Ministro confirma que militar brasileiro foi excluído de ação em Brumadinho

Este blog, ontem, botou o dedo na ferida: por que não se via militares brasileiros atuando no resgate de pessoas – ainda que apenas corpos –  no desastre da barragem da Vale em Brumadinho?

Pergunta que só hoje ocorreu à imprensa fazer e o Estadão a fez ao Ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, que respondeu candidamente que os “Militares não estão na linha de frente porque governo de MG não solicitou“.

Reproduzo, literalmente, o título pelo escândalo que representa.

O governador de Minas teria pedido, disse ele, que os militares não entrassem porque “a área é restrita, sensível e que há pouco espaço para manobra”.

General, com todo o respeito, conte outra, por favor. Ainda que Zema, por absurdo que se admita, tenha dito isto, caberia ao senhor propor uma organização que permitisse ter o máximo de socorristas atuando, em especial nas primeiras horas, quando são maiores as chances de resgate com vida.

O trecho atingido pela lama tem pelo menos 10 km de extensão e centenas de metros de largura. Não se tratava apenas de definir uma área para receber a ação militar para que não houvesse “bateção de cabeça”?

Um, dois, meia dúzia de pessoas ou de corpos resgatados para serem devolvidos às famílias já teria valido a pena.

As Forças Armadas têm unidades de elite especializadas em socorro, a mais conhecida delas o Parasar, da FAB (para, de paraquedistas, e sar, de “search and rescue”, busca e salvamento em inglês).

É óbvio que governador nenhum ia recusar estas tropas, como não ia recusar simples soldados que ajudassem, no mínimo, a ajudar numa eventual necessidade de evacuar a cidade, como aconteceu ontem, no alarme de rompimento iminente de uma segunda barragem. O que a gente via eram ruas vazias, sem homens que orientassem as pessoas, acordadas no fim da madrugada, sobre para onde deveriam ir.

Diante disso, não é nenhum delírio pensar que os militares brasileiros ficaram na retaguarda para dar destaque ao socorro de militares israelenses – muito bem vindos, é certo  – que certamente não foi o governador de Minas quem pediu, mas Jair Bolsonaro.

É inacreditável que os militares brasileiros sejam submetidos ao papel de “fantasmas-propaganda” de politicagem com Israel num desastre destas dimensões.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

86 respostas

  1. A pergunta que fica é: até quando irá a demonstração explícita de desconhecimento total da realidade brasileira por parte dos militares das 3 forças? Será que não surge no meio militar um alerta de que é IMPOSSÍVEL o Brasil aguentar que seja 4 meses desse desgoverno. Imaginar 4 anos é exercício de suicídio de uma Nação.

    1. quem falou pra vc. quie é falta de conhecimento?
      é falta de vergonha na cara

      é apenas uma forma de deixar so os Israelenses com as glórias

  2. falei ontem da falta de vergonha na cara das FFAA por deixarem outros fazer o trabalho que lhes compete

    é tudo uma grande show – um BBB* geral que assola o pais

    *BotaBostaBolsonaro (ou vice versa)

    1. As nossas forças armadas se tornaram uma instituição desacreditada, inútil e cheio de reacionários que não defendem o Brasil de forma alguma. Se for para defender o Brasil teremos que chamar as pessoas de esquerda de todos os países, pois se depender das nossas forças armadas já estamos nas mãos dos imperialistas dos EUA.

      1. General Fernando Azevedo e Silva, vocês desonram o Exército Brasileiro, ainda mais do que tem se desonrado, vocês desonram este país, vocês só têm compromissos com lacaios e traidores e se tornaram iguais, vocês abrem o espaço dos militares brasileiros para os sionistas genocidas que, dentro de sua própria casa assassinam e mutilam crianças e mulheres indefesas, enquanto bancam os humanitários para os imbecis desta nação, inclusive os militares. Vocês desonram e envergonham a nossa pátria! Onde foi que aprenderam isto? Com Mariano Cândido Rondon, com o Marechal Lott é que não foi! Que vergonha!

        1. Peço desculpas por inverter o nome do Marechal Rondon. O correto é Cândido Mariano da Silva Rondon.

    2. Os caras cruzaram o braço e ficaram aguardando o exército de Israel pra salvar as pessoas ?
      Isso é inconcebível e demonstra a capacidade dos trogloditas em fazer muita merda e não resolver nada !

    3. Desde o primeiro minuto dessa tragédia tenho dito que isto não passa de um 11/09, um WTC Tupiniquim. Havia colocado que se tratava de jogada para livrar o clã, sobretudo a Águia de Davos e o 01, que, do modo como vinham, poderiam ser varridos nos próximos dias. Não percebi que havia mais; sempre há mais. Havia essa cunha, de colocar os sionistas dentro do território nacional, a dois passos da Venezuela e em linha com seu parceiro terrorista do norte. A rapidez com que chamaram os sionistas, assassinos e mutiladores de mulheres e crianças inocentes em sua própria casa, tudo com fanfarra e gritaria no alto-falante da praça da aldeia e, ao mesmo tempo, impedindo a ação de tropas brasileiras altamente qualificadas e aquarteladas próximo à região, se não desperta, no mínimo, a curiosidade de quem pensa, então é melhor mesmo desistir deste país. Os militares sionistas desceram do avião e, em lugar de se postarem, imediatamente, para serem conduzidos, com a urgência que a situação requeria, ao palco do 11/09 de Pindorama, juntaram-se em festiva formação, diante do avião do exército israelense para uma “foto histórica”. Nesse ínterim, esgotava-se o tempo precioso, que não era aproveitado pelos “valorosos” militares tupiniquins para a busca de vítimas ainda vivas, quando um minuto significa morte; mas, dos nossos não se esperava nada mesmo. É o que eles sabem fazer melhor. O que está acontecendo? Será que, diante desses sinais, que gritam, ninguém se atreve a questionar Brumadinho? Por que, de repente, a Águia de Davos, o 01 e o Carluxo desfilam sua arrogância, após andarem com o rabo entre as pernas? Por que o EB retirou-se de sua competência, abrindo o flanco para a corja israelense. De repente se tornaram despreparados, desconhecedores do terreno e, quem sabe, passaram a ter medo de cobra? Passo a ter profundo sentimento de vergonha deste país e de seu exército.

      1. as FFAA foram isso desde sempre
        junto com o judiciário, é a vergonha nacional – só sabem dar golpe

      2. O hospital onde o Coiso foi operado é da comunidade judaica paulistana… muitos tijolinhos para montar… ainda não entendi no que isso tudo deveria chegar…

      3. E eu, ao contrário de você, vi apenas a Venezuela como foco dos sionazis: nem pensei numa manobra de salvamento, agora evidente, da famiglia Bozzo.
        É, sempre tem mais…

    4. O general Mourão sabe perfeitamente que houve uma exclusão de bombeiros e militares brasileiros no trato do caso. Houve uma exclusão, justamente para que os bolsonarianos pudessem tentar fazer um “espetáculo geopolítico” com seus amiguinhos de Israel. Coisa muito séria, bolsonarianos metem os pés pelas mãos e pensam que podem fazer tudo o que bem quiserem, inclusive em hora tão terrível para o país. Chamar israelenses para fazer espetáculo em Brumadinho, realmente, é coisa de menino levado que pegou o cetro para brincar de Rei. Ou será que a intenção era mesmo ocultar muita coisa aos olhos brasileiros? E o General ainda coloca a responsabilidade pela ausência do Exército nas operações de busca e salvamento, nas costas do governador de Minas, que bem merece a sova, um homem estranho ao próprio povo que foi levado a elegê-lo. Mas quanto aos israelenses, o General ainda tenta justificar sua presença falando que são “especialistas” e quase dizendo que no Brasil só existem amadores que não saberiam lidar com tamanha catástrofe. Especialistas? Os israelenses? Em quê, exatamente? Talvez em cavucar a areia do deserto, mas nunca em cavucar a lama grossa, que já começa a fazer parte de nosso cotidiano. Nessa, seremos nós em breve os grandes especialistas. Todo e qualquer aparelho de busca, inclusive cães, que os tais israelenses tenham, os bombeiros e militares do Brasil têm igual e talvez muito melhores. O General deveria ter passado a trator por cima do tal governador e, alegando que se trata de problema nacional, ter mandado a ajuda séria que ficou faltando, dentro de um gerenciamento de crise que incluísse a varredura de matas e cerrados. Apelar para um inexplicável complexo de vira-latas, a estas alturas dos acontecimentos, não pode ser explicado nem justificado.

      1. é evidente que foi um grande show para levantar a bola de Israel

        eles são especialistas em matar – essa é a verdade

      2. Militares israelenses são especialistas em calcinar com bombas de fósforo crianças palestinas e sua mães, sob o guarda-chuva fétido da benção eterna de Washington.

        1. Roubar terras alheias também, quiça não estão mapeando Brumadinho para a turma evangélica do Bolsonaro, tomar terras usando a babaquice da “TERRA PROMETIDA” da bíblia. Vergonha um governo desses…Nossa, que tranqueira vamos ter que tolerar por 4 anos.

      3. Depois de expulsar os cubanos do Mais Médicos, um crime contra o povo, traz israelenses que não ajudaram em nada na lama. Outro crime. Teatro.
        Impedindo a participação imediata dos especialistas das Forças Armadas Brasileiras, acostumadas com o terreno. Outro crime.
        Tudo ideologia barata de direita.

      4. Na verdade, quando o comandante dos “especialistas” sionistas foi fazer uma vistoria do terreno, atolou-se na lama até o umbigo e precisou ser socorrido(!). Eu vi na TV aberta, não foi na web, sujeita a fakes, não.

  3. O exército brasileiro está infiltrado em movimentos sociais, atrás do Fórum de São Paulo, no MST, MTST, na CUT entre outros.
    Pregando invasão na Venezuela, e afinal, é o povo em Brumadinho que está se ferrando.
    Devem estar conversando com os enviados de Israel.

  4. Soldados israelenses muito bem vindos uma ova. Requião é que está certo eles vieram para invadir a Venezuela.

    1. Eu discordo de Requião. Eles vieram acertar detalhes da venda de armas e equipamentos para o Bozo e seus milicianos. O resto é figuração.

  5. Forças armadas de outros países e nenhuma presença do próprio????? que piada é essa??? cadé os nossos “patriotas” de coturno??
    Eles sim são chamados e comparecem felizes, quando se trata de reprimir ,controlar e se necessário matar os seus compatriotas,os que pagam seu salário.Pra que queremos essa bosta ???
    Mas,aquele video das sirenes tocando na madrugada ,É UM ABSURDO.
    A troco de qué as pessoas tem que passar por isso??? o lucro dos empresários ?? por que aceitamos um demência dessas???
    NÃO EXISTE ACIDENTE ,AS DESGRAÇAS ACONTECEM PORQUE ALGUÉM DEIXOU DE FAZER O QUE DEVERIA SER FEITO.
    Apliquem isso a qualquer fato chamado de acidente e perceberão que SEMPRE EXISTEM CULPADOS,portanto não existe o acidente É NEGLIGÊNCIA.
    A Vale é uma empresa GENOCIDA,fossem punidos seus diretores com cadeia no caso de Mariana não teria acontecido o segundo fato.
    E Mariana não teria acontecido se IMEDIATAS punições severas fossem o castigo à desídia dos empresários.

  6. Acho que tem outro problema ai, no desastre de Mariana a Samarco tinha total controle do território e dificultava a ação de agentes externos. A defesa civil de Mariana funcionava sob comando da Samarco. Não me espanta se a negativa para o envolvimento do exercito não tenha vindo da Vale.

  7. Meio off-topic (mas talvez nem tanto, devido ao estado de golpe): PARA-SAR, esse nome me lembra aquela suposta divisão que, quando não tinha coisa melhor pra fazer, se engajava em operações de bandeira falsa, como a do Gasômetro, explosões de barragens ou “simplesmente” jogando pessoas ao mar.

  8. Querem ganhar bem, mas trabalhar não. É é simplesmente ridículo vir soldado de Israel e os outros estados do Brasil não fazerem nada.
    A justiça só vem tirando o dela da reta. Até hj não deu em nada o acidente de 2015.

  9. Lembrando que o “novo” governador de Minas só se elegeu por causa da onda do traste federal. Ou seja, são amiguinhos. Imagina se não fossem.

    1. Este governo foi eleito porque o outro era ruim demais. Incompetente, ladrão e não se preocupava com a segurança. O povo então, sabedor da certeza da merda que seria se o PT ganhasse as eleições. Escolheu a incerteza.

          1. Bobão, eu respondi ao coxinha Antonio Palhares. Mas não faz falta.

      1. Incerteza? Foi suicídio. Não faltou aviso. E ai de mim se duvido da inteligência de quem foi à urna em outubro. Muito Datena na cabeça? Pode ser. 18 minutos reservados no JN para falarem todos os dias “Fora PT”, “ PT corrupto”, “Lula Ladrão”, “PT de merda”, “malditos comunistas”? Com toda a certeza. Se eu ouvisse 18 minutos por dia de Bonner provando que Bruna Marquezine é uma baranga nojenta caidaça, eu estaria jogando pedra na coitada em questão de dias, que esperar do cidadãozinho comunéssimo viciado em rotininhas, que não ficou dias, mas DÉCADAS ouvindo “o PT é ruim demais”?

      2. INCERTEZA??? com o PSL um partideco REPRESENTADO pela CASTA que sempre MANDARAM E DESMANDARAM neste país, a única diferença é que colocaram religião no meio.

      3. Você é só mais um alienado que foi feito de massa de manobra pra culpar o PT de todas as mazelas ocorrendo neste País, essa a única certeza! Merda de verdade foi o que conseguiram colocar nessa sua cabecinha que se recusa a pensar!

  10. Além dos militares brasileiros das Forças Armadas, devemos observar que, onde há possibilidades de existirem mais corpos, nas áreas administrativas e no restaurante da Vale (fala-se em cerca de 140 corpos, mais da metade dos considerados desaparecidos), onde certamente as pessoas estavam entre quatro paredes, de alguma forma confinadas, os especialistas brasileiros nesse tipo de salvamento não se interessaram em atuar. Há um rígido controle das ações desenvolvidas pelas autoridades. Até parece que estão deixando essa área, o filé mignon (perdoem é o melhor termo para expressar o que desejo dizer) para os israelenses comprovarem sua competência e dos equipamentos que obviamente querem vender.

  11. Fernando Brito,

    Ao contrário de você, não considero bem-vindas ao País em que nasci e em que vivo tropas militares de um Estado sionista e terrorista como este com que os Bozos e comparsas se relacionam em negociatas e para que aqui finquem uma base militar, visando invadir um país-irmão, a Venezuela, de quem os EEUU e seus protetorados (dentre os quais esse Estado sionista e terrorista) querem roubar o petróleo e outras riquezas naturais, com o falsíssimo argumento de “defesa da democracia”. Bozo-pai e outros criminosos desse clã são aliados sabujos do Estado sionista e terrorista; a vinda das tropas estrangeiras visa também resguardar o governo do clã criminoso de um eventual auto-golpe do generalato golpista, como a sutileza do general cafuso já deixou claro ser uma possibilidade real.

    1. Ideia interessante. Como voce acha que o exercito israelense pode proteger o Bozo de um auto-golpe ?

  12. Além dos militares brasileiros das Forças Armadas, devemos observar que, onde há possibilidades de existirem mais corpos, nas áreas administrativas e no restaurante da Vale (fala-se em cerca de 140 corpos, mais da metade dos considerados desaparecidos), onde certamente as pessoas estavam entre quatro paredes, de alguma forma confinadas, os especialistas brasileiros nesse tipo de salvamento não se interessaram em atuar. Há um rígido controle das ações desenvolvidas pelas autoridades, foi criado até um Gabinete de Crise. Até parece que estão deixando essa área, o filé mignon (perdoem é o melhor termo para expressar o que desejo dizer) para os israelenses comprovarem sua competência e dos equipamentos que obviamente querem vender.

  13. não da pra comparar o nível de treinamento, militar israelense treina com corpos reais, de crianças Palestinas.

    … só pra mim ta ficando bem desagradável fazer parte deste pais?

  14. Lula criou uma força nacional de csi, peritos das polícias civis, uma de policiais militares e outra de bombeiros para entrarem em ação rapidamente em casos assim. A necessidade de uma força de peritos e outra de bombeiros já tinha ficado evidente no episódio de Santa Catarina ‘desmanchando’ e no da serra fluminense. Mas parece q só a de PMs ‘pegou’. São os bombeiros os mais indicados, eles q lidam com gente soterrada o ano todo especialmente em tempos de chuvas. Nenhuma outra força tem essa qualificação e experiência. Uma unidade federativa empresta para a outra em caso de necessidade.Óbvio q quando se trata de salvar vidas qualquer ajuda é bem-vinda mas sempre, em momentos de situações agudas fica evidenciado a nossa devoção ao despreparo e ao improviso. Outro aspecto presente é a promidade das empresas mineradoras e alguns políticos mineiros. Pimentel do PT deu entrevista à imprensa quando aconteceu o caso de Mariana não do seu fausto gabinete – mandado construir pelo faraó Aécio para q dele se lembrassem por toda a eternidade -, nem foi do local da catástrofe mas sim foi de dentro da sede da empresa e num tom q deu a impressão de ser o de pôr panos quentes. Pegou mal e não foram poucos os q repararam. Agora vem o outro (o substituto de Pimentel) q ninguém sabe quem é nem de onde saiu tb com um comportamento meio esquisito tb…

  15. Forças Armadas brasileiras, hoje, só tem três funções: ameaçar STF; fazer vistas grossas para o entreguismo do último e atual governo e defender seus privilégios diante da Deforma da Previdência. General Lott, deve estar revirando-se em seu túmulo.

  16. Já havia comentado que o exercito brasileiro foi humilhado, porque disse isso, não era bom o entendimento que um exercito com experiencia no terremoto do HAITI, fosse jogado de lado dessa forma e trazer o exercito de “deus” judeu desmerecendo nossas forças armadas, eu entendi assim e tem mais, esse exercito já atuou em diversas calamidades parecidas, não havia razão para essa desfeita humilhante, e que tinha condições de em poucas horas estar lá salvando vidas, mas a propaganda religiosas de despreparados no poder falou mais alto, o exercito deveria ter ido na marra a razão era justa, eram brasileiros soterrados na lama, a mesma lama que os atuais governantes estão até o pescoço, me vala Rio das Pedras de São Queiroz com cheiro de alfaZema.

  17. Boa tarde Brito, isso é jornalismo. Alguns Bolsonaristas não estão acreditando, um sobrinho meu disse que queria ver as informações no original. Você pode dar o link, pois procurei e não achei. obrigada

  18. O militares israelenses são preparados para procurarem corpos vivos embaixo da terra e celulares carregados. Mas de palestinos vivos enfurnados em túneis da resistência, não de vítimas mortas embaixo da lama. No mais farão o que qualquer soldado brasileiro com bom senso e um cão treinado faria.

  19. Olha, pelo que sei o PARASAR, através de seu comandante à época, o capitão Bandeira, se não me engano, conhecido como capitão Macaco, negou-se a participar de atos terroristas engendrados pelo general Bournier, um dos próceres da ditadura militar. O plano era bombardear instalações da PETROBRAS, com a possível morte de centenas de civis, e culpar a esquerda para ter um justificativa de fechar mais ainda o regime ditatorial, que ainda não tinha chegado AI-5. A negativa do Comandante do PARASAR, que existe para salvar vidas e não tirá-las, como teria alegado o capitã, causou-lhe a expulsão das FAs. O crime contra ele cometido só foi ser corrigido com a lei da anistia, décadas depois, me parece após sua morte. Este sim é um dos verdadeiros heróis das nossas FAs.

    1. Muito bem lembrado. Mas na reportagem da Veja na década de 80 (quando ainda dava para ler Veja) o alvo escolhido era o Gasômetro do Rio. Houve uma explosao de gasômetro em Santos, em fevereiro de 1967 – oficialmente nao morreu ninguem, mas centenas de casas foram destruidas. Acidental? Nao sei. Talvez a ideia de usar o gasômetro tenha sido tomada observando-se o estrago em Santos. O tal general queria 2 mil mortos. Graças a Deus havia humanos no comando do PARASAR na época.

    2. Caso do Gasômetro: Viva o grande militar da FAB, o herói brasileiro capitão Sérgio Ribeiro Miranda de Carvalho!

      “Considerado um dos mais obstinados e admirados oficiais do esquadrão Para-Sar da Força Aérea Brasileira, em 1968 “Ele se recusou a cumprir ordens do brigadeiro João Paulo Moreira Burnier, que tinha o plano de explodir o gasômetro do Rio de Janeiro e dinamitar uma represa. Apenas a explosão do gasômetro, planejada para ocorrer na hora do rush, mataria em torno de 100 mil pessoas. A culpa seria atribuída aos comunistas, o que legitimaria uma verdadeira “caça às bruxas”, com o apoio da opinião pública, que seria devidamente preparada para apoiar esse endurecimento do regime. Perguntado por Burnier se concordava com o plano, Sérgio respondeu: — Não. Não concordo. E enquanto eu estiver vivo isso não acontecerá. (…). Não me calo e darei conhecimento de tais fatos ao ministro. Na lista dos alvos, estavam Carlos Lacerda, Juscelino Kubitschek, dom Hélder Câmara e o líder estudantil Vladimir Palmeira (Seriam sequestrados e assassinados). A denúncia foi repercutida pelo jornal Correio da Manhã e Sérgio conquistou o apoio do brigadeiro Eduardo Gomes. O caso, no entanto, foi ignorado pela Aeronáutica, e Sérgio acabou reformado pelo AI-5, perdendo a patente e o meio de vida. Em 1985, recebeu a primeira homenagem pública desde que foi cassado, tendo o título de “Cidadão Benemérito do Rio de Janeiro” concedido a ele pela Assembleia Legislativa. Em 1992, o Supremo Tribunal Federal reconheceu os direitos do capitão, estabelecendo que ele devia ser promovido a brigadeiro – posto que teria alcançado se tivesse permanecido na Aeronáutica. Sérgio morreu de câncer em 1994, sem ver sua patente reestabelecida ou receber a promoção a que tinha direito. Mas em 1997, a família de Sérgio foi indenizada pelo governo com o valor relativo às vantagens e soldos que ele deixou de receber entre os anos de 1969 e 1994.” https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A9rgio_Ribeiro_Miranda_de_Carvalho

      1. Por aí você vê que nossas FFAA, infelizmente, adoram um “atentado”. Por isso, provavelmente, não expulsaram Bolsonaro quando este planejou um. E ainda há quem diga que é tudo “teoria da conspiração”…

        1. Riocentro, nao esqueçamos… as bancas no RJ… a bomba na OAB… sim, a mesma OAB que hoje se alinha com essa corja…

      2. ???????????????????????????????????????? Brasileiro de verdade. Exatamente o contrário desses lixos que fazem as manchetes de hoje em dia.

      3. ???????????????????????????????????????? Brasileiro de verdade. Exatamente o contrário desses lixos que fazem as manchetes de hoje em dia.

  20. milico brasileiro só serve para oprimir quem defende a soberania do brasil que são os militantes de esquerda!! parem esquerda brasileira de idolatrar esses entreguistas de farda!!!

  21. Deixa ver se entendi… o Governo Militarizado Brasileiro impediu que nossas forças armadas, treinadíssimas em missões de resgate em areas devastadas, resgatassem cidadãos brasileiros em território nacional, enquanto chamavam um exercito estrangeiro para fazer isso, chutando qualquer chance de sucesso para o Dia de São Nunca e deixando claríssimo que não confiam na competencia da tropa? Pergunta que nasce dessa: se pra fechar o STF pecisa de um soldado e um cabo, quantos fuzileiros são necessários para realizar um impeachment?

  22. Ficamos indagando? Porque pedir ajuda a Israel, enquanto temos uma elite de profissionais só nossos. Ese Governicho é um tremendo fracasso.

  23. “Parasar” do Brasil, nossos milicos não valem m….. nenhuma.
    Um segundo tenentinho borra bosta, que não produz um único prego para o Brasil no ano inteiro, ganha 8000, mais penduricalhos, que é quase outro tanto.
    Se vão fazer Estado Mínimo,que comecem acabando com os inúteis militares brazucas, que precisam pedir penico para o exército israelense, até numa operação simples de procurar corpos soterrados em área plana.

  24. Li notícia no UOL de que dos equipamentos que os israelenses trouxeram nenhum se aplica a esse tipo de desastre. Ou seja, 16 toneladas que não servem para nada.Os caras vao ser usados como mão de obra. Que mico, capitão. O senhor não dá uma dentro. Tomara dentre as 16 toneladas não tenha nada suspeito em relação a Venezuela porque se tiver o senhor cai.

  25. Militares trabalhando??? Mas já estão cansados os milicos, cansados de chutarem porta de barraco lá no Haiti e depois no Rio de Janeiro, sem falar na duras nos lanches dos meninos indo para a escola.

  26. O sionismo é mesmo uma merda, uma perda, de tudo: valores (humanistas), consciência, razão… E ainda tem gente do lado progressista que ajuda (a espalhar esse, como o militarismo, câncer da humanidade)… Que lástima, Chico Paulo, diria o bom (mas direitista, conservador, embora não retrógrado) jornalista Deoclécio Dantas, falando, nos anos 70, para o operador de áudio da Rádio Pioneira (de Teresina).

  27. Triste é ver o povo se quebrar , pagar impostos e manter estas Forcas Armadas….flanelinhas dos sionistas !

  28. Eis que descobrimos mais uma, o tal ZEMA é totalmente manipulável e por sinal está altamente perdido.

  29. Independente da participação das FFAA ou não nos resgates, o Brasil vai melhorar. #Bolsonaro2022

  30. Vai ver estão treinando para invadir a Venezuela, e assim, satisfazer o demônio do norte. Mas a unidade de elite PARA-SAR não é aquele que panejou a explosão do gaseoduto do Rio de Janeiro no final dos anos 60? Cada vez mais eu acho que, as “forças armadas” deste pais, servem mesmo é para travar guerras contra o seu próprio povo. http://observatoriodaimprensa.com.br/caderno-da-cidadania/_ed699_correio_da_manha_foi_decisivo_no_caso_para_sar/

  31. O país tá sem comando!
    Os EUA colocaram um idiota na presidência, que parece mais um YouTuber adolescente, para ficar vomitando merda o dia todo nas redes sociais, distraindo os incautos!

  32. O Bozzo, estreitando demais as relações com o NAZI SIONISMO, está levando o Brasil para uma tragédia anunciada.
    Em breve também seremos alvos de radicais islâmicos e do boicote comercial das nações árabes, nossos grandes parceiros no Oriente Médio.
    Tudo isso pra agradar a malta safada dos líderes neo pentecostais e a crentaiada acéfala que segue os estelionatários da fé.
    Estramos caminhado a passos largos para o abismo.
    Se continuarmos assim, em breve o Brasil deixara de ser Brasil e se afundará numa luta fratricida.
    Quem viver, verá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *