Equador: Moreno recua, indígenas festejam, mas ainda desconfiam

Depois de dez dias de confrontos com a população, o Governo do Equador cedeu e anunciou que revogará o Decreto 883, que reajustou em 123% o preço dos combustíveis.

Houve festa nas ruas, mas ainda com um imenso clima de desconfiança, pois não estão claros os termos do texto que substituirá o decreto revogado.

A Confederação de Nacionalidades Indígenas do Equador divulgou, na madrugada, um alerta de que o compromisso de Lenín Moreno foi a derrubada do decreto e que nada estará terminado enquanto o o novo decreto, ainda não publicado, não comprovar que as medidas de arrocho foram revogadas, de fato.

O controle militar de Quito, a capital de fato do país, não foi suspenso.

Politicamente, porém, a derrota do governo foi cabal.

O “Fora Moreno” continuou a ser o grito mais ouvido nos festejos de rua.

Dificilmente o presidente conseguirá equilibrar-se até o final de seu mandato, depois de ter conduzido o país a uma situação de confronto que transformou o Equador em campo de batalha.

Desmoralizado assim, não terá condições de seguir a política de arrocho que exige seu acordo com o FMI.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

8 respostas

  1. Eita que inveja. Isso demonstra o quanto nosso país está atrasado. Pelas bandas de cá, pobretões que se acham “classe mérdia”, endeusam os canalhas que lhes ferra diuturnamente, e até os chamam “mito” e de “herói. Dão audiência ao câncer globo e a seus papagaios-(record, sbt, etc)-que os manipula com programas que não acrescenta nada em suas vidas, enquanto por debaixo do pano, maquinam como ferrar a todos nós.

    1. Os índios equatorianos agem como uma autêntica nação. Combatem por seu território, por sua cultura, por sua gente.
      O Brasil odeia os índios. Nossas elites aculturadas não têm interesse no território, na cultura e no povo brasileiro.
      Somos um país que optou por não ser nação.

    2. “Pelo menos nos livramos do pêtê!!” – Midiota que ainda não percebeu a tremenda merda que foi eleger bozonero

  2. Nada que saia da boca deste traidor inqualificável é confiável. Além de trair o eleitorado equatoriano, entregou Assange à sanha vingativa dos estadunidenses.

  3. Nada que saia da boca deste traidor inqualificável é confiável. Além de trair o eleitorado equatoriano, entregou Assange à sanha vingativa dos estadunidenses.

  4. Ontem prenderam os líderes da linha do Correa que ainda estavam no país. A ‘prefeita’ (não sei qual o nome lá da função) de Pechincha foi presa. Há uns dias, quando vi um tuíte dela batendo de frente com a ministra que manda descer a porrada nos equatorianos falei para meu amigo que mora no Equador que achava que ela estava correndo risco. Não se sabe exatamente quantos equatorianos estão presos, quantos hospitalizados. O jornalista Chamorro deu entrevista hoje ao 247 e disse que agora é uma ditadura militar. O congresso continua sem se reunir, disseram que abririam hoje mas não abriram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *