Maquiados ou não, números da Covid estão subindo

A contagem independente dos grandes veículos de comunicação – os do grupo Globo, Folha e Estadão – estreou hoje apresentando um “sumiço” de 180 mortos na contagem oficial divulgada pelo governo.

São, segundo dados colhidos nas secretarias de Saúde, 849 mortes, contra 679 nos números oficiais.

Ao que acharem a diferença pequena, lembrem-se que é um Boeing-737 lotado caindo sem sobreviventes.

Seja um, seja outro o número o acumulado no final de semana – quando são menores os índices, pela incapacidade de se ter montado um esquema de registro confiável também nos finais de semana e os dados de hoje referem-se a domingo -, o quadro é de crescimento sobre a semana anterior.

Há um aumento, comparado com sábado e domingo da semana passada, de quase 10% nas mortes, mesmo considerando apenas os dados do governo.

Não há maneira, amanhã, de ser obedecida a ordem de Jair Bolsonaro para que as mortes não passem de mil por dia, ou que cheguemos, quarta ou quinta-feira acima dos 40 mil mortes.

Estamos assistindo os epidemiologistas, entrevista após entrevista, partindo para um desesperado “salve-se quem puder”.

Estamos em um país sem governo, mas com um punhado de loucos nas posições de mando, aos quais a morte não tem valor.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

5 respostas

  1. Que bom que temos pessoas (ainda que loucos) que se assumem como tendo posições de mando neste descalabro, porque, ao fim, alguns ou muitos terão inevitavelmente de serem chamados na responsa!

  2. INVISIBILIZAR,esse crime é corriqueiro entre os fardados.
    Faz parte da genética deles ,faz parte de seu treinamento ,os “efeitos colaterais” são minimizados e para isso,FRAUDAM,MENTEM.
    A política GENOCIDA que estão levando no enfrentamento da pandemía,gera estes resultados criminosos,mas,como eles se consideram sujeitos duma casta superior,não admitem que estão errados.

    PRIMATAS DE FARDA VOLTEM AOS SEUS QUARTÉIS !!!!!
    ,JÁ FIZERAM DANO DEMAIS A ESTE PAÍS,E NÃO ESQUEÇAM DE TRANCAR OS PORTÕES..

  3. Devemos repudiar os números do governo , mas também não podemos confiar na mídia , que criou o monstro que agora engole todos , tudo menos o PT , esta ai o resultado para aprender é preciso sofrer.

  4. Caro Brito.
    Os números da covid-19 divulgados pelo Ministério da Saúde para o dia 08/06/2020 estão de acordo com os números das Secretarias de Saúde divulgados pelo CONASS-Conselho Nacional de Secretários de Saúde, em que o total de óbitos é de 37.134.
    Fonte: http://www.conass.org.br/painelconasscovid19
    As divergências com os números divulgados no portal G1 referem-se a dias anteriores em que o Ministério da Saúde divulgou os números detalhados, mas alterou o endereço onde encontrá-los.
    O portal G1 (https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/06/08/ministerio-explica-dados-diferentes-de-covid-19-e-diz-que-divulgou-numeros-errados-de-rondonia-e-do-ceara.ghtml) informa que o portal do Ministério da Saúde “retornou reformulado e com dados ínfimos, se comparado a versão anterior. Não há, por exemplo, informações detalhadas sobre cada estado – nem o total acumulado de contágios e de mortes. Ou seja, ficou igual ao boletim que o ministério passou a divulgar”.
    O Ministério da Saúde passou a divulgar as planilhas relativas à covid-19, com os mesmos detalhes contidos nas planilhas divulgadas anteriormente, no seguinte endereço:
    https://opendatasus.saude.gov.br/dataset/painel-da-covid-19.
    Basta comparar as planilhas do Ministério da Saúde com as elaboradas pelo portal G1, que não divulga suas planilhas, para encontrar os possíveis erros que ocasionam as divergências de números apontadas nesta matéria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *