E se as crianças presas fossem americanas?

can

Finalmente, da metade da capa para baixo, ganha algum – e ainda muito pouco – destaque na Folha o fato de haver crianças brasileiras presas – e são ao menos 49, em lugar das oito informadas ontem – por seus pais estarem sendo processados por imigração ilegal aos Estados Unidos.

A imprensa e a diplomacia brasileira, diante do caso absurdo, não fazem mais que miar lamentos e preferem destacar a “ordem” de Donald Trump para que sejam reunidas aos pais – e sigam presas, portanto. No máximo, uma nota do Itamaraty dizendo que o episódio “é “uma prática cruel e em clara dissonância com instrumentos internacionais de proteção aos direitos da criança”.

Tão pouca é a reação que candidato do fascismo por estas bandas não se acanha em, nos jornais, estar mendigando uma audiência para prestar vassalagem a Donald Trump.

Basta aos amigos e amigas imaginarem, para que se tenha ideia do absurdo que é isso, se uma, apenas uma, criança norte americana estivesse detida num abrigo com grades e telas, posta a dormir num colchonete em uma quadra de esportes ou em barracas de lona,  como se viu nas fartas fotografias distribuídas pelas agências de notícias.

E separadas dos pais, também presos, por uma distância maior que a entre Porto Alegre a Manaus, em linha reta, como registra a Folha:

A reportagem da Folha (…) identificou a localização das 15 instituições que receberam os brasileiros. A maior parte das crianças está na região de Chicago, que concentra 29 delas. Oito estão no estado fronteiriço do Arizona, sete, no Texas, e duas, na Califórnia. Também há menores brasileiros em instituições da Flórida e de Nova York. Os pais, por outro lado, estão em prisões federais próximas à fronteira –ou seja, a até 3.500 km de distância dos abrigos. Na maior parte dos casos, eles não sabiam do paradeiro das crianças até que o consulado brasileiro fizesse contato.

Imagine o desespero de crianças que, algumas, têm apenas cinco anos de idade.

Faltaria pouco para nos ameaçarem com os marines, não é? No mínimo, nosso embaixador em Washington teria sido chamado a dar explicações e exigir a repatriação de pais e filhos.

Mas agora o “problema” parece estar “resolvido”, com as crianças “podendo” ficar presas com os pais!

Se alguém precisava de uma “ilustração” prática do que é o  “complexo de vira-latas”, aí está: os pais pegos pela “carrocinha” e os filhotes levados com eles para o canil.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

39 respostas

  1. Trump, o psicopata que preside os EUA, primeiro separa as crianças da família. Depois, os prendem juntos. E o mundo hipócrita e covarde, ONU à frente, a tudo assiste e finge que não vê. Infelizmente para o povo americano do norte, a História reserva um medonho fim para o Império de Tio Sam. Exemplos não faltam. Vide a Roma Antiga, a era napoleônica da França, a Alemanha nazista e a Itália de Mussolini. Quanto mais alto o Império, maior a queda, afinal.

      1. Nos governos do PT (Lula/Dilma) o Brasil não falava alto com a Bolívia, nem baixava a voz pros EUA. Isso é Diplomacia com Soberania e Respeito.
        #HabemosPsicopata
        #TemerApequenado

  2. Mas elas são americanas, só não são estadunidenses.
    São crianças brasileiras, e também americanas.
    O Brasil, agora é um capacho americano.
    LulaLivre

    1. Exatamente. Estes estadosunidenses, até o nome do continente eles tomaram para uso proprio.

  3. agora tá tudo tranquilo e favorável
    os pais e as crianças juntos – a direita sempre defendeu a familia

    1. Um país construído por imigrantes, criminaliza e prende imigrantes em verdadeiros campos de concentração. Só está faltando a solução final. Eles serão adotados ou serão sacrificados!? Maldades sem limites!

      1. sacrificados nada!!!
        o maior pais democrático do mundo vai exterminar sem dó nem piedade, assim como costumam fazer quando invadem outros paises pra defender seus interesses

        quando os EUA invade e arrasa com paises é sempre em defesa da democracia certamente

        1. Exato. E depois os democráticos americanos não querem receber os refugiados dos países que eles mesmos ajudaram a destruir. Muito parecido ao que acontece na Europa com os refugiados africanos e asiáticos. À exceção de França e Inglaterra, que demonstram pelo menos um pouco de vergonha de seu passado colonialista, os demais parecem “esquecer” o saque e genocídios que fizeram naqueles continentes.

        2. Exato. E depois os democráticos americanos não querem receber os refugiados dos países que eles mesmos ajudaram a destruir. Muito parecido ao que acontece na Europa com os refugiados africanos e asiáticos. À exceção de França e Inglaterra, que demonstram pelo menos um pouco de vergonha de seu passado colonialista, os demais parecem “esquecer” o saque e genocídios que fizeram naqueles continentes.

          1. a ideia é de exterminio mesmo
            Temer tbm faz isso por aqui acabando com /sus, medicamentos, vacinas etc
            além de querer acabar com aposentadoria e já ter acabado com direitos trabalhistas

            os escravos eram melhor tratados, afinal valiam um bom dinheiro, o trabalhador de hoje – o povo – custa bem barato e é descartável

          2. Tudo um grande projeto de genocídio disfarçado em reformas econômicas, redução de deficit fiscal público, contenção de despesas, desemprego, fim e diminuição de aposentadorias, diminuição de vacinação, etc., mas o que eles querem mesmo é exterminar os pobres no mundo todo, com essas medidas de retirada de dos diretos sociais.

          3. nem é exterminio total dos pobres, já que são mao de obra
            mas uma seleção natural – vão sobrar os jovens fortes e saudáveis
            fracos velhos e doentes tem que morrer

  4. No filme Planeta dos Macacos : A Guerra, os filhos macacos são separados dos pais em jaulas coletivas .. Já descobrimos a inspiração.

  5. Caso Atibaia: Policiais e procuradores da Lava Jato sequestraram mulher e criança de 8 anos para depoimento ilegal.

    Em pronunciamento na tribuna da Câmara, nesta quarta-feira (20), o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), denunciou novamente um abuso cometido por integrantes da Operação Lava Jato, na investigação do sítio de Atibaia.

    Pimenta informou que policiais federais e procuradores da força-tarefa da Lava Jato coagiram uma mulher e seu filho de 8 anos ao tomar depoimento dela sem mandato, sem presença de advogado, às 6h da manhã e dentro do sítio cuja propriedade é falsamente atribuída ao ex-presidente Lula. “Isso é sequestro. É coação de testemunha. Isto é o que nós temos denunciado nesta casa, o que acontece diariamente nesta ‘República de Curitiba’ por esses juízes e procuradores que rasgaram a Constituição e perderam o limite, perderam qualquer escrúpulo diante da sua sanha criminosa de perseguir a tudo e a todos em busca de seus objetivos”.

    https://www.conversaafiada.com.br/brasil/para-condenar-lula-lava-jato-sequestrou-crianca-de-oito-anos

    1. As crianças enjauladas e o caso da criança de 8 anos sobre o sítio de Atibaia provavelmente têm a mesma origem:

      “Massa Chute-se”, o lugar em que Sérgio Moro estudou a (falta de) noções de direito.

  6. Os EUA são a terra da liberdade…do capital, apenas. O trabalho é tratado desse jeito que vemos.

    1. Não lembro quem foi o autor da frase mas foi um político americano: “temos a melhor democracia que o dinheiro pode comprar”. É isso.

  7. E se essas crianças fossem estadosunidences, pois Americanas elas saose sao brasileiras. Os eua roubaram até o nome do continente para uso deles, pois eles nao tem nome, como Brasil Peru, Canada, etc.. estados unidos é apenas uma definiçao de um tipo de naçao, nao é nome.

  8. O Bravo ex-motorista de Marighela,ex-terrorista,ex lutador contra Ditadura Militar(e ex-comunista)COMPANHEIRO MATEUS,atual Chanceler Aloysio Nunes vai continuar fazendo “miau?”Só ROSNA como pitbull pra Venezuela…pro Trump o Chanceler faz miau…miau…

  9. Cadê o Clovis Rossi? Na certa que deve estar preparando mais
    um daqueles textos para esculachar a Venezuela e agradar o seu Frias.

  10. me desculpem, pessoal, mas não tenho pena dessa gente não. a 2 anos estavam com a camisa amarela da seleção da rede golpe e batendo panela…quem manda achar a coisa mais linda do mundo ter vocação pra capacho, escravo, colônia do tio sam..eles não defendem tanto os interesses dos eua no brasil, não acham lindo ver o pré-sal ser entregue para eles, ou empresas de terceiros, que irão repassar para eles, brasileiro deslumbrado por esse império decadente não tem o meu respeito, to nem ai pra essa gente!!!

  11. O que esperar deste Governo que tem como grande inspirador aquele ex que é pai do filho de outro e que tirou o sapato.

  12. Não seria melhor que um País como EUA deixassem de serem miseráveis e apoiassem Governo destes pobres Pises a se desenvolverem economicamente e com isto gerariam mais emprego e nestas alturas ninguém iria trocar seu País, por outro. Mas, não eles preferem espoliar os mais fracos tirando-lhes a condições de viverem dignamente e com isto vemos esta enxurrada de emigrantes a procura de melhor condição de viver. Vejam o caso da Siria, Iraque e Países Africanos todos numa miséria só, enquanto grandes potencias só se preocupam com seus umbigos. A fatura tá chegando.

  13. Uma monstruosidade dessas não acontece à toa. Quem quer que ordenou algo assim, tinha intenção de humilhar, de torturar, e sabia os resultados políticos. Se Trump foi o responsável direto por isso, o mundo não tem muito futuro.

  14. O pior, Brito, é que serão presas com os pais daqui por diante. As que já foram separadas dos pais, principalmente as menores, provavelmente estarão perdidas para sempre. Isto porque, no ato de apreensão das crianças, não foi feita nenhuma indicação de quais eram filhas de quem. Um juiz federal chegou a dar um tapa na mesa (e lá juízes federais não são chegados a gestos histriônicos), berrando contra o promotor: “Se você entrar em uma cadeia portando uma carteira, você tem um recibo para recuperá-la. Mas pela criança não dão nada?!” Crianças pequenas dificilmente sabem o nome dos pais, menos ainda o nome completo; é simplesmente tarde demais. Uma tragédia!

  15. Não chega os estadunidenses? Nós também vamos anunciá-Los como América? Ora, os mexicanos são mais americanos do que eles.

  16. Elas são tb. As crianças negras estadunidenses passam pelo mesmo tipo de constrangimento, talvez até pior. Imaginem ser pior do quê aquilo que estamos vendo- crianças nas jaulas, mas é exatamente esse, o tipo de tratamento que o sistema judicial dos EUA oferece aos jovens infratores negros ou “quase pretos”. Se preferirem acessem o trabalho da brilhante Professora e Advogada estadunidense Dra. Abbe Smith – https://www.law.georgetown.edu/faculty/abbe-smith/#

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *