Molecagem de Guedes e do Coaf esconde investigação sobre Greenwald

 

A notícia de que Paulo Guedes e o Coaf deram uma de “Rolando Lero” e responderam à intimação do Tribunal de Contas sem confirmar ou negar que se esteja sendo feita uma investigação sobre as movimentações bancárias do jornalista Gleen Grenwald, do The Intercept, não merece outro nome senão o de molecagem.

Ambos são autoridades públicas, com dever de lealdade e obrigação de informar corretamente ao pedido, feito por iniciativa do Ministério Público junto ao TCU.

Estão se conduzindo, porém, como quem quer deixar uma suposta investigação no ar para intimidar o jornalista que está revelando os podres do ex-chefe do Coaf, Sérgio Moro.

É provável que uma medida judicial seja proposta contra Guedes no Supremo, porque o art. 5° (inciso XXXIV, alínea b) da Constituição assegura o direito a qualquer pessoa de ser informada do que há sobre elas em repartições públicas, “para defesa de direitos e esclarecimento de situações de interesse pessoal”.

Essa suposição está sendo usada pelas matilhas bolsonaristas para ameaçar e tentar desmoralizar os jornalistas, transformando o Estado em suposto promotor de uma caçada a Greenwald.

E torna, portanto, Paulo Guedes cúmplice, na prática, desta turma de bandidos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

14 respostas

  1. Impressionante é como a dinâmica se alterou.
    Os então endeusados desceram à planície e estão encarando a realidade que impuseram aos perseguidos. Tomara que o rio siga seu curso.

  2. ——E torna, portanto, Paulo Guedes cúmplice, na prática, desta turma de bandidos.—–
    MAS,O PAULO GUEDES É BANDIDO !!!!!!,ASSIM COMO TODO COLABORADOR DESTA QUADRILHA QUE HOJE ESTÁ NO PODER.
    BANDIDOS,NADA MAIS DO QUE ISSO.

  3. Ele não é “cúmplice de bandidos”, ele é um dos mais perigosos facínoras da quadrilha do miliciano-chefe. É bandido na exata acepção do termo.

  4. Guedes é pior que bolsonaro. Este um idiota, aquele um destruidor louco.
    Guedes conseguiu ser pior que ernesto, damares, salles e generais do cabide de emprego do bozo.
    Moro é um caso à parte.

  5. Temos que defender os jornalistas do Intercept, como ademais todos os jornalistas, independente de linha política, pois é capaz que até o Reinaldo Azevedo sofra perseguição. Não esqueço o que Moro fez com o blogueiro Eduardo Guimarães e a delegada Erika com o Marcelo Auler. Mas não foi só, há outros casos. Os movimentos deviam chamar uma manifestação “Em defesa do Glenn e da Liberdade de Imprensa” + “Anulação julgamento Lula” – – – ***acabei de ver que Marcelo Auler ganhou pela 2a vez da delegada Erika na justiça, fico contente

  6. A canoa vai virar e quando isso acontecer não haverá mais espaço pra política de acomodação de classes, muito menos apaziguamento no conflito de classes iniciado por nossas elites e classe média sabuja. Haverá sim, o pagamento justo pela conflagração social. A melhor saída para a paz neste país está presa.

  7. Os bandidos cometeram varios crimes e o dono da farmácia é quem vai ser investigado por não ter colocado a fechadura da marca recomendada pela polícia? Kkk… É o fim! Como regredimos tanto em tão curto espaço de tempo?

  8. O Paulo Henrique Amorim, do Conversa Afiada, já tem vários processos movidos contra ele, por essa malta lambe botas e fundamentalistas imbecis da lava jato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.