Governo prepara novos cortes.

A manchete do Valor, hoje, e as notícias de que o governo prepara a liberação de outra parcela dos depósitos do PIS/Pasep para estimular o consumo são indicadores mais do que alarmantes da situação não só das contas públicas, mas do “embicamento” para baixo da atividade econômica.

Anunciar um novo corte orçamentário pouco depois de uma tosa cavalar nas despesas da União é um jato de água geladíssima nas expectativas econômicas. Vai além da confissão de que o item “despesas de Governo”, componente do PIB, puxará fortemente para baixo o indicador. É, neste nível, confirmar que o segundo semestre será marcado por crises administrativas, paralisações da máquina e agitação política nos setores “depenados”.

A liberação dos recursos do PIS, tal como no governo Michel Temer, quer funcionar como uma injeção de dinheiro no consumo. Mas os valores que se pretendem envolver, além de poucos (metade do que foi injetado no governo passado), tem efeito apenas imediato, sem alterar o panorama de renda e suas perspectivas,  que são péssimas e tendem a piorar.

Não há um sinal  no horizonte que não seja de aprofundamento da crise.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

18 respostas

  1. Outro sinal foi dado pelo BC, com o viés de possível redução da taxa Selic mais adiante. É o desespero da estagnação total da economia, obviamente produzida pela política de arrocho fiscal absurda que Dilma iniciou, Temer aprofundou e a dupla Bozo/Guedes leva ao paroxismo. Não só o juro baixo deixará de ter efeito estimulante da atividade econômica como nos deixará de joelhos frente ao risco de elevação dos juros lá fora, o que é questão de tempo. Estaremos sujeitos a uma fuga de capitais assustadora…nos moldes das crises da Ásia e outras nos anos 1990. As reservas deixadas pelo PT irão pelo ralo.

    1. Se PIB mede alguma coisa, apesar de tudo, inclusive do boicote do segundo mandato da presidenta Dillma e do Levy, a variação do PIB nos 3 últimos trimestres antes do golpe indicava que estávamos saindo da crise (-1,20/-0,60/-0,30), Mas veio o golpe

  2. É o tecago boy guedes aplicando o plano de destruição iniciado pelo momentaneamente preso ,morcego do planalto.
    O GOLPE continúa com seu estrago ,receitam aspirina para um doente terminal de câncer ,o nosso Brasil,NÓS.
    A africanização desejada pelo império e seus cúmplices está avançando a passos longos a caminho da sua completa instalação.
    Se o espírito do Che habita-se na alma de alguns brasileiros,faltaría bala para sangrar tanto traidor apátrida.

  3. O pior é que vez ou outra o Guedes até traz umas ideias interessantes.
    Lembro de ele mencionar reduzir o IR das empresas e instaurar o IR sobre lucros e dividendos. Estimularia o investimento…
    Teve também a ideia de se criar um imposto sobre transações, que pegaria qualquer transação e seria dificílimo de sonegar.

    Mas aí o Bolsonaro é o primeiro a vir desmentir e descartar essas ideias.
    Sem falar que o Guedes pode fazer o que quiser, mas se não bater de frente com os bancos qualquer melhora será marginal. E ele como banqueiro jamais vai fazer isso.
    Apertem os cintos!

  4. O Olavo sabe muito bem que se o governo se empenhar em fazer a infame reforma da previdência e conseguir fazê-la, depois seu governo se acaba em minutos. Os empresários serão os primeiros a saltar sobre o pescoço do Bolsonaro para arrancá-lo do poder à força e levá-lo ao garrote vil. Por isso Olavinho vai mandando o discípulo comer chocolate, enquanto ele continua sua obra de destruição da educação, da saúde pública e de tudo o mais.

    1. Tudo indica que se o desespero bater no empresariado, como quase certamente vai acontecer em muito breve, o interventor Olavo Bannon vai partir para o tudo ou nada. O lado circense do patronato, tipo dono da Havan, já se esgotou e não garante mais nenhum apoio da classe. O anúncio do Trump de que traz o Brasil para seu ninho preferencial militar, talvez seja apenas uma jogada voltada completamente para o tabuleiro interno do poder no Brasil. Um reforço para o Olavismo em contraposição ao Mourão, porque a inteligência americana já deve ter detetado que o empresariado brasileiro, para não morrer, está muito bem disposto a apelar para a solução Mourão, fortemente amparada pelos militares. Trump quer bloquear o apoio militar ao Mourão, para conservar o reinado de seu interventor Olavo Bannon.

      1. Só mais uma coisinha: Todos os analistas estão certos de que o Trump vai ser reeleito facilmente. Não vai. O próximo presidente vai ser um democrata que ainda não apareceu no cenário global.

        1. EUA é a maior HIPOCRISIA do MUNDO, dois partidos BURGUESES mandados pelas velhas AUTARQUIAS (BANCOS) há mais de 200 anos nessa palhaçada travestidos de “DEMOCRACIA”

        2. Se o partido democrata permitir sua candidatura, o senador Bernie Sanders é favoritíssimo para a sucessão de Trump. Mas como o partido é um feudo dos Clinton, não é garantida a legenda para Sanders.

      2. Só mais uma coisinha: Todos os analistas estão certos de que o Trump vai ser reeleito facilmente. Não vai. O próximo presidente vai ser um democrata que ainda não apareceu no cenário global.

    2. Sugiro ao Olavo de Carvalho restabelecer residência no Brasil e encarar o cidadão comum no dia a dia.
      Só para cer se o “fiofólogo” é macho mesmo!

    1. Do jeito que a coisa vai, não precisa nem de boicote, o povo já está sem dinheiro para consumir…????

  5. Como era previsto as águas da recessão (que começaram invadindo os porões da classe economica) já estão chegando as cabines da classe média…..O motivo óbvio, é que não existe crescimento economico sem demanda. Gente desempregada (ou com medo de ficar desempregada ali na frente), fazendo bicos, trabalhando em empregos precários e mal remunerados, se virando por conta própria etc.. etc.. não sai por aí fazendo compras, não é?? Isso sem falar que o percentual de familias endividadas chegou a 62,7%….Tendo em vista que não há nenhum projeto para promover a geração de empregos no país, é de se perguntar: de onde virá a tal retomada economica….??

    1. Pois é, não se sustenta um País deste tamanho só com comércio varejista e turismo. Enquanto não se atentarem para isso…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.