Leitão e a gasolina: dane-se a economia e o consumidor, viva o acionista!

gas5

A possibilidade de que o Governo interfira na louca escalada dos preços dos combustíveis – 60% em menos de um ano – deixou a colunista Miriam Leitão, de O Globo, à beira de um ataque de nervos, hoje:

Fazer populismo com o preço dos combustíveis é um caminho sem volta. Nos governos do PT isso prejudicou os cofres públicos e a empresa. Primeiro, a Cide passou a ser reduzida até ser zerada, depois outros impostos foram diminuídos, a empresa passou a absorver o custo. Chegou a importar mais caro do que vendia. Criou-se um círculo vicioso. O subsídio aumentava, isso estimulava o consumo, o que elevava o prejuízo da Petrobras e piorava a perda tributária. O subsídio aos combustíveis fósseis durou anos, não evitou a inflação, o preço represado um dia teve que ser corrigido, e o setor de etanol entrou em crise.

Bem, a solução foi a melhor, disseram todos os cantores do coro do mercado.

Foi, enquanto o dólar estava baixo e o preço do petróleo despencado.

E todos cantaram que os problemas da Petrobras seriam resolvidos com a venda “daquela porcaria” do pré-sal aos estrangeiros.

Agora, o preço subiu e o dólar também.

E a solução vai ser mudar a veia da qual se faz a sangria: a tributação, aquela que era esquecida das contas quando se tratava de agitar o fantasma da “gasolina a 4 reais” a que nos levaria Dilma Rousseff e que, agora, ao menos aqui no Rio, Temer manda vender a R$ 5.

Como dos tributos sobre combustíveis 2/3 pertencem aos Estados, quebrados, de onde não se tem como tirar e a situação das receitas federais torna uma irresponsabilidade sacar do terço restante.

O episódio revela, antes de tudo, como é uma farsa dizer que os problemas da Petrobras advinham do “maior escândalo de corrupção do planeta” – embora seja grave e inadmissível – mas do preço extremamente baixo – menos que 30 dólares, ante os 80 de hoje – do petróleo.

Um dos sentidos de a Petrobras ser uma empresa pública, no campo do refino e da distribuição, pe ajudar a mitigar as flutuações do preço dos combustíveis, para baixo ou para cima.

O puro “mercadismo” leva a impasses como o que se vive agora, onde os acionistas lambem os beiços com a valorização dos pa´péis da Petrobras e os consumidores – e a própria atividade econômica do país – se debatem com um aumento dos combustíveis quase 20 vezes maior que o da inflação anual.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

33 respostas

  1. Ela poderia fazer uma listinha dos países populistas que controlam o preço da gasolina… encabeçada pelos USA!

    Será que existe algum manifestoche que ainda não percebeu o quanto foi feito de trouxa???

    Esses economistas da grande mídia subestimam a inteligência dos leitores.

    1. Temos que tirar o sarro desse povo pra ver se se tocam do ridículo que eles foram …

      Lá vem o Pato
      Pata aqui, pata acolá
      Lá vem o Pato
      Para ver o que é que há

      Lá vem o Pato
      Pata aqui, pata acolá
      Lá vem o Pato
      Para ver o que é que há

      O Pato pateta
      Pintou o caneco
      Surrou a galinha
      Bateu no marreco
      Pulou do poleiro
      No pé do cavalo
      Levou um coice
      Criou um galo

      Comeu um pedaço
      De jenipapo
      Ficou engasgado
      Com dor no papo
      Caiu no poço
      Quebrou a tigela
      Tantas fez o moço
      Que foi pra panela

      Quá! Quá! Quá! Quá Quá!
      Quá! Quá! Quá! Quá Quá!
      Quá! Quá! Quá! Quá Quá!

      Lá vem o Pato
      Pata aqui, pata acolá
      Lá vem o Pato
      Para ver o que é que há

      Lá vem o Pato
      Pata aqui, pata acolá
      Lá vem o Pato
      Para ver o que é que há

      O Pato pateta
      Pintou o caneco
      Surrou a galinha
      Bateu no marreco
      Pulou do poleiro
      No pé do cavalo
      Levou um coice
      Criou um galo

      Comeu um pedaço
      De jenipapo
      Ficou engasgado
      Com dor no papo
      Caiu no poço
      Quebrou a tigela
      Tantas fez o moço
      Que foi pra panela

      Caiu no poço
      Quebrou a tigela
      Tantas fez o moço
      Que foi pra PANELA…

  2. Esse “mercadismo” não é só pra garantir o emprego de dona Míriam. Em alguns países civilizados os jormalistas são impedidos por regulamentação profissional ou pela legislação de manter investimentos financeiros. Seria curioso verificar como estão as carteiras fe ações e fundos multimercados dessa corja que por aqui se diz jornalista. Deles e de suas famílias .

    1. Poderíamos investigar a relação de carteira de acionistas da PETROBRÁS? Tem tucanos, jornalistas econômicos, Ministros do Governo atual? Juízes, procuradores? Membros do Judiciário que estiveram à frente de investigações ou decisões que influenciaram no desempenho da empresa? Podem estar escondidas as pessoas físicas no fenômeno da PJotização….disfarçados como sócios de pessoas jurídicas de fachada.. gente isso é seríssimo.. Se existe o roubo é um escândalo que põe abaixo esses falsos moralistas… é caso de prisão perpétua…caso existisse

    2. Garanto que essa turma (e agregados) são acionistas das tais blue chips.Por isso essa defesa tão ardorosa (dos próprios interesses), e o pouco caso pela situação economica da população. Resumindo: morram de fome mas continuem pagando os acionistas.

  3. Pelas agências internacionais o preço de extração de um barril de petróleo (159,98 l) no pré sal hoje em dia está na casa de U$ 7,00 e a rentabilidade da Petrobrás estaria garantida,segundo os analistas de commodities, com o barril entre U$ 50,00 a U$ 55,00 (?), o que é um daqueles números ininteligíveis para nós, mas acatados cegamente pelos incautos. Um absurdo.
    Não dá pra entender como U$ 43 a 48,00, são gastos em transporte e demais processamentos, desde a plataforma até o terminal.
    Como o petróleo está cotado hoje próximo de U$ 75,00 e os preços não param de subir, a matemática só fecha quando a prioridade são os acionistas e não o país.
    O lucro de uma empresa é prioritário em relação a inflação, a desaceleração continuada da economia e ao arrocho da população.
    E ainda tem gente que leva em consideração o que essa desqualificada, que nunca acertou nada de economia e nem economista é, diz.
    Uma lesa-pátria das mais ordinárias, que leva o papel de porta voz da famiglia marinho ao pé da letra.

  4. Não vejo compatibilidade entre o uso pleno da capacidade cognitiva e de discernimento e a reincidência
    em externar certas opiniões absolutamente sectárias e caolhas a serviço dos patrões e do neoliberalismo.

  5. Ué?
    Não era só tirar a Dilma e vender a Petrobras que tudo daria certo?
    Cadê as previsões de melhoria do país difundida em prol do impedimento de Dilma?
    Cadê os camisas amarelas para irem à rua reclamarem do preço da gasolina?
    Cadê o Movimento Boca Livre (MBL)?
    Cadê o FHC, para explicar, com sua demagogia de sempre, o futuro extraordinário do Brasil propiciado por PMDB e PSDB?

  6. A globo a a Miriam precisam se decidir….uma hora reclamam da quantidade imensa de impostos e depois vem reclamar da redução da CID….Vai se lascar Miriam

  7. o Miriam, chora aqui no ombro que te consolo.
    O oleo é commodity e “precisa” seguir preço de mercado?
    O cobre tambem é e sempre foi, mas no DIA seguinte a queda de Allende do Chile (o mais importante produtor ) o cobre subiu na bolsa internac de londres como foguete e alto ficou. O ouro tbm mas faz tempo que os dealers no Usa manipulam pra baixo o ouro-papel pra salvar o dolar. a commodity petroleo foi jogada ao chão a 35.00/bbl pelos sauditas com apoio de washington por 2 a 3 anos sabe la com quais objetivos politicos…ate acordarem que era um tiro no pé.
    Nao vamos nem te falar no niobio brasileiro controlado por uma empresa gangster estrangeira. Nosso etanol tbm pode ser considerado da familia comodistica…o que nao impediu uoxington de sobretaxa-lo pesado que era pra não nos metermos a besta.
    Em resumo, mirileitona, existem dois neolibelismos. O que globaliza que poe os preços na altura q interessa e o da miriam: i.e o que é globalizado. e segue o manual neolib ate morrer de fome.

  8. Temer vai lançar uma nova linha de financiamento pela Caixa – Crédito Gasolina Longo Prazo.

  9. Ainda tá barato. Eu quero que ela chegue a 10 reais.
    Quero ver os coxinhas classe média andarem de busão e de metrô. kkkkkkkk e ainda colocarem a culpa na Dilma. kkkkkkkkkkkkk

  10. Os próprios golpistas são tão incompetentes que enterraram de vez a possibilidade de ganhar qualquer coisa na democracia.

  11. Nos tristes idos de 2015 ou 2016, eu lembro de ter visto um cidadão de cabelos brancos, bem apessoado, bem vestido, possivelmente engenheiro, médico ou advogado, enfim, o protótipo do “cidadão de bem” no posto de gasolina. O vidro traseiro de seu belo sedan importado estava todo emporcalhado com palavrões nojentos, pintados a mão com um tipo de tinta marcador branco, com letras bem grossas, pra todo mundo ver, xingando Dilma e o PT. Nunca me esqueci dessa cena grotesca. Hoje penso, por onde andará esse cidadão? Será que ele está feliz? Cadê os protestos? Não era só tirar a Dilma que tudo iria melhorar?

  12. Os blogs e a esquerda em geral não entenderam uma coisa. A política de preços da Petrobras não visa, primordialmente, lucro a empresa ou a seus acionistas. Visa dizer aos investidores que comprarão as refinarias que é um bom negócio, que elas podem comprar tranquilas que o governo não interferirá na formação de preços. O problema é muito pior, os preços estão assim para vender patrimônio do povo.

  13. Lendo o livro “O Quarto Poder”, vemos que o Roberto Marinho se sentia o único responsável em liberar reportagens sobre a Petrobras. Por que? Manipulação e mercado de ações ou articulações de lobistas estrangeiros? Ou as duas… De qualquer jeito essa patota especuladora está ganhando,incluindo jogando-a no lixo via notícias manipuladas. Está na hora de coloca-los no devido lugar. O Brasil está sob ataque de corsários. Antes, invadiam para tentar dominar ou explorar, hoje, usam seus agentes facilitadores de ações internas, como mídia e políticos traidores da pátria.

  14. Perguntar não ofende: já que a política de preços dos combustíveis é tida como pró-mercado, cadê então a tal da “livre concorrência”?

    Não existem outras empresas estabelecidas no Brasil e com porte grande, como a Shell, por exemplo? Mas a Petrobras é a Geni de sempre do PIG.

  15. A QUADRILHA DE TEMER VENDE O BARRIL DE PETRÓLEO AOS AMERICANOS POR R$2,84, E HOJE A COTAÇÃO ATÉ EM 74 DÓLARES. ELE AINDA CONCEDEU ISENÇÃO A SHELL DE NÃO PAGAR IMPOSTOS ATÉ 2020, DEIXANDO DE RECEBER MAIS DE 40 BILHÕES. VAMOS INCENDIAR NOSSAS IDEIAS E REVOLTAS.

  16. Esta política de preços dos combustíveis da Petrobrás tem estratégias que estão além do atendimento ao
    pagamento dos dividendos aos investidores, sobretudo externos. Tem por
    objetivos, também, criar um clima de instabilidade. Prova disso é a greve dos caminhoneiros e o potencial explosivo do aumento dos preços dos transportes urbanos sobre a população das grandes cidades, já cobrado pelo sindicado das empresas
    de ônibus. Visa a crescente instabilidade social para justificar a inviabilidade das eleições de 2018 e
    possibilitar o fechamento do regime. Estão fazendo de tudo para não largar o osso.

  17. Ela continua obcecada pelo PT, tadinha da Leitoa… Só Não consegue evoluir sem mencioná-lo. Seus comentários em breve serão motivos de chacota na própria mídia e depreciada pelos seus “acertos” até pelos admiradores… kkkkkkk

  18. A danosa politica de preços dos combustíveis praticada pela Petrobras visa muito mais permitir á importação de produtos do que a defesa do lucro da Petrobras.
    Somente ver quanto a Petrobras tem atual de participação de mercado.
    São muito mais pilantras do que burros…

  19. Miriam Leitão poderia ficar somente com literatura infantil. Seria melhor para ela e para o país. Escrever o que os patrões mandam dá nisso.

  20. a miriam porcão também acredita que, eleições são fraude quando lideres da oposição estão presos??

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.