“Melou” o Sisu. Justiça manda MEC comprovar revisão das notas

Aconteceu aquilo que todos sabiam que iria ocorrer desde que o MEC se mostrou perdido em relação aos erros cometidos na atribuição de notas do Enem.

A Justiça mandou apresentarem-se provas de que foi feita uma revisão geral das notas do Enem.

E, por isso, determinou a suspensão do Sisu, do Fies e do Prouni.

É o retrato da gestão – se é que se pode chamar assim – de Abraham Weintraub no MEC .

Um homem que já deveria, por mil e uma razões, estar fora do Ministério e que só está lá porque é um “baba-ovo” do bolsonarismo.

Merece ser empurrado para a borda da terra plana e ter revogado o criacionismo que o teria gerado.

Dos poucos orgulhos que carrego na vida, um é de estar sendo processado por este homem.

É o mínimo que devo à Escola Isabel Mendes, de meu primário, ao Ginásio Estadual Luís de Camões, à Escola Técnica Celso Suckow da Fonseca e à Universidade Federal do Rio de Janeiro, que me fizeram ser o que sou.

Weintraub tem de ser defenestrado, imediatamente, no MEC.

Não se pode fazer isso com 4 milhões e meninos e meninas que apostaram ali seu futuro.

Essa caricatura de ministro da Educação precisa sair já de onde está.

 

 

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

13 respostas

  1. Pobre dessa garotada; não bastasse o desumano e perverso processo seletivo ainda têm de enfrentar esse imbecil.
    Lamento, Brito, mas não é bem ele que tem de sair; viria a seguir o terceiro na escala do colombiano. Foram bem competentes no projeto de destruição ao colocar o pior de todos na pasta mais estratégica.

  2. Ministro da deseducação e da grosseria.
    O bozo deturpa tudo e todos ao seu lado.
    Senhores golpista, destruíram o país.
    Que desgraça.

  3. Que essa garotada descabeçada de hoje em dia tenha paciencia e nao faça nada q possa se arrepender. Mas se lembre de tudo isso em outubro nas urnas

    1. Não sei o que vc quer dizer com “possa se arrepender”
      Infelizmente, o movimento estudantil, que sempre foi muito ativo no passado, hoje parece estar, como todos, anestesiados. Eleições são uma aposta num futuro incerto. Lembre-se que todos os fascistas ficaram muitos anos no poder e destruíram seus países: Hitler, Mussolini, Franco, Salazar, etc

  4. Não adianta tirar o ministro se o próximo serâ indicado pelo incompetente Bolsonaro, adiantaria sim tirar o Bolsonaro. Só tirar esse ministro é como abaixar a febre e não acabar com a infecção. Estamos confeccionados .

  5. Muitos imbecis queriam um Brasil Padrão Fifa e fraudaram um impichim Tabajara e um processo fraudulento contra Lula… Torpes e Sórdidos abraçadinhos no leito carnal do Serginho Narciso Moro…
    A colheita, é Isso Daí, Táokey?… kkk!
    É só o começo do Caos da Quebradeira Geral dos Bosóminions!
    Relaxem… tá só começando! Temos 3 anos de desgoverno e palhaçadas!
    AFUNDA BRAZIL BOSÓ!

  6. Mas não vai sair não. Estamos vivendo um tempo onde a mediocridade passou a ser requisito básico para assumir um cargo importante nesse “des”governo.
    Quando parece ser impossível piorar mais, em pouco tempo temos a supresa de que ainda há possibilidade

  7. A única coisa louvável é que a esculhambação foi democrática . Atingiu o filho do dono da fábrica e o do porteiro igualmente.

    A meta politica deste governo esta sendo cumprida com louvor pois o objetivo e desconstruir o Brasil de cabo a general.

  8. “O melhor Enem de todos os tempos!”
    Imagine!
    É melhor já ir se acostumando que o prudente “é nem” acreditar no que esses mentecaptos dizem.
    Taoquei?

  9. Onde estão os estudantes deste país? Os professores? Profissionais locaisligados a educação? Porra! Esses caras já deveriam estar nas ruas!!!!!!

  10. O Brito você deve explicar para os leigos o que são estes erros no ENEN. Vergonha nacional. Mas, um Ministro da Educação que nem sabe português não era pra dar outra coisa.

  11. O Weintraub é um desqualificado, incompetente, ANALfabeto e um grandessíssimo filho da puta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.