Mais vazamentos: Deltan queria “atacar” Jaques Wagner antes da posse no Senado

A Folha revela mais trechos, exclusivos, da troca de mensagens entre os procuradores da Lava Jato.

Desta vez, o escandaloso diálogo entre Deltan Dallagnol com o procurador Athayde Ribeiro Costa, onde o coordenador da Lava Jato tenta encomendar uma operação de busca e apreensão contra o então senador eleito pela Bahia,  Jaques Wagner, sem nenhuma motivação senão a política, pois temia que, com mandato, o ex-governador passasse à jurisdição do Supremo Tribunal Federal:

“Isso é urgentíssimo. Tipo agora ou nunca kkkkk”(…) só podemos fazer BAs [operações de busca e apreensão] nele antes [da posse]”.

Às objeções de que não havia elementosa para justificá-la e de que Wagner já havia sofrido uma investida policial, Dallagnol responde que ” se tivermos coisa pra denúncia, vale outra BA até, por questão simbólica”.

Simbólica, vejam só.

Athayde se refere à possibilidade de encontrarem razões em outro processo e Deltan comemora: “isso seria bom demais”.

O efeito condreto disso é que, na primeira sessão do Senado, Deltan Dallagnol srá convocado a depor na casa. Convocado, não convidado, porque mesmo aos lavajatistas será difícil negar ao colega o direito de inquirir seu perseguidor com as devidas consequências legais.

Ao marreco, segue-se o pato.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

35 respostas

  1. O que falta para afastar esse procurador da lavajato?
    Vergonha na cara de quem tem competência legal para fazer isso, imagino eu.

    1. para maioria, nada. mas o CNMP correu e arquivou as denúncias da vazajato vazarato. nem esperaram, para não receber as provas.

      1. Uma mão lava a outra. Olha o Barroso, talvez com medo de aparecer em uma gravação, criminalizando o Intercept

    2. Já perdoaram e arquivaram todas as representações contra essa quadrilha. Também fazer o que, é a própria quadrilha que analisa tais processos !

    3. NUNCA CONFIEI NESSE “PASTOR BATISTA”, E POSSIVELMENTE MAÇOM, ALÉM DE AMERICANÓFILO, DALANHOL.

  2. Quarta, 24/10“- Deltan: Caros, Jaques Wagner evoluiu? É agora ou nunca… Temos alguma chance?”.
    Domingo, 28/10: segundo turno da eleição.

    Quantas horas Sérgio Criminoso Moro levaria para aprovar um pedido de BA da quadrilha lavajateira do MPF feito na quarta-feira? Quantas horas depois disso, os cúmplices na PF levariam para desencadear a operação? Alguma dúvida de que em 4 dias eles executariam o BA?

    O ‘agora ou nunca’ do lavajateiro-chefe dizia respeito à eleição presidencial e não apenas a Jacques Wagner.

  3. Judiciario a serviço do crime organizado, se isso aqui não fosse uma republiqueta esses servidores corruptos estariam na cadeia. Por isso que as tais das reformas de araque não deram em nada, o descrédito institucional a insegurança jurídica afastaram os investimentos do Brasil. Os terra plana estão virando uma piada mundial.

  4. Além da total falta de seriedade, a impressão que dá é que temos um dos sistemas judiciais mais corrompidos do mundo.

  5. Crime! Deveria ser exonerado imediatamente! Ele encomendou busca e apreensão sem motivo algum. Escárnio total, é um descarado, nunca deveria ter chegado a um cargo público. Não apenas ele, mas seu cúmplice, o tal do Atayde deveriam perder o cargo e serem processados pelo Jacques Wagner.

  6. LAVA JATO É GRUPO NAZI-FASCISTA ENCRUSTADO NO PARTIDO DA JUSTIÇA BRASILEIRA!
    CONSEGUIRAM DESTRUIR O CONCEITO DO JUDICIÁRIO JUNTO AO POVO BRASILEIRO!
    NUNCA MAIS VEREMOS JUÍZES, PROCURADORES E PROMOTORES COMO GENTE ISENTA!
    PARECEM MAIS QUADRILHAS DE BANDIDOS PAGOS COM SALÁRIOS MILIONÁRIOS ÀS CUSTAS DO POVO!
    TEMOS QUE ACABAR COM AS MORDOMIAS E PRERROGATIVAS LEGAIS IMPERIAIS DESTAS GENTES BANDIDAS!

  7. O bobalhão e as miçangas

    Enquanto as lideranças dos países que compõem o G-20 se reuniam para tratar sobre parcerias, cooperação internacional, novos mercados para exportações, questões econômicas, ambientais e sobre a geopolítica, o presidente brasileiro fazia um vídeo baixo nível, tipo polishop, falando sobre bijuteria japonesa.

    O protótipo de presidente não consegue articular um pensamento que seja coerente com o cargo que ocupa, não sabe se comportar e não tem a dignidade inerente à sua posição. É uma mistura de Mazzaropi, Jim Carrey e o ‘Idiota’, personagem e título do livro de Fyodor Dostoievski.

    Não bastasse o ‘pito’ que tomou da Angela Merkel sobre o desmatamento na Amazônia, Bolsonaro disse que os alemães têm muito a aprender com o Brasil. Só não disse o quê. Presumo que seja ‘como vender garfo, colher e bijuterias de nióbio.

    O desgaste natural de sua imagem, somados a queda na aprovação e confiança, a paralisia na economia, o mal estar com o Congresso e os escândalos nos ministérios, fez com que Bolsonaro recebesse um prêmio internacional da ONU: Primeiro lugar em ‘lideranças fracassadas’.

    Bolsonaro tirou o Brasil do protagonismo internacional e o colocou como um pária, um país sem perspectivas no cenário mundial. O inepto conseguiu a proeza de, já no terceiro mês do ano, que os economistas avaliassem que o crescimento seria zero.

    Pra não dizer que não falei de drogas, o escândalo do avião presidencial reserva, onde o militar da comitiva fazia tráfico internacional de cocaína, foi minimizado pelo ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, general Augusto Heleno.

    O general disse que não tinha bola de cristal para identificar a cocaína. Desculpa feia, general. O corporativismo veio também do desmoralizado e corrupto ministro da justiça, Sergio Moro, ele disse que o tráfico de cocaína foi ‘um caso isolado’.

    Os suiços revelaram a corrupção do PSDB, os espanhóis apreenderam cocaína no avião presidencial e um inglês desvendou para o país o conluio entre um juiz e procuradores, no maior esquema criminoso já conhecido dentro da esfera jurídica. Enquanto isso, o bobo fica à margem no G-20, fazendo pulseirinha como um primitivo.

    Ricardo Mezavila.

  8. Jaques Wagner era o político que aparecia com mais chances de disputar a presidência pelo PT em 2018, caso o Lula não pudesse concorrer. A Lavajato queria desmoralizá-lo preventivamente e de modo “urgentíssimo”, com batidas policiais, para enfraquecê-lo politicamente diante do eleitorado, antes que ele pudesse decolar com sua candidatura. O Dalagnol estava apenas fazendo seu papel de cabo eleitoral privilegiado dos partidos anti-petistas, disfarçado de procurador da República.

    1. Vcs não conseguem ver que aqui só tem comentários a favor do pt e que eles filtram os outros comentários para que vcs não mudem de ideia!!!????

      1. Claro que conseguimos ver que aqui geralmente, mas nem sempre, só há comentários a favor do PT. E queremos mesmo que eles filtrem os outros comentários, para que não sejamos obrigados a ler doidices e besteiras de fanáticos e de idiotas que se orgulham de ser idiotas.

      2. Ah! pimenta no olho dos outros é refresco. Considere que a dona groubo sempre denegriu SÓ e SOMENTE o PT, Lula, Dilma e outros petistas…. Não há como um dia após outro com uma noite no meio. Sentiu agora o cheiro da mídia safada durante … bem, durante todo o tempo contra um partido ? Sente agora o cheiro da brilhantina. Contra fatos e provas não há argumentos.

      3. Filho, você esta perdido aqui? vai lá pro Antagonista, lá que é bom pra gado, pra equinos, pra símios e por aí vai.

  9. Lava Jato e Inquisição – Parte I

    Repressão e bloqueio

    O fogo inquisitorial que lavrou sobre povoações inteiras … [fez] o comércio e os ofícios [perder o viço], travou o desenvolvimento que se desenhavano século XVI em muitas cidades e vilas do interior. …Os sequestros com as terras, os gados, as lojas, as casas e os negócios abandonados; a prisão de milhares de homens e mulheres e a fuga de muitos mais abandonando casas, terras, ofícios e negócios e levando consigo ouro, prata e todo o dinheiro que puderam; a ruína de milhares de cidadãos dos mais dinâmicos das cidades e vilas e o seu afastamento dos empregos públicos; a queima de mais de meio milhar de cidadãos, só pela Inquisição de Évora, com as consequentes repercussões nos seus familiares e amigos afetaram profundamente o desenvolvimento do interior, feriram e desorganizaram a produção e o mercado interno. Os fugitivos animaram o desenvolvimento do Brasil, das Índias de Castela, ativaram com seus capitais e o seu conhecimento dos mercados e das navegações os países da Europa do Norte e do Mediterrâneo, em particular Itália, Turquia e Marrocos e, no primeiro grupo, Holanda.
    Por outro, a divisão operada nas cidades e vilas entre cristãos-novos e cristão velhos retirava força aos concelhos, esses antigos baluarte da liberdade e da cidadania. O cabedal circulava principalmente em mãos cristãs-novas mas os estatutos de limpeza de sangue procuravam excluí-las da direção das organizações locais: câmara, celeiro comum, hospital, misericórdia, confrarias. Mas, apesar dos estatutos, os cristãos-novos pulavam a barreira. (…)
    Nem todos os perseguidos e fugitivos eram certamente cidadãos acaudalados em capitais.(…) Mas não faltaram, como vimos, mercadores grossos.
    As vítimas, no seu maior número, eram cristãos-novos que viviam nas principais cidades e vilas. Pelas suas mãos corriam os ofícios que permitiam fácil acumulação de capitais; nos seus livros de razão anotavam-se mercadorias, cabedais, empréstimos, juros, granjearias, maneios.
    Certamente não faltavam pobres. No entanto, eram os ricos que, em geral, sofriam anos e anos de prisão e alimentavam o grosso das fogueiras. (…) a repressão não poupou nem “católico e bem católico”
    Os contratadores que obtiveram o perdão em 1605 sofreram perseguições e vexames que referimos atrás. E se, em 1628, levantaram reservas à Companhia da Índia Oriental, é porque, devido à fuga e às perseguições, faltam dinheiro e mercadores e sobretudo porque a nação portuguesa não está acreditada na união (…) Uma segunda companhia monopolista, não da Índia Oriental mas Companhia do Comércio Geral do Brasil, haveria de ser estrangulada, não pelo rei, não pelos próprios mercadores, mas pelo Edital da Santa Inquisição de Portugal que em 1657 revogou o alvará de D. João IV que isentava os cabedais, aplicados em mercancia, de sequestro e de confisco. O próprio inquisidor-geral Dom Francisco de Castro reconhecia em 1630 que, se o reino estava menos rico, em compensação estava mais católico.
    A inquisição portuguesa, polícia-tribunal secreto da ordem teocrática dominante, foi no terreno político e ideológico a principal responsável interna pela travagem do desenvolvimento econômico e social em Portugal, pelo mergulhar progressivo no subdesenvolvimento e na “colonização” dos nossos comércios e riquezas pelos capitais estrangeiros, empurrando-nos progressivamente, de um lugar destacado, para a cauda do desenvolvimento europeu.

    Trechos do livro “Inquisição em Évora – 1533 – 1668” de Antonio Borges Coelho

    1. A História se repete. Os inquisidores modernos são conhecidos como Evangélicos e sua motivação é tão tirana e insana como a
      Inquisição de Évora.

  10. Aguardando os novos argumentos de passada de pano dos advogados de porta de cadeia da lava jato, FHC, Fux e Barroso.

  11. Simbólica BANDIDAGEM!

    O Brasil nas mãos de CANALHAS e BANDIDOS conandados pela CIA!

    Pagarão todos, PATOS E MARRECO!

    1. Se o povo pobre trabalhador ficar quietinho em casa, nada vai acontecer a essa quadrilha de traidores da pátria, e o país vai ser entregue aos banqueiros estrangeiros, tal como começou a fazer FHC. Desculpem a franqueza, mas pobre sofre porque é burro e acomodado. Quando os coxinhas começaram a organizar protestos para tirar a Dilma eu avisei, se deixarmos, eles vão conseguir e vão ferrar os trabalhadores e aposentados. Adeus pré-sal, adeus Petrobras, adeus Amazônia, adeus Brasil.

  12. Não é possível compartilhar no twitter. Sugiro ao Fernando Brito que compartilhe os links em sua própria conta no twitter

  13. Por tudo que foi revelado até agora, em qualquer país do dito “primeiro mundo” a eleição seria possivelmente anulada.

  14. HAHAHA
    E vem muito mais por aí.
    Os áudios nem começaram.
    Um conselho aos membros da quadrilha de facínoras que se auto intitula LavaJato…..
    Peguem os passaportes e….VAZEM
    “CAGUE-SE QUEM PUDER”

  15. Vou me benzer para não passar nem perto desse crápula, um verdadeiro canalha! Uma pessoa nefasta, que (recorrendo ao seu fundamentalismo religioso bastante peculiar) não vai para o céu (rs)! Vai ficar ardendo no fogo do inferno! Per omnia saecula saeculorum!
    Assim em latim!
    Ora, se o moro (com “m” assim, minúsculo) pode recorrer ao latim, sendo um analfabeto em português, por que eu não o poderia do mesmo modo?!
    Vá a Lava Jato inteira para bem longe daqui! Morram todos! E sejamos felizes!
    JAR/

  16. O Judiciário brasileiro : caro, corrupto e ineficiente. Já passou da hora de acabar esta mamata.
    Impressionante, um escändalo deste porte e os quadrilheiros continuam em seus cargos como se nada tivesse acontecido !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *