Guedes diz que “assinou sem ler” MP com “erro de redação”

O senhor Paulo Guedes deve acreditar que os brasileiros são idiotas.

Disse a O Globo que o trecho que permite a suspensão de contratos de trabalho por até quatro meses, sem pagamento de salário na medida provisória 927 saiu assim “por um erro de redação”.

Desculpe pela franqueza, sr, Guedes, mas nem se o senhor fosse um analfabeto o texto sairia assim, porque foi lido e relido por seus auxiliares e assessores jurídicos – os do presidente, também – antes de ir à publicação e virar, ainda que fosse por algumas horas, lei.

Era um teste de crueldade, mesmo e vai ser seguido nas próximas medidas.

Agora se fala em pagar dois terços do salário – 33% a empresa e outro tanto o Governo, antecipando o seguro-desemprego.

Quem ganha R$ 2.100 passa a receber R$ 1.400.

70% dos trabalhadores brasileiro recebem menos e R$ 3 mil e, portanto, ficarão com R$ 2 mil para honrar despesas que já não cabiam no orçamento doméstico.

Num mercado retraído, sem compras e sem vendas, mais recessão.

Um desastre.

Mas se for, ministro, por analfabetismo, sugiro que peça a alguém para ler para o senhor o art. 2° das mesma MP “mal redigida”.

Ali se diz que “o empregado e o empregador poderão celebrar acordo individual escrito, a fim de garantir a permanência do vínculo empregatício, que terá preponderância sobre os demais instrumentos normativos, legais e negociais, respeitados os limites estabelecidos na Constituição”.

Ou seja, que o lobo e o cordeiro poderão negociar livremente…

Se o senhor não é capaz de ler coisas tão clara, se não é capaz e entender o que é tirar a remuneração de uma ou uma chefe e família, sr. Guedes, o senhor não presta para ser ministro.

Peça ao “véio da Havan” um emprego de contabilista.

Ao menos o senhor leva aquele sujeito à falência e faz a gente voltar a acreditar que o empresário brasileiro não é um selvagem antopófago.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

35 respostas

  1. Shakespeare era um filósofo alemão. Isso foi dito no já “longínquo” desgoverno Temer. De lá para cá, queda exponencial no nível.

    1. Pensar que até o rato temer saudando os empresários sovietes, falar em investir milhões de cruzeiros, seria melhor que essa desgraça…

  2. Mas se fosse erro de redação em cinco minutos se corrigia.
    Tirar de pobre é a especialidade deste guedes, versão bozo de economista.
    Vai pensar outra maneira de prejudicar pobres e despacha-la.
    Pobre é o país que tem gente como este.

      1. Não o considero economista. Nem mesmo de quinta categoria. Ele não passa de um corretor com algum conhecimento de contabilidade.

    1. Armínio Fraga defende um programa de renda mínima para 100 milhões de brasileiros. Dá para acreditar? O empedernido neoliberal tucano defendendo renda mínima? “As pessoas precisam saber que vão ter dinheiro pra comprar comida”. E o pior é que ele tem razão.

      1. Não seria melhor esticar o salário desemprego pra sete meses e dar uma cesta básica para os mais necessitados e uma ajuda financeira, até as coisas se ajustarem?????
        Emprestar dinheiro para as firmas. Juros de 1% ao ano. O Trump já está fazendo isto. Injetará trilhões no mercado financeiro e emprestará bilhões a custo zero para as firma se controlarem. Mas, e aqui no Brasil ficamos neste espicha e encolhe.

  3. Éééééééé seu guedes e bozo, jogaram pedra em caixa de marimbondo sem saber pra onde correr. Tá todo mundo gritando pega ladrão.

  4. Caro Fernando, acho que ele não leu nem como foi registrado na certidão de nascimento…QUANTO MAIS DE BRASILEIRO…CHUPIM….

  5. Há todo um processo por trás de ações do governo federal (o nome, que não consigo lembrar, é quase um palavrão), que analisa todos os aspectos de uma MP. Dizer que saiu por engano é canalhice mesmo, o que não é novidade atualmente

  6. Acho que ele tem razão, somos todos idiotas por aturar tantos desmandos e não reagirmos de acordo.

  7. Coitados dos digitadores e revisores, erram muito, né? Colocam um absurdo como esse tal art. 18 da MP e deixam o guedes e o chamado presidente em maus lençóis, quando – Deus é testemunha – só pensam no bem deste povo. (rs)

    1. Foi o médico francês Joseph-Ignace Guillotin[1] (1738-1814) que sugeriu o uso deste aparelho na aplicação da pena de morte.

  8. Foi maldade mesmo, querem tampar o sol com peneira, não aguentaram pressão agora vem com essa desculpa de merda

  9. As alegações da Direita são sempre descabidas, aposentado é vagabundo, afunda se a plataforma com trabalhadores dentro para esconder erros, ele segue o barco. Claro que leu e achou que ninguém leria nesta confusão. Deu errado só isso.

  10. Um primata antropófago comandando um boeing com 210 milhões de passageiros inertes.
    Trump inoculou o bolsonavírus no Brasil, sob os aplausos da elite do atraso.

  11. Parabéns Brito pelo teclado sempre afiado!

    Nestas épocas de maldade sem precedentes (recomendo o ggn do dep. italobrasileiro) você, com o teclado, consegue descontrair e ‘dar uma lacrada’ no guedes.

    Putz! já te mandara,

  12. Tentam agradar os empresários pois são os empresários que derrubaram a Dilma. O Bozo faz tudo para não perder o apoio dos empresários.

  13. Pesquisa da FSP aponta 35% dos brasileiros acham boas a gestão de Bolsonaro sobre a crise corona. 26% acham regular.
    Depois dessa eu desisto desse país.
    Vou sair da bolha e aceitar a realidade sobre quem realmente somos.

  14. cacildis !!! parece desculpa de ladrãozinho barato, eu não sabia que transportava cocaína, eu pensei que eram hóstias…

  15. Será que eles (Bozó e Guedes ) não fizeram isto (medida provisória) como um balão de ensaio pra ver se colava. Depois viram a reação brutal e arranjaram esta desculpa que foi um erro etc e tal. Não dá pra acreditar que foi um erro.
    Foi má fé mesmo!!!

  16. Assinou sem ver! Pura cortina de fumaça! Se colar, colou, senão nos dizemos que foi um erro de redação, assinamos sem ver.
    Esta desculpa só vem comprovar que este governo é um incompetente, Tenta junto com o Guedes ludibriar o povo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *