Juiza proíbe show de Caetano para “sem-teto” alegando insegurança

show1

Todo artista tem de ir aonde o povo está.

Desde que com a devida licença da “otoridade”, com uma infraestrutura milionária e ingressos bem caros, como no Rock in Rio.

É assim que deve pensar a a juíza Ida Inês Del Cid, da 2ª Vara da Fazenda Pública de São Bernardo do Campo, que proibiu a apresentação de Caetano Veloso no acampamento do sem-teto em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo.

Ela alega segurança. Vê-se como ela é boazinha, ela é humanitária, à medida que estabeleceu uma multa de “apenas” R$ 500 mil para a desobediência.

Se os sem-terra tivessem R$ 500 mil, montavam o Cirque du Soleil.

A Dona Inês certamente proibiria Tom Jobim de subir o seu piano na Favela da Mangueira, naquele show antológico.

Woodstock, naquele gramado lamacento, jamais!

Engraçado que o shoe não pode, mas tá todo mundo lá, ouvido discurso, mas ninguém pode cantar.

Ninguém pode ter alegria, se sentir gente feita para brilhar.

Ela é dona do mundo, ela é Deus misericordioso.

Faz tudo para proteger o povo de ouvir Caetano.

Se fosse o Belo, tá bem.

Quem sabe, nas suas próximas férias ela vá ao Carneggie Hall, em Nova Iorque.

Ela pode, os pobres, não.

 

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

27 respostas

  1. Ótimo, o fascismo mostra a cara e a justiça se desnuda cada vez mais e o Brasil percebe que o golpe tenta sufocar a voz do povo em especial o humilde. A classe artística tem muita força e deverá se posicionar e conscientizar a população sob o que acontece nesse país.

    1. Essa aí errou a mão. É o que diziam quando a ditadura torturava e matava a vítima, ou seja, erravam a mão, exageraram, e aí tinham que esconder o corpo em algum canto. Erraram a mão porque Caetano é Caetano. Não se deixa acovardar, fala, tem discurso, concordemos com ele ou não. E é cultuado de pobres a ricos. Errou a mão e vai pagar.

  2. O estado jurídico policial sem ampliando.
    Diziam muitos que a direita era reacionária e conservadora.
    Adjetivos leves e completamente fora da realidade nazifascista que estamos, novamente, vivendo.

  3. Quem sabe agora Caetano acorda de vez e assume posição firme contra o golpe. Porque depois de deixar o golpe acontecer, é isso mesmo que ocorre: vivemos num estado de exceção e policialesco, em que se proíbe shows de artistas que não apoiam o governo. No caso, o maior problema não foi o artista, mas sim a platéia. O governo ditatorial não iria permitir show para ativistas do MTST. Muito antes disso, desde que Aécio começou a movimentar as engrenagens do golpe junto com Moro e a Globo, estive em todas as manifestações contra o golpe aqui em SP, durante dois anos seguidos. Antes e depois do golpe. Na avenida Paulista, no Vale do Anhangabaú e no Largo da Batata. Caetano nunca subiu em palanque algum para dizer com todas as letras “Sou contra o golpe; Defendo o mandato da presidenta Dilma Roussef”. Nunca. Participou de manifestação no RJ depois do golpe, mas de maneira fraca e pouco afirmativa.Nunca disse que o Brasil sofreu um golpe de estado em 2016. Mesmo em sua última entrevista, à Folha de SP, criticou o “impeachment” e disse que o que Moro fez com Dilma e Lula “foi feio”. Feio!!! Use as palavras certas na hora certa, Caetano. Espero que agora, finalmente, você tenha compreendido o alcance do golpe. Porque foi G-O-L-P-E, entendeu? ou precisamos desenhar?

    1. Eu ia escrever sobre a ironia do cantor golpista ser golpeado pela censura, mas vc foi brilhante! Disse tudo.

  4. A temível Coreia é aqui. Temos que fazer um grande movimento, tipo as diretas, porque senão…Vamos colocar um milhão de pessoas na rua. O tempo já passou. Aliás, com o novo AI 5 do “enem”, professor de História entrará amordaçado em sala de aula. Ou terá uma cartilha dizendo o que pode e o que não pode. Já passou do tempo…

  5. Esse judiciário antidemocrático e antipatriótico não é aquele que o Brasil precisa. É só pagar bastante que se tornam todos uns déspotas não esclarecidos. É preciso restringir os poderes desse pessoal não eleito, que não obedecem mais as leis e nem a Constituição.

  6. Essa juiza, sra. Ida Ines Del Cid é aquela que impediu a realização do segundo turno das eleições de 2004 em Mauá só para prejudicar o candidato do PT, sr. Marcio Chaves. E em 2008 essa juíza foi afastada de Mauá pelo TJ-SP sob a suspeita de ter ligações com o PCC. “Juíza suspeita de ajudar facção é afastada
    Foi a primeira medida contra uma autoridade do Judiciário de São Paulo por suspeita de envolvimento com o PCC.Ida Inês Del Cid foi flagrada em conversas telefônicas com acusado de participar de esquema de lavagem de dinheiro dos criminosos”. http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff2206200726.htm

  7. A juíza além de tudo que ela respeite a constituição o povo tem o direito de ir e vir do povo , afinal o povo não quer só comida o povo quer bebida diversão e arte, é um direito deles agora essa juíza deve ser bipolar.

  8. Proibindo o evento a juisa deu ainda mais visibilidade ao movimento….

    Quem deu tanto poder a essa gente, se nenhum voto.

  9. Talvez, talvez, talvez… artistas como Caetano estejam começa do a ver que juntar dinheiro é uma tarefa pessoa, quase resolvida e que algo pode é deve ser dividido. Senão os meios de produção, pelo menos os meios de curtição.

    Que seja proibido proibir…

    1. Caetano tem mentalidade lambe-botas, é um deslumbrado. Só os lambe-botas iguais podem achar que o cara tem algo a ver com o Povo Sem Medo.

  10. O prefeito tucano mandou segurança municipal…,, para impedir o show …é claro;.
    Quem achou que nazifascismo se desliga com interruptor, sinto muito mas, se enganaram..

  11. A juíza provocou um Ato ainda mais poderoso politicamente do que teria sido com as músicas. Fez marketing gratuito pela luta democrática do Povo Sem Medo/MTST. Como sempre os golpistas mordem o próprio rabo.
    Muito cool a MÍDIA NINJA sempre ligadíssima com a atualidade do mundo da(s) igualdade(s)! “Tamos JuntOs”/ “Tamos JuntAs” diz o jovem e guerreiro jornalista! Jornalismo engajado e progressista que deixa muitos arcaicos jornalistas fora do foco.

  12. Caetano e Lavine ,grandes parceiros na arte e na vida, antes silentes sobre o golpe, enfim jogaram luzes sobre a resistência.

    Nunca é tarde!

    E como disse Caetano: Gente é pra brilhar, não pra morrer de fome.

  13. Eles jogaram luzes sobre a resistência., poiis
    como disse Caetano :”Gente é pra brilhar, não pra morrer de fome”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *