Educação é como a Saúde: bom ministro é o não-ministro

A devolução pelo Senado da Medida Provisória oportunista que tentava se aproveitar da pandemia para permitir ao governo nomear reitores de Universidade e diretores dos Institutos Federais de Educação sem ouvir a comunidade acadêmica é apenas um capítulo da disposição de Jair Bolsonaro em destruir a educação brasileira.

Não os fará parar.

Não duvidem que Abraham Weintraub vai tentar implantar à força a nomeação de dirigentes afinados com o obscurantismo e o fundamentalismo religioso.

Se alguém duvidava que Weintraub se prestaria a qualquer papel, perdeu suas incertezas ao ver sua fala na baderna ministerial regada a palavrões que todos vimos.

Ele, como o general posto no Ministério da Saúde, não está ali para melhorar algo, mas apenas para ocupar e paralisar os serviços públicos e arruinar o conhecimento que ali se acumulou.

Weintraub é o homem certo para um governo errado e só será descartado se suas complicações judiciais se agravarem demais.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

5 respostas

  1. Desmoralizam o país e todas as instituições. Desmoraliza aquela instituição que incrivelmente avaliza este irresponsável.
    Ontem um general destes fez uma ameaça a todos como se fosse um miliciano.
    Que desgraça.

  2. Há movimentos dentre a nata liberal intelectual de repúdio a este cidadão. O que não pareceram aprender ainda é que Weintraub é uma tralha que jamais deveria ocupar a posição que ocupa, mas o faz porque representa um projeto. Assim como o Vélez, representava exatamente o mesmo projeto. A queda do Vélez deveria ter sido muito didática, especialmente por servir de plataforma de projeção pra tal deputada de direita aninhada no PDT, mas pelo visto nossos pensadores da educação ainda estão fulanizando a questão da educação no desgoverno fascista.

  3. Weintraub tem padrinho poderoso, senão já teria caído. Tudo indicava que seu padrinho era o Olavo, mas talvez seja algum ainda mais poderoso que ele. Ele trabalha na área da educação e também na da geopolítica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *