Laranja “slow motion”

Na Folha de hoje:

Dados divulgados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro indicam que a investigação sobre a movimentação financeira de Fabrício Queiroz, policial militar aposentado e ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), desacelerou de agosto a novembro do ano passado, período que compreende a campanha eleitoral.

Alguém se surpreende?

Como ninguém se surpreende de que Queiroz tenha “dado uma banana”  até agora às várias  intimações para prestar depoimento sobre os R$ 7 milhões que movimentou, em três anos. Ele e sua família, toda “pendurada” não apenas nos gabinetes do agora senador como no do pai, agora presidente.

O Ministério Público, segundo a matéria, não explica a “câmara lenta” no caso durante a campanha, mas tinha antecipado que estava ocupada com “trabalhos  importantes na cidade de Niterói, Japeri, Petrópolis e Teresópolis”.

Nem demonstra ter qualquer reação diante da afronta da “dancinha” hospitalar do ex-PM benfeitor das famílias de milicianos.

Ou do desparecimento de todos os outros “depositantes” de Queiroz.

Nem assim aparece a tal “história plausível” prometida por Flávio Bolsonaro.

Mas tá tudo ok, não é?

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

26 respostas

  1. ara, se a história era plausivel é o que basta
    ele falou tá falado, afinal pra que serve ser o principezinho n° 1?

  2. Prezado Fernando, bom dia. Sei que estou fugindo do assunto, mas a advertência se faz necessária, até porque Lula tem uma assessoria péssima, em especial o Cardozo. Seria bom informar a ele que faça toda a perícia possível em seus equipamentos eletrônicos devolvidos, preferencialmente em países que não sejam meros satélites dos EEUU. Creio que tais equipamentos estejam completamente grampeados. Sugiro também que todos os partidos trabalhistas e de esquerda não falem coisas importantes nos celulares, pois como estamos numa sórdida ditadura (que somente prende os que não tem afinidades ideológicas) todo cuidado é pouco.

    1. Acho que seria ingenuidade demais,vítimas que foram de grampo.
      Ainda mais que o super agente 86 da gsi o heleno,assumiu que espiona os bispos que querem tirar a Amazônia dos americanos.
      Eita paisinho vira-lata !!!!!!

  3. O judiciário e o mp daqui da colônia são meros instrumentos da política externa dos eeuu. Muitos dos figurões aí que adoram aparecer na TV e vomitar bobagens infindas não passariam de escrivães na metrópole colonial.

  4. E os lavajateiros, que ficavam no twitter ou no facebook, como o ‘cu-de-frango’, o dartagnan propanolol ou o torquemada araucariano? tiveram as línguas cortadas? Ah, não se esqueçam de que o Datena deixou de fazer programa policialesco, fazendo apologia da violência e do crime cometido por policiais exatamente quando um clã d criminosos e milicianos foi alçado ao governo federal, com ramos no Senado, na Câmara Federal, nos governos estaduais e assembléias legislativas

  5. Futuramente poderá ser feita uma comparação de patrimônio dos procuradores do RJ antes e depois da divulgação desta investigação.

    1. Perda de tempo. Está tudo lá fora.
      As privatizações, sempre feitas a preço de banana, devem ter gerado bilhões de comissões para os partidos e políticos privatizadores, pagos em moeda estrangeira, diretamente em contas no exterior, sem deixar vestígios no Brasil.
      Todo esse pessoal do Poder Judiciários que se vendeu recebeu seu pagamento diretamente no exterior e obviamente não declarou em seu Imposto de Renda. E estão tranquilos, pois se a situação no Brasil ficar ruim demais, com o dinheiro que eles já têm lá fora, basta se mudarem para o exterior e viverem de renda.

  6. Eu me surpreendo. Me surpreendo com os muitos antipetistas que há anos massacravam o PT acusando o partido e seus políticos de coisas como terem inventado a corrupção e serem o partido mais corrupto da história da humanidade e agora que está claro que nada disso é verdade e que os verdadeiros bandidos são os políticos golpistas e bolsonaristas, eles se fazem de cegos, surdos e mudos. São todos mal caráteres, hipócritas e sem vergonha na cara.

  7. há 6 minutos
    A demissão preventiva do laranja, ainda no período eleitoral, prova que houve vazamento (quebra do sigilo) das investigações em favor do Miliciano.
    O partido dos justiceiros é uma máfia que sequestrou os poderes da República com apoio de Trump. E, como sempre, tudo em nome do combate à corrupção e ao “comunismo de Vargas”.
    Essa elite de colônia bananeira é simplesmente RIDÍCULA.
    INACEITÁVEL!

  8. A direita é soda, amigo! Não é à toa que sempre foram poder. Já nossa esquerda, sempre foi desarticulada e ingênua. Lula, é uma prova disso. Essa turma aí, têm poder. A esquerda esteve, mas nunca teve.

  9. Os caras (ministério público) escolhem o que vai andar e o que não vai andar. Seletividade na persecução penal, simples assim.

  10. E o helicoptero do Boechat caiu… primeira vítima do serviço de assassinatos inteligentes do General Heleno!

  11. Recordar é viver. Enquanto o MP do Rio blinda Bolsonaro na eleição, o MP de São Paulo faz o inverso movimentando a justiça contra Haddad em plena campanha. “MP de São Paulo faz nova denúncia contra Haddad sobre caixa dois. Acusação repete os fatos de ação que corre na Justiça Eleitoral sobre suposto pagamento de dívida de campanha pela UTC em 2012; ex-prefeito nega” (agosto de 2018). Todas as digitais do partidarismo do ministério público.

  12. Lula teve condução coercitiva midiática decretada por muito menos. Não foi nem sete milhões em movimentações suspeitas, nem houve recusa de comparecimento após intimação. Parece que o MP justiceiro precisa dar uma boa vantagem pro clã Biroliro, antes de prender o laranja-pivô. Afinal, leva tempo até se destruir todas as provas do caso.

  13. Perderam a vergonha, sem avaliação da CIA nossa justiça não anda. Deveriam receber em dólares pagos pelo contribuinte americano, não dos trabalhadores brasileiros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.