Lula ataca no ponto mais fraco de Bolsonaro: as milícias

 

A cena, Lula carregado pela multidão, é um “replay”, de sentido contrário, às que vimos, com tristeza, em 7 de abril de 2018.

Com um símbolo que, provavelmente, será o complemento simbólico da imagem que será a “cara” do ato de recepção do ex-presidente no Sindicato do dos Metalúrgicos: a bandeira do Brasil que Lula, nos ombros da multidão, agitou freneticamente.

Se esta é a imagem, a palavra que fica de seu discurso de mais de 40 minutos, é “milícia”.

Foi com este estigma, por diversas vezes que ele marcou a testa de Jair Bolsonaro.

“Não adianta ficar com medo, não adianta ficar com medo. Não adianta ficar preocupado com as ameaças que eles fazem na televisão, que vai ter miliciano, que vai ter AI-5 outra vez. A gente tem que ter a seguinte decisão: esse país é de 210 milhões de habitantes, e a gente não pode permitir que os milicianos acabem com este país que nós construímos.”

Chamou o atual presidente para o terreno em que se pretendia colocar a ele, Lula.

No qual Bolsonaro tem passado e, sobretudo, presente.

Lula não tratou em detalhes das razões de sua inocência, preferiu entrar firme sobre Moro e Dallagnol, cuja credibilidade minguante e os atritos crescentes com o Supremo Tribunal Federal o favorecem.

E se fixou na crise econômico-social do país e em quanto ele piorou desde a sua prisão.

Prometeu correr o país, mas pediu 20 dias para atualizar-se e propor um programa de ação para a oposição.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

15 respostas

  1. Pensaram que na prisão Lula iria ficar deprimido, desanimado, caído ? Na, na, ni, na, não …. O Cara é inabalável. Lula saiu maior, tá afinadíssimo e cheio de energia. Agora vocês vão ter que engolir ….

  2. Sugiro a todos a leitura da peça de Bertold Brecht “A resistível ascensão de Arturo Ui”. Bolsonaro, mais que Hitler, cai como uma luva na pele Arturo Ui, o Brasil pós 2013 como a cidade de Cícero dos anos 30, a Finança como o trust da couve-flor, FHC seria o velho prefeito Drogbu
    Os comparsas de Arturo: Roma como Moro, Givola de Olavo e Guiri de Mourão. Profético Brecht.

  3. Lula foi firme hoje e, ontem, ele deveria ter chamado Bolsonaro de capitão fake, quando apresentou o capitão que estava com ele e que, disse Lula, era capitão mesmo.

  4. Fernando, você conhece o site Duplo Expresso? Eles publicaram uma matéria hoje que me é preocupante. Não consigo colar o link aqui, mas se você tiver um tempinho dê uma olhada na matéria.

  5. Algumas pessoas que conheço vêem Lula Livre como algo bom para o Bozo, já que o grande inimigo agora está mais à mostra e vai tomar tiro de todo lado. Verdade, mas discordo de ser bom pro bozo.
    O que a oposição finalmente terá, depois desses quase 2 anos, é uma LIDERANÇA, alguém que (espero eu) vai organizar a oposição e possivelmente encontrar um substituto à altura, pois temos que lembrar que Lula pode não viver até 2022.

  6. Lula é gigante.
    Lula já não é apenas mais um exemplo de ser humano e politico de estatura moral imensa.
    Como esse mesmo disse há 1 ano e 7 meses no dia de sua prisão política: “SOU UMA IDEIA”.
    Os olhos do mundo estão voltados para Lula.
    Há esperança para o Brasil.
    #LulaLivre

  7. Pensaram que na prisão Lula iria ficar deprimido, desanimado, caído ? Na, na, ni, na, não …. O Cara é inabalável. Lula saiu maior, tá afinadíssimo e cheio de energia. Agora vocês vão ter que engolir ….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *