Moro não basta. Bolsonaro quer colocar ‘compadre’ comandando a PF

O Globo abre manchete agora à tardinha para o que seria a intenção de Jair Bolsonaro de recriar o Ministério da Segurança Pública, para entregá-lo a seu amigo Alberto Fraga e retirando de Sérgio Moro, entre outras, a prerrogativa de dirigir a Polícia Federal.

Bolsonaro, diz a repórter Natália Portinari, esperava a absolvição no Tribunal de Justiça do Distrito Federal de Fraga de uma acusação de recebimento de propina pela qual havia sido condenado em primeira instância. o que aconteceu no dia 12 de setembro, recvebendo uma pena de 4 anos, 2 meses e 20 dias de prisão em regime semiaberto.

Além de tirar poder de Moro, a mudança permitiria ao governo Bolsonaro endurecer ainda mais seu lado repressivo, além de aumentar as chances de fazer passar no Congresso medidas autoritárias, pois Fraga foi um dos coordenadores da “bancada da bala” na Câmara.

Além de, no entender do presidente, ter um perfil que “disciplinaria” a PF em casos que pudessem respingar sobre o “Mito”.

Fraga confirma a sondagem para integrar o governo, mas não a ideia do ministério.

Moro, depoisde suas recentes declarações de amor a Bolsonaro vai reagir a isso?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

7 respostas

  1. O ASNO QUER TIRAR DE MORO—-O DELINQUENTE—– ,O PODER QUE ESSE BANDIDO TEM DE BESBILHOTAR ILEGALMENTE NA VIDA DE SEUS POTENCIAS INIMIGOS NA LUTA PELO PODER DENTRO —DA QUADRILHA——.
    CORTARAM AS PERNAS DO BANDIDO ,SÓ FICAM OS CONTATOS EXTERNOS DE SEMPRE —-CIA,NSA,E TODAS AS AGÉNCIAS–PARA CONTINUAR FAZENDO O SEU “TRABALHO”,…ACABAR COM O BRASIL.
    MORO FDP !

  2. A diferença é que Alberto Fraga (que conheci qdo no DF) é mais burro, e mais grosso que o patife de Maringá. Vamos ver qto dura esta brincadeira.

  3. Para quem dizia apopleticamente que o PT aparelhava o estado para colocar companheiros no lugar dos servidores é de uma cara-de-pau sem qualquer limite….
    Faz ainda pior… MUITO PIOR…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.