Liberar armas? Já “liberou geral”, viu, Bolsonaro?

O Globo publica hoje uma reportagem daquelas onde a gente, velho de guerra no jornalismo, diz que “o lead está no pé”. Isto é, que a informação mais importante está no final do texto, quase pedindo para se transformar numa grande reportagem mas ali, relegada a um plano inferior.

Explico: é um reportagem sobre o sumiço de armas da Polícia Federal, especialmente aqui na Superintendência do Rio de Janeiro: 80, em 11 anos, ou sete por ano. Sério, sim, mas nada que seja relevante no quadro de violência da cidade.

Bo final do texto, porém, o repórter ouve o coronel reformado José Vicente da Silva Filho, da PM de São Paulo, , consultor e professor do Centro de Altos Estudos de Segurança da corporação que diz, com todas as letras que as empresas de segurança privadas compraram, em 15 anos, cerca de 600 mil armas e que a Polícia Federal, que controla o inventário do armamento em poder delas, diz que elas possuem estocadas perto de 300 mil.

Se não me falha a aritmética e o coronel está certo no que diz, são cerca de 300 mil armas sumidas, sem contar o estoque anterior que possuíam.

Agora, sim, estamos falando de uma quantidade que – perdão, Globo – faz diferença.

O mercado de segurança privada, que cresceu no Brasil desde a ditadura, entre outras razões porque era – e é – uma formula para policiais e militares – na reserva e alguns na ativa – ganharem dinheiro com o medo da violência passou a movimentar bilhões.

E que cresce sem parar. Se contar os que estão na informalidade, são mais de 700 mil seguranças privados no Brasil.

É uma pergunta interessante  para a turma que defender a liberação do porte de arma indiscriminadamente, além destes 700 mil, quantos mais deveríamos ter carregando uma arma de fogo?

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

13 respostas

  1. Grande Fernando Brito, neste aspecto das ARMAS, concordo com o PCO: cada um de nós como soldados, cada um de nós armado e habilitado para NOSSA AUTO defesa e pela defesa do PAÍS. Assim, GOLPE, nunca mais!
    Abraço

  2. E para quem todas essas armas estão apontadas?!
    É o povo que está desarmado.
    Há consciência de classe nesse montante de armas.
    Não são os manifestantes dos movimentos sociais que tiram selfies com policiais, que aliás filmam e tiram fotos do povo, para montarem arquivos dos rebeldes.
    LulaLivre.

  3. Há décadas atrás um amigo do peito (Deus o tenha) me alertava : os maiores bandidos do país estão na Polícia Federal.
    Como sempre, ela tinha completa razão.
    #LULALIVRE

  4. Se acharem alguma página ou órgão sério e oficial com dados estatísticos reais sobre o quantitativo de armas de fogo em circulação no Brasil…por favor postem o link…. numa googlada rápida não achei nenhum!!!!! Total descontrole do controle….e não estamos falando de soja ou milho….INACREDITÁVEL!!!

  5. “quantos mais deveríamos ter carregando uma arma de fogo?” essa é facil… cada homem, cada “cidadão de bem”!

  6. “quantos mais deveríamos ter carregando uma arma de fogo?” essa é facil… cada homem, cada “cidadão de bem”!

  7. É… pelo que se lê sobre o assunto, o Brasil é o país onde, sem estar em guerra com ninguém, mais se mata no mundo! Agora vem um ex-militar oportunista, que é também político e já fez todos os filhos com idade para isso entrar também na invejável carreira de político no Brasil — que oferece muitas regalias e pouca responsabilidade, — pregando, numa campanha presidencial, a liberação do porte de armas para a população? E nossa justiça. a mais cara do mundo, não vai barrar sua candidatura?
    E dizem que vai barrar a do Lula, ex-presidente que mais fez pelo Brasil!

  8. Pode ocorrer aqui o que é descrito por este personagem do filme Senhor das Armas, baseado em fatos reais, em que ele diz: “Algumas vezes é embaraçoso ter as impressões digitais dele (do chefe, fornecedor formal, governo, exército, polícia) na arma. Às vezes ele precisa de um freelancer para dar a força que ele não pode fornecer”.

    https://www.youtube.com/watch?v=miVDI9448gw

  9. Isto me remete ao filme do “Capitão Nascimento”, onde fica exposto a negociação entre polícia e bandidos para comercialização de armas. Se houver um derramamento de sangue neste país, ninguém segura, o exército menos ainda, pois é completamente despreparado.

  10. Foi Salvador Allende quem desarmou o povo do Chile, ele fez isso a pedido de um general muito democrata chamado Pinochet. O final da história é conhecido, lembre disso quando defender o trabalhador desarmado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.