Intercept se prepara para ofensiva da PF de Moro

Não foi diferente do que se imaginou, mais cedo, neste blog.

Prepara-se uma ofensiva policial contra a divulgação das mensagens trocadas entre procuradores da Força Tarefa com o ex-juiz Sérgio Moro e outros personagens da chamada ‘Operação Lava Jato”.

Isso foi dito, minutos atrás, pelo próprio Intercept, em texto no qual mostra a quantidade de veículos de imprensa que já atestaram a veracidade dos materiais publicados:

Apesar da abundância de provas da autenticidade do material, publicadas pelos diferentes veículos, diversas fontes disseram ao Intercept ao longo dos últimos dias que a Polícia Federal, durante o afastamento do ministro Sergio Moro, está considerando realizar essa semana uma operação que teria como alvo um suposto “hacker”, que supostamente seria a fonte do arquivo. Esse suposto hacker seria estimulado a “confessar” ter enviado o material ao Intercept e que esse material teria sido adulterado. (…)

A conduta de Moro, Deltan e da força-tarefa demonstrada pelas reportagens do Intercept e de nossos parceiros jornalísticos é indefensável. É por isso que o ex-juíz e os promotores, ao invés de defender o indefensável, optaram pela estratégia equivocada de insinuar – sem nunca afirmar diretamente e muito menos apresentar uma única prova – que o material pode ser inautêntico ou ter sido alterado, e que nós, jornalistas, somos “aliados a hackers criminosos”. É provável que a tática de confundir e enganar o público seja a única que resta aos envolvidos e ao governo – incluindo a própria Polícia Federal, sob comando de Moro, em mais um flagrante conflito de interesses.

Há diversos sinais disso, inclusive o estado de excitação em que perfis anônimos na rede e um site de extrema-direita que funciona associado a Moro e à Força Tarefa mantém entre os grupos bolsonaristas radiais.

Glenn Greenwald redobrou seu esforço para denunciar as ameaças na imprensa internacional – a daqui acha que esta gente ainda tem limites – e acho que seu próximo passo é acelerar a publicação de material ainda mais comprometedor, que ajude a atar as mãos dos instrumentos repressivos que se cogita usar, com a conveniente ausência de seu mandante.

Tenho, como também disse mais cedo, que o resultado prático disso será a aceleração da revelação de situações mais chocantes ainda contidas nos diálogos em poder do The Intercept.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

25 respostas

  1. Aguardemos mais esse vexame tupiniquim…….a repercussao mundial será otima para o marreco de Maringá……

    1. Assim como a Tabata, ele acha que consegue emprego em qualquer lugar. Li em algum lugar que o Brasil é o melhor lugar para conseguir emprego em Astrofísica (ironia) e Juiz ladrão.

  2. Estamos cansados de saber do raciocínio beócio da polícia federal mas esse boato rola há uma semana e não tem pé nem cabeça. Vão prender memória eletrônica que nem sabem onde está?

    1. Possivelmente “acharão um cristo”. Esses cretinos são capazes de qualquer coisa, ms um dia virá a paga.

    2. Vão prender o “hacker” (que não existe), pode ser qualquer um (outro adélio bispo por exemplo) e fazer com ele uma delação premiada (como já a conhecemos) incriminando qualquer um que lhe interesse …

    3. Mesmo que prendam o Glen, de nada irá adiantar, pois, estes arquivos estão espalhados pelo Mundo. Irão ser publicados de qualquer jeito Vejam o caso do Jornal El País da Espanha que já deu a entender que tem material para publicar por muito tempo. Bobagem pura destes idiotas.

      1. Não! O que eles querem é “fabricar”alguém que diga que adulterou as mensagens. E nisso vale até cano de 38 na boca ou na nuca.

  3. Já derrubaram a Dilma,prenderam o Lula,nos enfiaram este DELINQUENTE como presidente ,destruíram direitos,atropelaram a lei ,afundaram a economía,etc ,etc,que custaría a eles calar o Greenwald ?
    Mas,também tem a pergunta :ATÉ QUANDO VAMOS A PERMITIR ESSES QUADRILHEIROS DESTRUIR A NOSSA VIDA???

    1. É o que também penso.
      Eles são apenas picaretas que tiram proveito de tanto comodismo e de tanta alienação.
      Muito mais do que desses bandidos, portanto, é dos brasileiros a grande responsabilidade pelo que os pilantras estão fazendo com o país, contra o país.
      Se brasileiros bastante acordassem desse comodismo insano, isso cessaria.
      Até lá, continuará, infelizmente, valendo um dizer popular: “Ai dos sabidos se não fossem os bestas!”

      1. Adelmo, leia o último livro do Jessé Souza “A classe média no espelho” (disponível em pdf na internet) e verás quem são esses brasileiros q vc acusa. É assustador mas o neoliberalismo é um cassino gigantesco e o Brasil um trombadinha de esquina. Leia e depois diga-me o q achas. Dá pra sentir o nível de impotência; mas a coragem do Jessé é absoluta. Nunca vi intelectual assim sólido. Jessé deverá dar aulas na Sciences Po de Paris brevemente. Dá pra entender q ele realmente é o gde revolucionário do momento, deu voz ao opaco-invisível que nos domina e imobiliza. Boa leitura.

  4. BOMBA!

    Ainda hoje, diálogos inéditos sobre ilegalidades da parceria Moro-Dallagnol
    Por Reinaldo Azevedo
    15/07/2019 16h12

    Logo mais, no programa “O É da Coisa”, na BandNews FM, e neste blog, diálogos inéditos entre o procurador Deltan Dallagnol e o então juiz Sérgio Moro. Neste domingo, a Folha trouxe diálogos gravíssimos, que põem a Lava Jato numa difícil situação moral e ética. Daqui a pouco, reportagem deste escriba e de Leandro Demori, do site “The Intercept Brasil”, traz à luz ilegalidades propriamente. Depois de publicados os três textos, com transmissão simultânea no programa de rádio, será preciso perguntar se Supremo Tribunal Federal, Conselho Nacional de Justiça e Conselho Nacional do Ministério Público se quedarão inermes. Fique atento. Daqui a pouco.

    Fonte: https://reinaldoazevedo.blogosfera.uol.com.br/2019/07/15/ainda-hoje-dialogos-ineditos-sobre-ilegalidades-da-parceria-moro-dallagnol/?cmpid=copiaecola

  5. Ora, o intercep diz ter farto material de audio e video, já poderiam ter encerrado essa controvésia faz tempo, não deixando essa farsa tosca prosperar, estão esperando o que? O caos se instalar e termos uma guerra de versões? Estranho essa tatica de bater boca publicamente com a turma da trolha a jato tendo posse material que os comprometeria definitivamente……estranho tambem não ter surgido nada dos dias mais quentes, como o do HC, do vazamento dos audios, da condução coercitiva………

  6. A PF terá sucesso, sem dúvida ! Primeiramente ela mandará seus arapongas ao exterior vasculhar o “El País”, o “WP”, o “Guardian”, o “Le Monde” e o “Izvestia” Só isso será suficiente para deixar Glenn apavorado, que pedirá perdão ao Moro, entregará tudo o que tem, inclusive o nome do raquer, mesmo que não seja raquer. I trust !

  7. Sempre ridículo o compoetsmento do Marreco.
    Invadiu competência superior, quando estava de férias, para impedir a soltura de Lula.
    Agora, no comando da Policia Federal, a quem cabe investigar a conduta de seus comparsas na organização criminosa Lava Jato, ausenta-se conveniente do país não sem antes, corforme todas as suspeitas apontam, instruir seus subalternos a lançar operação policial para investigar quem lhe denúncia os crimes, e não os criminosos lavajatenses, o próprio ministro citado entre eles.
    Não se trata apenas de conflito de interesse, eis que quem controla a Polícia Federal (e que conveniente e covardemente se ausenta do país em momento absolutamente impróprio) é citado também entre aqueles que a Polícia Federal deveria investigar. Trata-se, piorando um quadro para lá de absurdo, de colocar a Polícia Federal como braço operacional da organização criminosa que deveria ser investigada.

  8. Dizem que o hacker que vão prender chama-se Alberto Youssef, o qual fará sua terceira delação premiada. Aguardemos.

  9. Tentei repassar para o tuíter, logada.
    Veio uma mensagem de que eu “parecia um robô”.
    Sinto muito. Mais do que estar logada em minha própria conta com minha própria foto, não sei o que posso fazer para não parecer um robô.

  10. Com a visível quebra das instituições, reconhecidamente assumidas por criminosos, civis e militares, só resta à sociedade eliminá-las, e criar um novo estado de direito. Desta vez sem anestia.

  11. A calúnia, a difamação e a encenação sempre foi a tática dessa gente, tática terrorista. Só que agora eles detém o poder midiático, político, jurídico e policial, como na época da ditadura. Não se esqueçam de tentativas como a de explodir o gasoduto do Rio de Janeiro, frustrada pela recusa do Capitão Sérgio “Macaco” (este sim um grande herói), e do RioCentro, onde a bomba que era destinada a matar civis que se divertiam num mega concerto em homenagem ao Dia do Trabalhador, explodiu no colo do capitão do exército que estava a paisana em seu veículo esportivo. Essa gente não brinca, ela mata e bota a culpa no acaso.

  12. A morte desses putos tem que ser lenta. Só assim verão o que é beber do próprio veneno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.