A elite persegue Lula, mas o sentido de Lula persegue a elite. Por Gustavo Conde

lulagizcarvao

A elite brasileira – e incluo nela boa parte de seus ditos intelectuais que não aderem à ideia que compreender o mundo não se separa de transformá-lo  – tem um fantasma que a assombra, a cada dia, a cada ato, acada segundo: Lula.

Não pelo que Lula, o velho homem de 71 anos, é , em si. Mas porque, neste final de século 20, início do 21, passou a ser o signo de um significante que habitou sempre, à procura de formas, de um povo em formação, de uma Nação que não tem outro caminho, pelo seu tamanho e riqueza, senão o de construir-se como tal.

Foi assim com todas elas: os EUA, a Rússia, a China, a Índia…

Recebo, pelo Facebook, o ótimo texto de um jovem, Gustavo Conde, que traduz muito bem este processo de onipresença de Lula na vida brasileira e o transcrevo, porque, façam o que fizerem, construíram uma lenda e lendas, é só olhar para trás, vivem muito mais e mais fortes que os meros fatos no imaginário coletivo que, afinal, é o faz uma nação:

Eu não queria dizer isso. Pode ferir sensibilidades, desmanchar castelos de areia, coisa e tal. Mas, que se dane. O fato, nu e cru, é que Lula vai sendo canonizado, imortalizado e santificado no altar máximo da glorificação histórica. Nem Che Guevara, nem Fidel Castro, nem Nelson Mandela chegaram perto dessa dimensão.

E essa consagração é insuspeita: não há maior prêmio nem maior insígnia do que ser perseguido e caçado com este nível de violência pelo aparelhamento judicial e financeiro em uníssono, com o auxílio de toda a imprensa e dos serviços de “inteligência” nacionais e estrangeiros. É o maior reconhecimento de uma vida que teve um sentido maior, léguas de distância do que a maioria de nós poderia sonhar.

Nem todos os títulos honoris causa do mundo juntos equivalem a essa deferência: ser perseguido por gente do sistema, por representantes máximos do capital, da normatização social e da covardia intelectual, gente que pertence ao lado fascista da história.

Não há Prêmio Nobel que possa simbolizar a atuação democrática de Lula no mundo, nem todos os prêmios que Lula de fato ganhou ou recusou (a lista é imensa, uma das maiores do mundo). Porque a honraria mesmo que se desenha é esta em curso: ser o alvo máximo do ódio de classe e o alvo máximo do pânico democrático que tem fobia a voto.

Habitar 24 horas por dia a mente desértica dos inimigos da democracia e povoar quase a totalidade do noticiário político de um país durante 40 anos, dando significado a toda e qualquer movimentação social na direção de mais direitos e mais soberania, acreditem, não é pouco.

Talvez, não haja prêmio maior no mundo porque Lula é, ele mesmo, o prêmio. É ele que todos querem, para o bem ou para o mal. É o líder-fetiche, a rocha que ninguém quebra, o troféu, a origem, a voz inaugural, rouca, que carrega as marcas da história no timbre e na gramática.

Há de se agradecer essa grande homenagem histórica que o Brasil vem fazendo com extremo esmero a este cidadão do mundo. Ele poderia ter sido esquecido, como FHC. Mas, não. Caminha para a eternidade, para o Olimpo, não dos mártires, mas dos homens que lutaram e fizeram valer uma vida em toda a sua dimensão espiritual e humana.

A esquerda brasileira, de forte inspiração católica, costuma confundir santidade com pureza. No fundo, alguns como os microcéfalos de extrema direita, confundem mito – que é falso e frágil como o indivíduo – com lenda, que traduz uma história coletiva.

Tal como acreditam que possa existir paraíso, do qual depois de cruzados os umbrais, verdes e flores nos aguardam. Não, lamento, existe uma batalha que não cessa e batalhas precisam de bandeiras.

É isso o que os pretensiosos não compreendem. Que Lula pode ser e é um ser humano, com defeitos, dores, cansaços, erros, limitações.  Mas transcende tudo isso porque tem mais que um significado racional para cada brasileiro.

É um significante, algo que nos vem à mente quando pensamos que este país tem de ser o que é: grande, enorme, e dos brasileiros.

E por isso desponta gigantesco quando olhamos, desolados, o oceano de mediocridade que encobre a vida brasileira.

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

27 respostas

  1. Ontem estive até o fim em um evento com a presença do ex presidente aqui em Guarulhos. Foi um evento bem organizado, talvez de fato novo o praticamente lançamento do Luiz Marinho ao governo do estado, militância apaixonada como uma plateia do Marrom 5, mas……………….para os que acreditam piamente em uma vitória do Lula em 2018, um fracasso retumbante de público. Em uma rua curta, menos da metade com o pessoal da CUT, professores e alunos de escolas públicas e funcionários públicos, presença espontânea praticamente zero. Briga em porta de escola juntaria mais gente.
    Apesar de ser nome com forte recall, pois Lula é candidato desde os anos 80, o que obviamente o faz figurar na liderança neste momento em que pesquisas são inúteis (há 8 meses das eleições Russomano levaria a prefeitura de SP no primeiro turno), Lula não tem fôlego para 2018, não tem perspectivas de alianças ao centro e nem votos.
    Discordar é direito de cada um, agora o esvaziamento completo do evento aqui de Guarulhos um fato inquestionável.

    1. Caro Gomes, não vá medir o sentimento nacional pela capacidade de organização do PT de São Paulo (nem tanto pelo próprio partido, que não tem a força de Lula). Aqui no Rio Grande do Norte não se falava de outra coisa que não fosse a caravana de Lula, embora tenha ocorrido o tradicional boicote de mídia. A história das cidades que fecharam estradas pra Lula parar e dar uma palavrinha é absolutamente verdadeira. Aconteceu na cidade do meu pai e na da minha mãe (20 km de distância uma da outra). Não se deixe abater pelo clima nos lugares mais intoxicados pela mídia.

      1. Hoje, vi no site do PT o número de filiados: 1.800.000. O PT está vivo! Merece críticas, como na escolha de Luiz Marinho ao governo de São Paulo. Não vai decolar!!! Ele foi prefeito de São Bernardo do Campo, cidade onde trabalho como funcionário público. Não está preparado…Tem um caráter duvidoso (arrogante), além de ter governado de maneira déspota a cidade. Enfrentará muitas denúncias (verdadeiras ou não). Acredito que o PT tem candidato melhor! Se disputar, não ganha!

    2. Gomes, se estivéssemos em plena campanha e Lula estivesse apenas candidato, concordo, seria um pequeno público para Guarulhos, mas Lula e o PT sendo massacrados e criminalizados pelo consórcio golpista jurídico-midiático diuturnamente e ainda mais em pleno Tucanistão, mais de três mil pessoas (basta conferir o vídeo, disponível no site do PT), em uma segunda-feira fria e ventando, após quase quatro anos diários de porradas de desconstrução no JN e em toda mídia golpista, mostra a força de Lula e do PT, pois lá realmente estavam os que fazem o partido vivo e, cá entre nós, quem ou qual partido reuniria mais gente nessas condições e na atual conjuntura, em Guarulhos, mesmo que sem sofrer os quase quatro anos de porradas jurídico-midiáticas sofridas por Lula e o PT, todo santo dia?

    3. Aposto o seu rendimento mensal (que você não revelou nem precisa revelar, até o momento de me pagar a aposta) que se disputar a eleição presidencial do ano que vem Lula vence qualquer um dos que foram apresentados e dos que venham a se apresentar como candidatos da direita golpista, oligárquica, plutocrata, escravocrata, cleptocrata, privatista e entreguista. Os demais leitores serão testemunhas.

  2. Sandino foi assassinado. Che foi assassinado. Allende foi assassinado. Muitos “inimigos” do império tiveram problemas com câncer, mas deve ter sido mera coincidência… Ao longo da história, dezenas de líderes que se posicionaram contra os “donos do mundo” de suas épocas terminaram assim, assassinados. Só não fazem o mesmo com Lula porque daria muito na vista. Assim como os tempos dos golpes militares ficaram para trás, os assassinatos físicos também ficaram. Atualmente está na moda é o assassinato de reputação. Enquanto a direita escrota, os vermes e a esquerdinha cirandeira malham Lula, ele, sozinho, está desmascarando a ditadura que judiciário e mídia implantaram a mando e com orientação dos EUA.

  3. Minas Gerais que já foi curral eleitoral de Aécio, Anastasia, Perrella, Nilton Cardoso e demais asseclas hoje está unida em torno de Pimentel, de Lula e Dilma. O povo mineiro acordou do sono profundo e descobriu que foi enganado por anos pelo PSDB e seus satélites. Isso é um fato marcante para os mineiros que são tradicionais e muito politizados. Lula é um nome forte e se engana quem pensa que ele está morto politicamente. Lula somente não será presidente em 2018 se o PSDB de Curitiba (leia-se Moro e seus garotos) e do TRF4 impedirem. Se depender do voto popular Lula será novamente presidente e irá resgatar o Brasil das mãos do crime organizado, esse mesmo crime organizado que contou com o silêncio cúmplice do im-pastor Dalaignol.

  4. Lula é um grande demagogo. Como acontece com gente do seu tipo, ele se sustenta na exploração das camadas mais desinformadas e manipuláveis da população, basta ver que entre os mais alfabetizados 70% querem colocá-lo na cadeia. Hoje, sua vida se resume à tática Barrabás (outro sujeito muito popular em seu tempo): condenado pela justiça, quer ser libertado pela plebe ignara em uma eleição.

    1. Só o ódio explica sua opinião! Comparar Lula a Barrabás é o mesmo que comparar Lula a Sergio Moro. Há uma grande diferença… Isso me faz lembrar o que disse um jurista sobre a condenação de Lula, no caso do Triplex: “Quem tem Sérgio Moro como acusador, precisa de Deus como defensor”. Este é o retrato do nosso judiciário! Pense: O ódio demonstrado nos seus comentários, reflete o “senso comum” de pessoas que se deixam levar pelo falso moralismo e a hipocrisia que contaminaram a muitos. Será que teriam a mesma opinião quando se tratasse de alguém do PSDB, DEM e outros? Na falta de provas, vale o Power Point dos meninos Procuradores da força tarefa da Lava Jato. Depois do “pós verdade”, Já estamos vivendo o “pós hipocrisia”. Cínicos!!! Veja um exemplo: o Deltan Dallagnol compra 2 apartamentos do Programa Minha Casa, Minha Vida para especular com a possível valorização imobiliária. Tirou 2 possíveis compradores de baixa renda de adquirir o sonha da casa própria. Seria possível refletir nos conceitos éticos que envolvem essa questão, se somente de auxílio moradia ele desembolsa mais de R$ 4.000,00 todo mês? Depois me responda com a língua e não com seus caninos, por favor! Sei que será difícil! Também sei que isso não vai mudar sua opinião!

      1. Lula é um grande demagogo, um sujeito que ainda engana a muitos. Também é o grande responsável por jogar no lixo a melhor situação que este país já teve e um sujeito que cometeu deslizes pelos quais está sendo julgado. Não há nada de ódio nessas constatações e apenas quem o encara com um fervor religioso é que pode pensar isso. Para mim ele é apenas um sindicalista malandro que soube encarnar um personagem que estava “disponível” no imaginário popular (concordo com essa parte sem achar isso maravilhoso). Finalmente, não tenho nenhuma simpatia pessoal pelo Dallagnol ou seus colegas, não defendo o fim do foro privilegiado, as tais “dez medidas” deles, etc.

        1. Ernéscio: Olha ali para a lente da verdade e diz pra gente em quem você votou para presidente nas últimas eleições presidenciais?

    2. Os “mais alfabetizados”??? Você quer dizer a classe média obtusa e preconceituosa, que aceita todo tipo de manipulação midiática para manter seu punhado de privilégio: empregada doméstica que trabalha por um prato de comida, aeroporto e faculdade sem pobre, sonegação de impostos e outras idiotices. Aliás, você muito provavelmente faz parte dessa curriola. É só ler esse seu comentariozinho tolo, se utilizando de expressões vagas e rastaqueras, bem ao gosto de “gente do seu tipo”. O povo, o pobre, o trabalhador braçal, o pequeno agricultor…esses é que vão salvar o Brasil. Sempre eles.

      1. Ernesto, vc confunde mais alfabetizados com intelectuais.Se vc fizer uma pesquisa entre os intelectuais voce pode ter certeza que eles admiram este que foi o melhor presidente da republica ate hoje.Lembre-se que hoje nem isso temos.

  5. Os fakes coxinhas pagos pelo MBL não conseguem entender. Não adianta explicar. Eles só repetem mas acabam ajudando a construir a imagem imortal do Lula.

    1. Verdade! Eles só entendem o Powerpoint do Dallognol! Os coxinha se fingem de dementes! Também ter Sergio Moro como herói, justifica!

  6. Fernando, lindo! O texto que faz mais que justiça, vaticina o futuro para uma nação gigante, aprisionada na covarde exploração do povo por casta que historicamente desconhece o que educação, valores humanos e solidariedade.

  7. Difícil acreditar que vocês se prestem a este papel ridículo a troco de nada. Tá sobrando dinheiro para o lados dos golpistas e corruptos. Vai lá pedir uma ajudinha de custo.

  8. Texto maravilhoso e quase integralmente verdadeiro, tanto que estou repassando para todas as pessoas com as quais me comunico. Há apenas um exagero que passaria despercebido se não fosse o significado histórico: dizer que Che Guevara e, principalmente, Fidel Castro não chegam a ter a dimensão histórica do Lula. Peralá! Puro entusiasmo bairrista. Fidel Castro foi a mais conhecida e reverenciada personalidade do século 20; para o bem, é claro. É lastimável que no Brasil não tenha havido até agora, um Fidel, que digo, meio Fidel, 1/4 dele já seria ótimo. Nossa história seria outra com certeza, e bem melhor.
    Boulos deu uma entrevista em que conclama o povo a tomar as ruas novamente para a defesa de seus interesses. Tem toda razão quanto ao mérito. Mas o povo já saiu às ruas várias vezes, centenas de milhares de pessoas chamadas pelas mais diversas organizações da sociedade civil, que existem e tem presença na vida política das pessoas há décadas. Associações, partidos, sindicatos, movimentos e outras têm prática para organizar estas manifestações. O start foi dado mas à falta de lideranças negou fogo. Sair de novo às ruas para que se não existem lideranças para dar continuidade a estes movimentos? Onde estão as lideranças políticas do Brasil, líderes bem sucedidos nos seus quintais, para apontar a continuidade da reunião das massas tingindo as ruas de vermelho que clamam por ideias mais amplas e mais objetivas? Líderes para levar esta energia toda a um ponto de conflagração? Não há. Ninguém. Comparar Lula com Fidel, ora bolas…

  9. O que não entendo é pobre defendendo essa política que premia rentistas, que não produzem um prego e ganham milhões. Mas essa gente vai cair na real quando “pejotizarem” seu trabalho. Mais aí será tarde demais para o arrependimento. Aqui se planta, aqui se colhe

  10. Cachorro que se alimenta com FILÉ MIGNON desde a infancia NÃO, NÃO, permite que vira -latas comam nem osso. Ele ROSNA. Só pra FILA, DOBERMAN, PITBULL e Pastor

  11. Maravilha de texto.*A historia o absolvera*. Como escreveu outro lider mundial lembrado pelo autor, deixarei este texto guardado para mostrar aos meus netos hoje pre adolescentes.

  12. O texto cirúrgico de Gustavo Conde, explicita o que os apavora e que os condena a perdedores, mesmo quando ainda vencem o jogo, a cujo fim chegarão derrotados.
    Não bastasse o texto fino e cortante de Conde, Brito encerra o post com um tremendo facho de luz e sabedoria sobre a pinguela golpista que nos torna ao atraso: “E por isso desponta gigantesco quando olhamos, desolados, o oceano de mediocridade que encobre a vida brasileira.”

  13. Belíssimos prefácio, texto principal e posfácio. Parabéns a Fernando Brito e Gustavo Conde; disseram muito em poucas e bem escritas linhas.

  14. O LULA somos NÓS! Se o LULA tivesse roubado, certamente estaria preso. Eles, os assassinos de reputação tentam, tentam arrumar uma minúscula falha mas não conseguem. Agindo assim, eles estão servindo de trampolim para o Eterno Presidente. Quando tiraram a Presidenta Dilma, tiraram o povo. O povo está compreendendo. Viva Lula, Viva Dilma, Viva o Povo Brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.