Negócios e sabujice a Israel levam a plano de “dessalinização”

A “inteligência de Facebook” das redes sociais debochou de Dilma Rousseff quando ela falou de estocar a energia dos ventos.
No entanto, felizmente, estamos fazendo isto todos os dias, do contrário nossa situação energética seria desesperadora.

A produção de energia eólica, que chega perto de 8% do total, com picos superiores a 10%, na época das secas, permite que a água dos reservatórios seja estocada e economizada onde faz mais falta.

No dia de Natal, por exemplo, o Nordeste produziu duas vezes mais energia com os ventos que com as suas hidrelétricas. O vento, portanto, foi estocado sob a forma de água.

Agora, o governo que vai se instalar na próxima semana anuncia que já está correndo para comprar  usinas de dessalinização de água em Israel.

Tudo na base do improviso e na vontade de ser sabujo da política ocidental pró-Israel.

A agricultura, em Israel, é, de fato, um sucesso, graças à utilização intensiva de tecnologia. Mas é bom lembrar que a área cultivada no país é de 0,5 milhão de hectares. A nossa, de quase 80 milhões de hectares, segundo o IBGE.

Dois terços da água captada no Brasil se destinam à irrigação, como você vê na ilustração do post.

Dessalinização da água é caro – em média, US$ 1 dólar por cada mil litros – e é eficazmente usada em locais isolados, onde o custo se torna vantajoso diante do que seria transportar água doce ou em comunidades isoladas que dispõem de água subterrânea salobra.

Em 2005, um estudo técnico da Câmara dos Deputados estimou em  140 vezes o custo do metro cúbico de água dessalinizada frente aos da transposição das águas do São Francisco:

Mesmo sendo alto para a agricultura, o custo do metro cúbico de água transposta será cerca de cem vezes inferior ao que custaria a água produzida em estações de dessalinização (R$0,05 da água transposta contra R$5,80 da água dessalinizada). Mesmo considerando que as estimativas de custos disponíveis são imprecisas, a diferença é muito grande, o que comprova a convicção predominante no meio técnico de que a dessalinização só é viável em casos excepcionais, nos quais é impossível obter água doce da própria natureza.

Há, é certo, lugares assim.

Fernando de Noronha, por exemplo, tem usinas de dessalinização de capacidade significativa, de 36 mil litros por hora e as está ampliando para dobrar a capacidade. No semi-árido nordestinos o Programa de Água Doce, há anos, instala miniusinas dessalinizadoras em comunidades isoladas. E a Petrobras, para uso em suas plataformas marítimas, tem programas de alta tecnologia em dessalinização sendo desenvolvidos desde 1987!

Não há alta dificuldade tecnológica, aliás, no sistema de tratamento de água assim, pois o mundo conta com nada menos de 16 mil usinas dessalinizadoras, embora possam haver ganhos de eficiência. Há dificuldades de capital – negócios, negócios…Israel investe US$ 3,5 bilhões/ano no negócio de dessalinização – e da energia necessária ao funcionamento destes processos que consomem, em grande escala.

Água e energia, como se sabe, são os mais promissoras áreas de negócios do mundo.

E puxar saco da política pró-israelense com negócios duvidosos (alguém se lembra dos “drones assassinos”?) é um dos mais promissores negócios para governantes mais duvidosos ainda.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

30 respostas

  1. Tecnologia da Embrapa de dessalinização da água é a melhor do mundo. Mas o viralatismo que surgiu das tenebrosas urnas prefere jogá-la no lixo e celebrar a tecnologia de Israel, como se o Brasil fosse um país pobre e ignorante. Há 50 anos atrás, o Brasil teve interesse comum com Israel nesse campo. Mas deixamos Israel para trás desde há muito. Pobres e ignorantes são os que querem a todo custo que o Brasil assim o seja. Eis o que o senador Requião falou sobre isso em seu twitter: “O processo de dessalinização da Embrapa é marxista leninista, enquanto o de Israel segue tradição judaico cristã.Quem bebe agua da Embrapa muda de sexo, tecnologia Gramsciana. Gloria a Deus!”

  2. É bizarro,patético,baba-ovos,típico daqueles ditadores do terceiro mundo que os filmes americanos padronizaram.
    Viraremos uma África ,continente rico explorado até a exaustão sem que seu povo tenha visto um mísero tostão ,todo feito na base dos ditadorzinhos sabujos como este demente fascista.

  3. Isto tudo é uma evidente corrente adulatória imbecil e coerente com o modelo entreguista, colonial e capacho da política estadounidense.
    Evidentemente, o puxasaquismo sai caro. Alinhar-se a Israel só vai produzir prejuízos e inimigos ao Brazil. Essa cagada tem um mérito: a elevação do nível de insatisfação dos brasileiros conscientes com esses milicos nojentos e esse governo imundo que ainda nem começou mas já fede e expande seu odor putrefato sobre a nação brasileira.
    Ah! vai passar! Vamos tomar o Brasil de volta!
    Vai passar nesta avenida um samba popular!

  4. Tecnologia da Embrapa de dessalinização da água é a melhor do mundo. Mas o viralatismo que surgiu das tenebrosas urnas prefere jogá-la no lixo e celebrar a tecnologia de Israel, como se o Brasil fosse um país pobre e ignorante. Há 50 anos atrás, o Brasil teve interesse comum com Israel nesse campo. Mas deixamos Israel para trás desde há muito. Pobres e ignorantes são os que querem a todo custo que o Brasil assim o seja. Eis o que o senador Requião falou sobre isso em seu twitter: “O processo de dessalinização da Embrapa é marxista leninista, enquanto o de Israel segue tradição judaico cristã. Quem bebe agua da Embrapa muda de sexo, tecnologia Gramsciana. Gloria a Deus!” O senador quis dizer com isso que, colocando o fanatismo ideológico acima da razão e dos interesses econômicos, cedo emburacaremos.

    1. O pior não é importar tecnologia de Israel. O pior é saber que um presidente desconhece que a tal tecnologia já existe e é aplicada no Brasil. É muita falta de informação.

    2. O pior não é importar tecnologia de Israel. O pior é saber que um presidente desconhece que a tal tecnologia já existe e é aplicada no Brasil. É muita falta de informação.

      1. A burrice dos bolsonaros e seguidores é incomensurável. E descarada, sem nenhuma vergonha, mas orgulho. E quem votou no coiso fica orgulhoso também!

      2. O chefe do motorista do “laranja-móvel” não faz a mínima ideia do que acontece no país que ele diz que governará!

  5. Assim será durante 4 anos, caso não alterem para 6 anos, golpeado golpe… Então eles trarão todas as empresas americanas para dentro de nosso país. É um projeto de fora. Destruir nossas empresas Como fizeram com Petrobras e empreiteiras

  6. É muito mau caratismo misturado com burrice e estupidez. Eu tenho que aplaudir o trabalho do tio sam, conseguiu transformar muita gente em vira-lata auto odioso que acha que o único jeito de salvar o país é entregando tudo e ainda devolvendo troco. E ainda chamam isso de patriotismo.

  7. Dois pontos do Boçal Nato:

    1) Puxar o saco dos sionistas cristãos, e também do Trump;

    2) Fetiche por armas (coisa que Israel faz).

    Quanto ao Netanyahu, seu nome rima com o final da frase em que mandamos os desafetos fazerem algo.

    1. Quem não se lembra da favela fake que os marqueteiros do Serra montaram para que ele fingisse participar de um “churrasco na laje”? Pois é a mesmíssima coisa do fingimento do Bolsonaro a lavar sua roupinha no tanque…

  8. Do jeito que as coisas vão, o novo governo vai fechar todos os poços de petróleo descobertos nos tempos do Getúlio e vai lacrar todos os poços do pré-sal, por serem coisa de “marxistas/comunistas/socialistas”. E vamos comprar derivados de petróleo de quem vende petróleo verde/amarelo: TIO SAM. SAM poderia ser a abreviatura de sabujos americanizados de merda.

  9. Nova era da administração brasileira vende tudo que tem aos concorrentes pra depois Comprar a peso de ouro no caso o petróleo, destrói a indústria nacional pra priorizar a indústria gananciosa dos EUA, quem vai garantir emprego aqui do país o trump ,bibi Betânia, eles não precisam dessa terra de bananeiras o que eles querem arrancam na cara limpa ,e quem poderia nos defender sao seus lacaios .
    Está fechado o grande acordo com o supremo é tudo, não foi o que disse o Juca. supremo ,exército, marinha,aeronáutica todos boneco de ventríloquo do trump

  10. Caro jornalista Fernando Brito, tenho a sorte e o prazer de ler seus ótimos textos todos os dias. É o que há de melhor no momento no Brasil.

  11. O que está matando o rio S. Francisco é a irrigação. Só a Agrovale, usina de álcool e açúcar, tira diariamente um oceano de água do rio para molhar seus canaviais. O mesmo ocorre com o Paraguaçu, o maior rio baiano. Mas, no Brasil, o latifúndio é intocável. Existem “n” atividades rentáveis para o nordeste que implicam em baixíssimo consumo de água, servindo inclusive a salobra, como ovino-caprinocultura, criação de tilápia e abelhas. Uma das maiores iniciativas dos governos do PT foi o Luz para Todos que permitiu milhares de sertanejos tirar água do subsolo a um custo bem menor possibilitando o cultivo de plantas para reserva alimentar dos animais nos períodos mais secos , como é o caso da palma forrageira ou da melancia de cavalo que sobrevivem até com o “cheiro” da água. Aliás, os governos do PT, com ações pontuais, fez com que atravessássemos a pior seca dos últimos 100 anos sem saques e sem pagarmos o pesado imposto de mortes. O Água para Todos permitiu a instalação de milhares de cisternas para coleta de água da chuva para consumo humano. Como se vê, há muitos caminhos. Mas quem mandou votar em imbecis?

  12. Brito,
    o infográfico que você abre o seu post é a coisa mais mentirosa que já vi sobre água. Distorce e coloca no pau de arara os dados estatísticos, e eles “confessam” qualquer coisa…
    Determinar que 67% do “consumo” de água no Brasil vai para a irrigação só é válido para Israel e Espanha, 2 dos países mais secos do planeta, e valeria talvez para a parte mais seca do Nordeste, no semi-árido, mas lá não existe irrigação como na Espanha e Israel, então, também é mentiroso o dado estatístico da Ana, Agência Nacional de Águas, que algum burocrata sabujo e preguiçoso copiou de pesquisas feitas por lá, executadas por uma ONG holandesa.
    A questão é que, de todas as águas de um rio, e de seus afluentes, quanto delas chega ao mar, destino de todas as águas de todos os rios no mundo inteiro? Chega ao mar de 95% a 99%!!! Então, os 67% de consumo de água para irrigação são 67% de 1%, ou seja, o universo de consumo das águas é 1% e 67% disso é que vai para irrigação, e 8% para consumo urbano.
    Com isto, temos um quadro de culpabilização, e criminalização do produtor rural, que seria perdulário no consumo de água. E tomem-se medidas para impedir o agricultor de fazer irrigação, há casos de governos, como em São Paulo, que cobram taxas do produtor rural porque ele retira água de um rio, na região de Piracicaba-SP, para fazer irrigação. Ora, para que o produtor rural precisa de tanta água? Para produzir comida! Então, escolha-se, em certas regiões, onde há falta de recursos hídricos, ou temos comida ou água, é assim no mundo inteiro, e os espertos, como certas empresas de Israel, disseminam a mentira de que a água vai acabar, para vender “tecnologias” com valor agregado. Compra quem quer receber propina, é assim que funciona…
    Não precisamos dessa tecnologia de dessalinização ultrapassada de Israel. Com a transposição das águas do rio São Francisco o Nordeste terá quase metade dos problemas de água resolvidos. A outra metade que falta resolve-se com as cisternas, instaladas aos milhares desde o início deste século, e também com a dessalinização, que já é feita por lá, e a Embrapa tem tecnologia tropical mais eficiente do que a dos israelenses para isso.
    Outra coisa, a água usada em irrigação, depois que molha o solo e dá sobrevivência às plantas, não vai para o quinto dos infernos, não, ela vai alimentar lençóis freáticos, aquíferos, e até retorna aos rios para chegar a seu destino final, o mar, de onde evapora e forma nuvens, e nos traz chuvas, alimentando os rios e suas nascentes… É assim, faz milhões de anos… Os imbecis é que acham que água vai acabar (71% da superfície do planeta Terra é água, deveríamos nos chamar planeta Água, e não Terra), esquecem da primeira aula de ciências que tiveram na vida, sobre os 3 estágios da água, líquida, gasosa e sólida, no gelo dos polos.
    Povo ignorante, alimentado de informações distorcidas por uma mídia ignorante, e ancorados em agências como a ANA, dá no que está acontecendo nessa história da água dessalinizada, em mentiras e negócios escusos.
    Tem problema, não, há coisas muito piores nesse nosso Brasil sabujo, seja no petróleo, na área nuclear, em indústrias de alto valor agregado, como aviões, mineração, não tem fim essa lista.
    Definitivamente, Deus não é brasileiro, nos deu imensos recursos naturais, mas colocou aqui um povo manobrável e manipulável, liderados por uma elite que a tudo distorce…

      1. Brito, sei que são da ANA, mas são mentirosos, e não importa se a DW publicou, continuam mentirosos, pois 67% de um universo de 1%, como escrevi, é merreca, não significa nada. Logo abaixo vc tem um comentarista dizendo que a irrigação da Usina Vale está “secando” o Velho Chico, é isso que dá a enganação e a mentira…

  13. O Nordestino sempre conviveu com a Sêca. O problema é conviver com ela. No Governo de Arraes e depois de Eduardo Campos criou-se o Programa de cisterna para coletar a agua das chuvas. No Semi-àrido chove 700mm em média no ano, mais que Israel. Outra solução foi a utilização dos poços de captação de água subterrânea em bacias sedimentares do interior do Nordeste, que possui reservas significativas. E por ultimo a dessalinização que gera resíduos que afeta o meio ambiente. Porém, o energúmeno presidente eleito, prefere fazer pose aos jumentos de plantão.

  14. O capitão tem uma certa dívida de gratidão com Israel. E tudo indica que vai fazer de tudo para pagá-la com o nosso chapéu.

  15. Então Alexandre Frota – imbecil que é
    – ao atirar para todos os lados acabou atingindo o namoradinho pernambucano de uma das vitrines da Globo e corre o risco de perder seu suposto mandato por xenofobia. Parece que nao só o capitão mas seus capachos também resolveram desafiar cachorro grande. Então tá. A propósito, ainda sobre a dívida imensa que o capitão tem com Israel, Frota também tem o seu quinhão já que foi beneficiado pelo mesmo esquema. Aliás, é um paradoxo se falar na perda do que ele definitivamente não tem. Hah, aproveito a oportunidade para dizer para o nobre deputado falsamente eleito que eu sou mineira. Sou da terra em que a turma dele tirou o mandato que estava praticamente na mão do candidato a governador pelo PSDB. Sim. Porque com a perseguição implacável ao PT, é claro que Pimentel não venceria um segundo turno com ele de jeito nenhum. Não que eu goste do Anastasia – ou será anestesia para com a coisa pública já que o PSDB defende um estado mínimo e anestesiado ? Muito pelo contrário. Mas devo admitir que Anastasia levou a mesma ferrada que nós. Pela primeira vez o PSDB e a esquerda estiveram no mesmo barco. Resta saber se eles têm botes salva vidas, porque eu acho que nós ainda temos. Talvez até possamos emprestar alguns.
    Enfim, digo para Frota: já que és tão machão assim, estou aguardando um tuíte seu detonando os mineiros por causa deste comentário. Vai encarar?

  16. Sobre a sabujice do capitão, com todo o escarcéu que estão arrumando para a posse dele, me pergunto se ele esqueceu de comprar drones de Israel para compor e fortalecer o aparato. Só pode ser aminesia por causa de uma posse com direito a motorista – no ar – vendedor de Fiats Elba.

  17. O Cowboy com pistola de merda na cintura, que assume o desgoverno em janeiro é tão burro que não sabia que o Lula e a Dilma construiram 1.000.000 de cisternas de dessalinização em todo o nordeste, a um custo também um milhão de vezes mais baixo que aquele que o despresidente vai ofertar a Israel. Isso sim é corrupção da grossa, nos endividando ainda mais a troco de propina para os BolsoCheios em todos os escalões. Tipo da corrupção que passa batida pelo Moro,pois ele faz parte dela.
    E com isso o capitão burrão ainda dá o maior cartaz justo para os seus maiores desafetos, pois a imprensa toda faz dezenas de reportagens mostrando a obra ESQUERDISTA incrível de dessalinização de 2004 a 2012, sem contar a obra monumental e biblica também COMUNA, da transposição das águas do Velho Chico, CONCLUÍDA E ENTREGUE.
    Coxinhas , durmam com essa e tenham pesadelos com o Lula e a Dilma, os dois melhores presidentes que o Brasil já teve.

  18. Quanto à estocagem de ventos citada no artigo lembro-a para escalá-la como uma das mais manifestas ignorâncias já ditas pela imprensa brasileira e replicada por aquele bando de energúmenos que espuma só de pensar na esquerda, em Lula, Dilma e em qualquer nome que lembre remotamente um projeto de nação.
    Estoca-se vento, sim! É estocado em sob pressão no subsolo, em cavernas e em extratos de rocha porosa. Segue um explicação básica:
    a – como é evidente o vento não é uma força constante quanto mais uniforme, às vezes não há vento e quando há sua força oscila;
    b – essa inconstância na ação e na intensidade implica na ocorrência de extremos onde não há disponibilidade suficiente para gerar energia ou há desperdício porque excede a capacidade instalada do sistema de geração e transmissão;
    c – para compensar essa oscilação e normalizar o sistema, fazendo-o operar em regime mais uniforme se estoca “vento”.
    Como?
    O excesso de energia eólica captada pelas pás dos rotores responsáveis pela transformação de energia cinética em energia mecânica de rotação é desviado do gerador elétrico, que transforma energia mecânica de rotação em energia elétrica, para acionar turbinas gerando ar que, na etapa subsequente, é injetado sob pressão nas estruturas de armazenamento (cavernas ou extratos de rocha porosa no subsolo). Esse ar comprimido armazenado é liberado de forma controlada para acionar os geradores quando houver déficit de energia eólica proveniente dos rotores na superfície. Há usinas que usam essa tecnologia em funcionamento nos USA e na Alemanha.
    Como vemos, atribuir aos outros a dimensão da própria ignorância tornou-se um padrão nacional cuja proliferação deve intensificar-se a partir de 1º de janeiro próximo.
    Aproveito para indagar; e os 24 mil réis depositados na conta da quase primeira-dama, nada? Vai ficar assim? Foi pagamento de empréstimo do já famoso Queiroz?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *