Mirar nos filhos, acertar no Jair: a estratégia de Dória para 2022

A máquina de João Dória entrou em ação.

A estratégia é clara: atirar nos filhos do presidente e acertar em Jair Bolsonaro, mas sem atacá-lo pessoalmente.

Alexandre Frota e Joice Hasselman funcionam como pontas de lança do esquema.

Júnior Bozzella, deputado federal por São Paulo, faz o meio-campo com a ala bivarista do PSL.

E a Istoé solta os podres – muitos – dos “meninos do presidente”.

Hoje, publica que os gastos com as passagens da lua de mel de mel do casamento de Eduardo Bolsonaro foram pagas com o dinheiro do fundo partidário.

“Dudu” havia dito , antes, que “um empréstimo para ir passar a lua de mel nas Ilhas Maldivas“, um paraíso entre a Índia e o Sri Lanka.

Como as passagens para lá, por cabeça, ficam entre R$ 8.500 (KLM, 57 horas de viagem, classe econômica) e R$ 42.500 (Emirates, 23h de viagem, classe executiva), o mimo pode ter custado até três meses de salário de deputado federal.

O barraco do PSL vai, pelo visto, virar um bangalô sobre atóis no Oceano Índico.

Onde só as águas são transparentes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

12 respostas

  1. Será divertido as serpentes se devorarem entre si. Dória é tão traíra que é capaz de trair a própria mãe…..

  2. Dalagnol disse hoje que nenhum princípio da Constituição é absoluto. Vai estudar Dalagnol. Como é que você passou no concurso para procurador? Os direitos e garantias fundamentais são absolutos sim. É por isso que são cláusulas pétreas e não podem ser objetos nem de emenda constitucional. Você e o Moro não são dignos de exercer seus cargos. Não sabem nem o que consta do texto constitucional quanto mais da lei. Você estão distorcendo a Constituição para manter um único homem preso para implementar um projeto de poder. A prisão de Lula é política sim e todo esse frenesi de vocês é por causa dele.

    1. Quer saber como putanhol passou no concurso? É fácil. Papai já era mamateiro. Dallagnol prestou concurso quando não tinha os requisitos mínimos exigidos: dois anos de experiência trabalhando no direito: prestou concurso assim que saiu da faculdade. E o apreço por papai impediu que ele não fosse nomeado pela corporação, quando esse detalhe veio a ser questionado. Papai foi o advogado a representar filhinho na açao movida contra o próprio MP, para que a criatura pudesse prestar o concurso na contra-mão do que diz a lei. Então ele é prova viva de que nenhum princípio da Constituição é absoluto: desde o começo da carreira já não faz valer a lei quando não lhe convém.

  3. Então o governo quer ir a justiça para manter calada a turma que foi convocada para depor na CPMI das fake news? Ora, isso é confissão de culpa, né não. Se o que eles têm a falar pode comprometer o governo é porque o governo é sujo.
    A propósito, o capitão está doidinho para colocar em prática sua veia autoritária caso haja manifestações como estão ocorrendo no Chile.

    1. Querida Sandra, a justiça fará exatamente o que o Bozo mandar. não há honra no judiciário brasileiro.

  4. Outro eleito como emissário da nova política e como combatente feroz das regalias e gastanças às custas do erário, arauto da defesa do contribuinte e promessa de construção de um novo Brasil foi Fernando Collor de Mello, o Caçador de Marajás.
    Além das similaridades com o Clã do Bozo, como os amigos e parceiros atolados em falcatruas e a avidez por maracutaias, Collor também era chegado ao turismo em lugares paradisíacos,aliás, sobre os quais seus incautos e lesados eleitores sequer ouviram falar.
    Dudú e senhora foram às Maldivas e Collor e senhora para Seychelles.
    É lícito e provável que terão 00, 01, 02 e 03, ao fim e ao cabo, todos, o mesmo destino. Acabarão na lata de lixo da história enrolados com a Lei.

  5. As campanhas presidenciais tem sido marcadas por candidatos fracos e mentirosos. Pelo visto isso vai se manter.

  6. o que se comenta é que ele não foi aprovado no concurso. Assumiu por força de uma liminar que nunca foi julgada.

  7. A direita e a extrema direita estão cheias de gás, e fazem de conta que a esquerda não existe mais, foi liquidada pelas mentiras da mídia louca e de sua aliada Lavajato. Vão todos para o fundo do saco. Não haverá Hucks, nem colunistas sociais, nem qualquer outra enganação que a direita engendre, que consiga evitar a estrondosa vitória dos partidos progressistas na eleição de 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *