver!” Que fim levou Levy?!! Nem no impeachment fraudulento ele depôs como testemunha, armou a patranha e sumiu, evadiu-se…

    “Num momento de queda da arrecadação, o ministro declarou que a atuação do Carf, que julga processos avaliados em R$ 580 bilhões, é essencial para reforçar os cofres federais. Apenas a Câmara Superior, última instância de decisão do órgão, revisa cerca de 12 mil processos no valor de R$ 105 bilhões. “Ando catando, com a Receita [Federal] e a PGFN [Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional], os R$ 100 bilhões que o Carf mandou. Temos de fazer valer as decisões, tanto em favor do contribuinte como da sociedade como um todo”, ressaltou.”

    https://www.google.com.br/amp/www.ebc.com.br/amphtml/noticias/economia/2015/07/novo-carf-e-determinante-para-reforcar-arrecadacao-em-tempos-de-crise-diz

    OBS: Cadê esses bilhões da Zelotes?!

  6. Vai, nóisinhos, cidadãos e cidadãs comuns, ter ganho de capital e não pagar.

    A Receita ferra com a gente, e o CARF aperta o verde e confirma!

  7. todos esse usam de taxas com porcentagem de até bilhões acima da inflação para corrigir os valores dos seus devedores , jamais perdoaram R$ 0,01 de cliente algum e o governo deixa milhares de cidade sem maternidade sem porque os seus banqueiros queridos não podem passa fome. Nojentos!!!!!!!!

  8. Desgraçados, fdp! Precisamos instalar uma guilhotina na frente da sede de cada poder da republica e comecar a abater esses miseraveis na rua…
    Aguardem miseraveis, voces terao sorte se somente ovos podres forem atirado em voces…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.