Doria também “mira na cabecinha”

Cenas de guerra, direitinho, mas livres para todas as idades nas tevês dos lares paulistas.

É assim a campanha eleitoral, digo, publicitária do governo João Doria, sobre seus feitos como “general” da segurança.

Coisa de assustar, mesmo. Padrão Rambo ou Chuck Norris.

Está lotado o supermercado da morte: Bolsonaro, libera armas, Moro distribui “excludentes de ilicitude”, Witzel manda mirar nas criancinhas, ops, nas cabecinhas e agora os filmetes descritos pela Folha como uma “espécie de cruzamento de Tropa de Elite com algum episódio da série CSI: policiais atirando, pesquisas forenses em laboratório, tudo com um padrão cinematográfico”.

Não falta muito para lançarem um programa Minha Bala, sua Vida ou o “Cada Cadáver, um Voto”

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

9 respostas

  1. Minha Bala, sua Vida. Infelizmente é o lema de grande parte, talvez a maioria, dos policiais.
    Mas, é claro, só a vida de pobres.

  2. Os imbecis que pensam estar na violência policial o remédio para curar a criminalidade se enganam. Desde a ditadura militar, este caminho não muda, somente com o fim do abismo social existente, com educação massiva e de qualidade, se conseguirá derrubar a criminalidade e a violência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.