Listão da OAS mela cena política e põe Maia no fogo, de novo

O Globo coloca, agora de manhã, em manchete o que seria o resultado da delação premiada – a esta altura! -na qual “ex-executivos da OAS citam repasses de caixa dois a diversos políticos do Rio, entre eles o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral e o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes .”

O jornal desfia uma lista que inclui também Aécio Neves e José Serra, petistas (Lindbergh, Jaques Wagner, Marco Maia e outros), Eunício Oliveira, Geddel Vieira Lima, Edison Lobão, Eduardo Cunha, Valdemar Costa Neto (presidente do PR) entre outros, além do ministro do Tribunal de Contas da União, Vital do Rego.

A esta altura, depois de centos de delações e acusações, só um nome vai para o centro da roda: o de Rodrigo Maia.

Erigido em grande esperança da aprovação da reforma previdenciária, volta para a boca do cachorro.

E o projeto de criminalização do “caixa 2” de Sérgio Moro, depois de ter sido fatiado, vai definitivamente para o brejo.

Vai ser preciso andar rápido com o “abafa”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

5 respostas

    1. Os banqueiros sabem que não existe lastro real nessa economia financeirista mundial. Na primeira próxima grande crise de confiabilidade, eles não querem ter prejuízo, tendo uma garantia de pagamento dos títulos. Querem que essa garantia saia do bolso do trabalhador com FGTS e Previdência.

  1. Debaixo desse angu tem caroço. A mídia parou de bater no planalto e concentra as baterias na previdência; o interesse só pode ser nos ganhos de alguma previdência privada, onde há empresas estrangeiras, principalmente europeias, também interessadas em associações com empresas brasileiras mesmo que sejam de outro ramo de negócios. O torcedor do Botafogo de novo na berlinda.

  2. Agora que o Lula está preso, a justiça volta a ser tão rápida como uma tartaruga perneta! Duvido que alguém vá ser preso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.