Lula é o cara. E Haddad tem de ser “o cara do cara”

Exercício difícil para alguém com a origem e a formação intelectual de Fernando Haddad, cria da USP e da paulicéia cosmopolita, a chave de seu crescimento eleitoral é afirmar que, enquanto não se restaurar a prerrogativa de Lula ser candidato a presidente e, eleito como seria, presidente de direito do Brasil é , repito, afirmar que ele é o representante do Lula que é o candidato de fato e será o presidente de fato.

Ainda que por seu intermédio, enquanto não o puder ser plenamente.

Por isso, é bom que esteja vacinado contra os “muy amigos” que pretenderão que se lhe destaquem as qualidades intelectuais, os programas de governo, as opiniões pessoais e, mesmo, as experiências ilusórias de sua gestão na Prefeitura de São Paulo.

Todo este conjunto é de coisas reais, mas ínfimas perto da missão que lhe foi confiada.

Note como tentam provocar sua vaidade e seu ego chamando-o de “poste”  – não vejo em que alguém que foi eleito prefeito de uma megalópole como São Paulo ou foi bem-sucedido Ministro da Educação do Brasil seria um “poste” – para que, como o pássaro da fábula, abra o bico para cantar e solte o queijo diante da raposa esperta.

E como condenam, com expressões como “caudilhismo”, “sebastianismo” e “autoritarismo” que Lula resista a seu calvário e siga firme em seu dever, por ele dispensando até a evidente barganha de o soltarem, caso desista de ser candidato e traia seu povo.

O povo brasileiro quer Lula na presidência e só por isso pode fazer de Fernando Haddad o seu candidato, por maioria.

Este é o seu trunfo, este é o seu orgulho, este é o seu maior valor diante de todos: ser alguém que, para que o povo brasileiro possa expressar sua vontade, aceite despir-se de seu ego e não seja um homem, com virtudes e fraquezas, mas uma ideia: a ideia de Lula.

Fora disso, aí sim é – para usar a expressão da moda – viagem lisérgica. É tentar fazer com que ele “brinque de Ciro”, tentando uma pleonástica afirmação de que “eu sou eu”.

O candidato é Lula e o mérito de Haddad será o de ser fiel ao ex-presidente como o povo brasileiro está sendo.

O resto é egotrip.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

19 respostas

    1. Penso que Haddad sabe exatamente a função que lhe foi dada por Lula, assim como Celso Amorim saberia. São estrategistas. Estão com Lula desde o início desse processo e Haddad sabe que representa LULA e LULA é a legitimidade desse processo e a representação popular. Sem isso não somos nada.

      LULÃO 2018 !!!

      LULA – HADDAD – MANU

      https://youtu.be/Vv026oS_PZk

  1. E verdade, ele tem grande mérito em ter sido o ministro da educação com mais prolongado período nessa função, criador do PROUNI, do REuni e tantoas outras coisas boas, mas agora ele é o representante do grande líder Lula, que encabeçou tudo isso e muito mais.

  2. Fernando Brito, eu penso que ninguém pode deixar de ver a entrevista no Youtube que o Haddad deu ao Kfouri, Mônica Bérgamo e Laura Carvalho.
    É um tiro de canhão, porque, além de não afastá-lo do povão, pois tem a mansidão e sabedoria como do Papa Francisco, fala numa linguagem muito inteligível e pode ser sofisticado, atraindo votos do sudeste, sul e centro-oeste, quando for necessário.
    São 58 minutos de não conseguir piscar o olho.

    1. Fiquei tbm com essa boa impressão. A calma e o total domínio do q acontece no Brasil como um todo dá a Haddad muito espaço para crescer defendendo Lula e o projeto do PT. Haddad colocou Bergamo no lugar q merece: uma fofoqueira da mídia latrina.

  3. Continua sendo um poste um apenas um puxadinho, pau mandado do anjo Lula, como bem disse Ciro na GoeboelsNews!
    Foi preciso tudo isso de parágrafos e essa viagem lisérgica toda para tentar justificar isso?

  4. Brito! Eu tinha como teoria de que Lula estava protegendo o escolhido até agosto chegar. E queria mesmo que fosse Haddad ????
    Então a mim tudo a contento para o Brasil voltar a ser feliz de novo!

  5. Debates na TV Brasil 247 nos mesmos horários dos convescotes das emissoras golpistas, TV Globo Mafiosa, TV ‘BANDida’ et caterva!

  6. Não há como deixar de elogia-lo Fernando Brito.
    Se eu tivesse a capacidade de escrever como você, acredite, seria uma xerox do que escreve porque sinto e compreendo a realidade atual da mesma forma que a transmite tão competentemente nos seus maravilhosos textos.PARABÉNS!

  7. Sim, Lula é o maior líder popular do Brasil e poderia ser eleito no primeiro turno. Mas todos sabem que o TSE impedirá a candidatura de Lula com base na Lei da Ficha Limpa. Ou alguém acha que o judiciário não participa do golpe ?
    Portanto, aquele que vai ocupar a Presidência da República, se eleito, será Haddad. Pergunta: Haddad terá a autoridade e o respeito necessário na função de Presidente ? Ou ele será considerado um boneco de mamulengo, manipulado por Lula ? Isso é bom para o Brasil ?

  8. Se mantiver a humildade e o cargo não lhe subir a cabeça. Se ele estiver ciente de que esta posição pertence ao Lula e que a condição que lhe foi atribuída é a de ser o fiel escudeiro de Lula. Pode dar certo, só que ele precisaria de um pouco mais de garra/gana, chega desse republicanismo tosco do PT. E nada de levar um Mercadante ou um Zé Cardoso para o governo, dois tucanos enrrustidos e insosos. Muito menos indicar mais um atucanado (Zé) para o STF. Ainda assim é de se pensar: se no final o Lula for realmente impedido, ele vai realmente concorrer para ganhar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *