Direita arranja “empresário-laranja” para assumir vídeo “fake”

O jornalista Luís Costa Pinto foi perfeito ao definir e batizar: “o laranjal do bolsonarismo produziu o empresário-laranja”.

É o empresário e cartola de futebol Osmar Stábile, que “assumiu a responsabilidade” de produzir e divulgar o vídeo onde um ator, como se fosse um personagem real, a narrativa laudatória ao golpe de 1964.

Ele soltou uma nota dizendo-se “Autor-Produtor do vídeo divulgado na data de 31/03/2019 faço essa Declaração. Fi-lo (o vídeo), de moto próprio e às minhas expensas”.

Claro que a história é arranjada, basta ir ao facebook deste senhor e ver que ele não reúne capacidade de ser autor ou produtor de um vídeo de qualidade profissional.

Aliás, a maior prova de que Stabile apenas “assina” a armação cinematográfica é o fato de que ele sequer postou o vídeo  em suas redes sociais.

Quem concebe, realiza e divulga um vídeo político deixaria de fazê-lo por qual motivo?

Sugestão aos coleguinhas: perguntem a Eduardo Bolsonaro como ele recebeu e replicou o vídeo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email