Ministro abre inquérito contra funcionários que não foram “puxar saco”

O presidente do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade, Adalberto Eberhard, pediu demissão.

O motivo? O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, resolver abrir inquérito sobre a ausência dos servidores do ICM-Bio num evento de ruralistas a que compareceu no Rio Grande do Sul.

Para o qual, aliás, nem foram convidados.

Diz ele, segundo a Folha:

“Gostaria que os servidores do ICMBio viessem aqui participar conosco. Não tem nenhum funcionário?”, questionou Salles no microfone. “Na presença do ministro do Meio Ambiente e do presidente do ICMBio, não há nenhum funcionário aqui, embora tenham nos esperado lá em Mostardas [cidade vizinha]. Determino a abertura de processo administrativo disciplinar [PAD] contra todos os funcionários”.

É inacreditável que o Ministério Público não abra um inquérito por abuso de poder e desvio de finalidade de um ato administrativo, como a aberutra de um PAD.

Um inquérito é um ato vinculado, cuja abertura gera consequências, funcionais e morais, sobre um servidor.

Não se pode reduzir a administração pública aos anos 20, onde o servidor era obrigado a “puxar saco” dos chefes de plantão.

Essa turma é um retrocesso de 100 anos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

12 respostas

  1. É só os servidores procurarem seus direitos na justiça… OPS, esqueçi, a tal ju$ti$$a no país da cloaca só serve a golpistas de todos os matizes e a tucanos. O aébrio agradece.

  2. Talvez estejamos tendo o duvidoso privilégio de testemunharmos o mais grave erro político de nossa história com a eleição do Bolsonaro

    1. Pergunte um eleitor do BOSTOSSAURO e saberá dele que está tudo nos conformes….
      Tempos estranhos!!!

  3. Um pouco nessa pauta: governo de Minas, eleito na onda bolsonarista, inicia concessão de 20 Unidades de Conservação no Estado. Negócios, negócios.

  4. A cada dia, meu desânimo com o Brasil só aumenta. NÃO É POSSÍVEL que os integrantes do (des)governo não entendam nada de leis e civilidade. Eles não entendem até o conceito de república.
    Qualquer estudante do segundo ano da ciência do Direito, já sabe que uma decisão dessa afronta os mais basilares requisitos da Administração Pública.
    Tá lá na C.F. (art. 37), os princípios que os estudantes resumem como LIMPE:
    L egalidade;
    I mpessoalidade;
    M oralidade;
    P ublicidade;
    E ficiência.
    Mas exigir o quê de um país que ELEGE um cara que prega a ditadura e tem como “guru” um astrólogo que se diz filósofo….

  5. Depois dessa decisão do ministro Ricardo Salles de abrir Processo Administrativo Disciplinar contra os funcionários do ICMBio que não foram participar de evento ao qual não foram convidados, a saudação que o ministro mercece é : HEIL HITLER!

  6. É que o ministro falou no convite: “Convido todos os servidores que acreditam no Brasil…”.

  7. AFUNDA BRAZIL… AFUNDA RÁPIDO! SÓ ASSIM PODEREMOS COMEMORAR O RETORNO DA DEMOCRACIA!
    FUNCIONÁRIOS FISCALIZADORES COMEMORANDO COM OS CRIMINOSOS…. SERIA ESTA A PRETENSÃO DO MINISTRO?
    EXISTE ALGUM JUIZ FEDERAL MINIMAMENTE HONESTO AQUI NO SUL DO BRASIL?
    AFUNDA BRAZIL!

  8. Se não fosse por não comparecer, seria por comparecer mas não aplaudir ou seria por aplaudir mas de cara feia.
    O lobo sempre tem razão.

  9. Postura autoritária e jurássica do ministro, que não produz respeito entre os que se pretenda liderar. Também sugere incompetência, insegurança e, por que não, insensatez. Cem dias de bozo e o país se esfacelando. Vão deixar para segunda-feira? Vão deixar o quê para segunda-feira? Não há governo no país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *