Fabrício gagueja, fala, mas a história segue mal-contada

A entrevista “dócil” de Fabrício Queiroz a Debora Bergamasco,  arranjada pelo SBT não convenceu ninguém.

Não posso, claro, colocar em dúvida que tenha problemas de saúde, mas não saber dizer o nome do hospital onde esteve internado é demais.

Assim como não dizer nada sobre os motivos da movimentação financeira.

A história da “compra e venda” de automóveis é descrita como algo de seu passado de “fazedor de dinheiro”, mas não é a isso que ele atribui os movimentos de dinheiro vivo em sua conta, diretamente.

E ainda que fossem, não explicaria o movimento “picado” de dinheiro, não ultrapassando os R$ 5 mil que soam o alarme do COAF.

A não ser muito “caidinho”, carro por menos de R$ 5 mil é negócio de ferro velho.

Aliás, não é crível que quem compra e vende tantos automóveis não fosse conhecido de todos por esta atividade.

Não se movimenta R$ 1,23 milhão de reais em um ano sem saber apontar, ao menos, uma operação de peso – a venda de um apartamento, por exemplo.

Ou se é compelido a “ir viver numa comunidade” com renda de “R$ 23, 24 mil” por mês, mesmo pagando pensão alimentícia.

Fabrício alegou que não dizia o que eram os depósitos “em respeito” ao Ministério Público e sinalizou que seu depoimento será em meados ou final de janeiro, depois dos das filhas e da mulher, no dia 8.

Não se sabe o que faz o Ministério Público que não pede ao menos a abertura de um inquérito e a quebra do sigilo bancário de Fabrício, nem que seja para impedir a montagem de “histórias plausíveis”.

Porque na entrevista ele não apresentou uma que fosse digna de credibilidade, embora, repito, não se possa fazer juízo de seu estado de saúde.

Tenho a impressão que o tiro saiu pela culatra e vai deixar inúmeras pontas soltas para qualquer repórter competente.

Se a imprensa quiser, claro.

Assista a entrevista de quase 23 minutos em que nada de concreto é provado, sempre com documentos “que vou lhe dar depois”, mas que não são mostrados em momento algum.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

47 respostas

  1. Perguntinha que não quer calar: se o Queiroz fez fortuna vendendo e comprando carros, por que precisou de R$ 40 mil emprestados?

    1. Inacreditável, né? O mais inacreditável é ele ter feito fortuna vendendo e comprando carros, mas ainda morando naquela casa pobre em um bairro pobre do RJ. Inverossimil mesmo!

  2. Se para Moro a explicação do Bolsonaro “já foi dada”, então é possível que para ele o Queiroz também já tenha explicado tudo.
    A mídia vai adoçar a história e os zumbis bolsominions vão balançar a cabeça diante da Tv aprovando. De boca aberta e babando.

  3. QUE PATAQUADA FOI ESSA??? ENGANOU ALGUÉM???

    SÓ O MORO E O DALLAGNOL VÃO ENGOLIR ESSE BAGAÇO DE LARANJA!!!
    NEM OS BOLSOMÍNIONS MAIS IMBECIS VÃO CONSEGUIR DEFENDER O MITO!

    SE FOSSE DO PT JÁ TERIA HELICÓPTERO DA PF+ POWERPOINT DO MPF + QUEBRA DE SIGILO + CAPA DA VEJA

    CITAÇÃO HONROSA AO SBT QUE PRATICAMENTE VIROU CO-AUTOR DESSE PALHAÇADA!!!

    ESSA ENTREVISTA FOI DO NÍVEL QUE A FAMÍLIA BOLSONARO ESTÁ ACOSTUMADA… ABAIXO DA CRÍTICA!!!

    1. Detalhe: A FAMÍLIA BOLSONARO TEM ALGUM PROCTOLOGISTA DE CONFIANÇA???

      TODOS OS ROLOS DESSA FAMÍLIA PASSAM POR UM “ESPECIALISTA DE INTESTINO” QUE ASSINA O “ATESTADO” CASO NECESSÁRIO.

      A historinha mequetrefe já seria difícil de engolir e ainda teve:

      1-REVELAÇÃO “BOMBÁSTICA” DE QUE O SUJEITO PODE ESTAR COM CÂNCER
      2-APELOS EMOCIONAIS FAMILIARES RIDÍCULOS
      3-REPÓRTER AJUDANDO A CONDUZIR E ORGANIZAR AS IDÉIAS
      4-CONTRADIÇÕES PATÉTICAS
      5-GESTICULAÇÕES CÔMICAS E RIDÍCULAS
      6-O SUJEITO REPETIU DEZENAS DE VEZES QUE A FAMÍLIA BOLSONARO NÃO TEM NADA A VER COM A SITUAÇÃO… MAS VOCÊ NÃO É INOCENTE, INFELIZ???

      FALTOU FALAR NO FINAL: “…e o PT…”

      1. 7. Ele tem problemas no ombro
        8. Tem uma tosse “pertinente”
        9. Tem problemas “na urina”
        O cara é doente, hipocondríaco ou mentiroso?

        1. A doença do Queiroz, chama-se “laranjite aguda”. Doença muito comum em testas de ferro e subalternos de poderosos em geral. De tanto fazer maracutais para os patrões acabam contraindo a bactéria “corruptens desenfreadis” que causa todos os sintomas descritos pelo mesmo. O Dr. Sérgio Moro e membros de sua equipe já estão trabalhando na elaboração de um medicamento que cure o paciente. A previsão é que tal medicamento já possa ser administrado após 1º de janeiro próximo……..

    2. Quanto a “nem os bolsominions mais imbecis vão conseguir defender o mito”, está enganado. Nas redes sociais já tem inúmeras postagens defendendo o Queiroz e sua movimentação bancária. Incrível, mas é o que vi. Lamentável. Parece que tomaram alguma droga alucinógena que tirou qualquer capacidade de discernimento. Um horror.

    3. E o riso cínico e falso … típico de quem está para morrer … de câncer…
      Não tive contato com os bolsonaros… então tá, e quem arranjou a exclusiva com a tv do cúmplice para ele ?

  4. Quase chorei com pema dele! Quando ele falou que o orifício (ânus), está saindo sangue! Que vende carro!! Dor no braço!! De ser Chamando de laranja!! É só apertar ele fala tudo, até essa entrevista que foi ensaiada. A pedido da grande família Bolsonaro!! COMPRETAMENTE!!

  5. Ridículo!
    Tá valendo qualquer coisa neste paizéco?
    Que repórter infame.
    Que mentiroso horroroso.

  6. :

    : * * * * 04:13 * * * * * Ouvindo A(s) Voz(es) do BraSil e postando :

    Guerra sem trégua ao fascismo nazista da famíglia mafiosa Bolsonazi e sua corja de sabujos/as…

    A mulher do Bolsonaro não tira o Lula da cabeça… …Nem dos peitos ! ! Aquieta o facho, Dona Michele…

    :.:

  7. A Fraude a Jato é uma ORCRIM institucional, como digo e escrevo há quase 5 anos, desde quando a “operação” foi deflagrada. Essa turma do dartagnan propanolol, do torquemada araucariano, do TRF-4, do STJ e do STF é criminosa, acanalhada ou pusilânime, como todos já pudemos constatar. O clã dos Bozo é composto de criminosos do mais baixo escalão e estirpe: grosseiros, boquirrotos, violentos, covardes, como sói acontecer com aqueles que fazem apologia à violência e ao crime de Estado, desde que contra s adversários e inimigos políticos que denunciam esse tipo de crime e violência. O PIG/PPV é outra ORCRIM institucional, sempre aliada das ORCRIMs judiciárias e outras institucionais, que visam manter o mesmo padrão oligarca, plutocrata, escravocrata, cleptocrata, privatista e entreguista que caracterizam o Estado Brasileiro há séculos.

  8. Depois da vinheta ” Brasil, ame-o -0 ou deixe ” , O Sistema Bozonaro de Televisao comprova , é um puxadinho da famiglia e dará aval a qualquer das falcatruas que dali vierem.
    Por que Bozo nao chama logo Silvio Santos para porta-voz do ( des ) governo ?
    A entrevista é pura camaradagem e a repõrter do Sílvio até ajuda na montagem da ” histõria “…
    Somente na República de Curitiba pra engolir essa….

  9. Ele lembra um personagem do Agildo Ribeiro no antigo humorístico Planeta dos Homens. Quando questionado sobre alguma coisa, vinha com o bordão:
    – Posho excralhecher? Excralhecherei!
    E tome-lhe papo furado!

  10. Bem, bem… ele já pediu desculpas. Agora só falta fazer uma tatuagem que estará tudo bem, segundo o ministro da (in)justiça.

  11. A história segue mal contada, mas ele está feliz da vida, porque sabe que está sob proteção máxima do sistema, seja qual for o crime que tenha cometido. Vai ser celebridade de primeira grandeza. Queiroz perdeu tempo. Se ele tivesse aparecido antes, teria sido eleito deputado federal fácil, fácil. E ainda poderá contratar ghost writer para escrever livro de grande sucesso: “Aventuras de Queiroz no País dos Bolsonaros”.

  12. Do Blog do Juca Kfouri no UOL.

    1. Se a “movimentação atípica” na conta de Fabricio Queiroz vem da venda de carros recuperados de companhias de seguros, por que ele demorou tanto tempo para dar explicação tão singela?

    2. Ele pode mostrar a documentação dos carros que comprou e revendeu?

    3. Se Jair Bolsonaro não tem tempo para ir ao banco, e daí Queiroz ter depositado na conta da futura primeira-dama, como explicar que o presidente eleito vira e mexe sai de casa exatamente para ir ao banco? (eu acrescentaria – se era pra depositar, pq não depositou direto na conta do coiso?)

    4. Se Queiroz está doente, porque não disse logo ao país sobre o mal que o acomete?

    5. Se pôde falar ao SBT por que não o fez ao MP?

    6. Se temeu por sua vida por que não pediu proteção às autoridades?

    7. Se não fez nada de errado, por que deixou de falar com Flávio Bolsonaro?

    8. Como dizer que não estava foragido se ninguém o encontrava?

    9. Ele contou que o enteado suicidou-se com um revólver seu. Não é mesmo perigoso ter armas em casa?

    10. Como um ex-policial experiente pôde ser tão descuidado?

    11. Quem ele pensa que engana?

    Bem, essa última pergunta é fácil responder…

  13. Os otarios estão doido para esse laranja dos emBolsonaros falar alguma mentira que possam se aliviar do estrupo moral que tiveram. kkkkkk Nem com vaselina, sô! kkkkk

  14. Queiroz movimentou 1.200.000,00 em um ano. E quanto aos outros anos em que trabalhou para a família do capitão? Como é que ficam? Quantos Fiats Elba ele terá vendido neste período, heimmm? No ano em que o coaf apontou essa movimentação atípica a coisa gira em torno do gabinete do Flávio. No entanto, se alguem resolver dar uma de Sherlock Holmes, com certeza vamos chegar no próprio capitao. Que tal uma CPI para investigar todos os anos de movimentação desse laranjal? Sim. Porque do MP não se pode esperar nada não. Moro vai mandar eles abafarem o caso. Mas eu tenho a ligeira impressão de que o capitão e seu filhote não vão escapar dessa não.

  15. É tanta coisa acontecendo no nosso país, que tem momentos que achamos até difícil de acreditar no que vemos e ouvimos. Não tive condições de ver o vídeo todo da entrevista desse moleque. O cara não sabe o nome de um médico que o atende, nem do hospital onde esteve, e num momento diz que urinou sangue, depois esquece que foi pelo bilau que saiu o sangue e já parece que teve problema intestinal. Até dizer que “acha” que terá que fazer uma cirurgia de bursite o sujeito falou. Nunca ouvi falar nisso. Bursite se trata com acupuntura, com fisioterapia, e medicação oral.
    No fundo, a gente fica tecendo comentários sobre esse malandro, enquanto Sílvio Santos e os amigos do sujeito, políticos, devem estar dando gargalhadas de nós. Nada se sustenta como verdade na entrevista, ou nas declarações de um e outro que tentaram aliviar a safadeza do careca.
    Palhaçada mesmo!

  16. Chega a ficar cansativo ler as mesmas coisas.

    Claro que ele daria uma desculpa pra lá de esfarrapada, à altura do QI de quem o utiliza como estafeta, assim como o seu próprio. Ainda mais claro é que nada do que acontecer relativo aos Botolinis será alvo de questionamento pela “imprensa oficial” ou pelo Judiciário. Do que adianta esperar resposta a perguntas que jamais serão levadas a sério? Os minions já estão subscrevendo a “versão” apresentada, como o fariam se Queiroz dissesse que tinha sido sequestrado pelo monstro de Loch Ness. Porque sabem muito bem o que fazem, não são todos uns QIs de ostra (embora haja alguns). Defendem o que acreditam, e o farão sempre que necessário, com os meios que precisarem. O Savonarola de Curitiba não vai falar nada, pois seu silencio acumplicia e absolve. Fazer semblante de idiot savant é parte do jogo, apenas. Na hora do vamos ver, eles vão ao ataque, enquanto ficamos discutindo tecnicidades republicanas. Quando é nosso momento de atacar, recusamo-nos a agir como eles, pois “não é decente nem correto”. O problema é que escrúpulos em demasia não dão resultado político a ninguém. Não proponho descermos ao baixo nível do debate que eles habitam, mas também não há vantagem em perder altaneiramente calados. Onde estão os operadores do Direito simpáticos ao Estado Social que não fazem uma enxurrada de interpelações a cada escândalo? Contra Dilma, o ataque foi velocíssimo. Temos gente menos capaz que os esbirros do MBL? Onde estão as manifestações de rua que tantas vezes foram prometidas em um passado recente? Eram só promessas? Os movimentos sociais aburguesaram-se e não mais irão às ruas? E a pergunta que não quer calar: onde estão as vozes adormecidas dos jornalistas dignos deste nome nos órgãos da comunicação de massas, acumpliciaram-se todos? Ou sempre foram de direita e nós é que não sabíamos? Será que só encontraremos voz nos (pequenos) blogs “sujos”? Porque, francamente, com as mui honrosas exceções de Jânio de Freitas (Folha), Bernardo Mello Franco (Globo) e Bob Fernandes (TV Gazeta), o resto destes veículos é um mercado de notícias. E sem grandes amplificadores, de nada adianta os bravos Britos do País esgoelarem-se em blogs. Sua voz ecoará sempre em corredores quase vazios, e isto também não é estratégia válida diante do neofascismo que enfrentaremos. Sem fazer barulho, perderemos no grito, e no braço já perdemos de saída. Afinal, os “profissionais da violência” têm lado, e sabemos qual.

    Talvez eu seja mal recebido por muitos em minha crítica, peço desculpas pelo tom de desabafo, mas confesso uma certa fadiga de ler comentários que apenas servem para alimentar raiva e levar a um estado de desânimo. Talvez eu não tenha feito tanto quanto eu devia, mas não deixo passar um dia sem tentar levantar críticas ao modelo neofascista aos que me circundam profissional e socialmente. Não perco tempo cobrando atos de contrição de minions convictos de que um modelo autoritário é a melhor resposta aos problemas sociais, combato-os expondo suas contradições. Já disse Durrutí, fascismo não se discute, se combate. Cobranças a pessoas que não pretendem sequer ouvir o que dizemos é uma bobagem, e pode até custar caro aos que as fazem. Afinal, o GSI terá novos donos bem menos escrupulosos que os generais Armando Félix e José Elito Siqueira. Como pudemos ver no Haiti, estes não costumam fazer prisioneiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *