Navio grego: PF acolheu relatório inconsistente que Ibama rejeitou

No G1, descobre-se, afinal, quem fez as autoridades brasileiras se submeterem a um vexame com a “identificação” do navio grego Bouboulina como o responsável pelo vazamento de óleo que ainda atinge as praias do Nordeste e algumas no Sudeste do Brasil.

É a onipotente Polícia Federal que, como aconteceu com Antonio Palocci e com Sérgio Cabral, apoderou-se de algo que os especialistas achavam imprestável e transformou um relatório privado, rejeitado pelo Ibama, para levar o Brasil e sua Marinha a uma acusação que não prosperou e acabou por atrapalhar a já difícil missão de identificar a causa do derrame de óleo.

Uma empresa privada de dados georreferenciados – a Hex Tecnologias Geoespaciais – apresentou ao Ibama um relatório com as supostas informações sobre uma mancha de óleo em meio ao Atlântico e tentou receber por ele. Como o Ibama rejeitou o trabalho por considerá-lo inconsistente, a empresa foi com o papelório do lugar onde sabe que lixo, se tiver potencial escandaloso, é sempre bem vindo: a Polícia Federal.

A partir daí, claro, a coisa tomou ares oficiais e culminou com a acusação ao navio grego.

Como filho feio não tem pai, a empresa agora se defende dizendo que “as investigações, encaminhamentos e conclusões possíveis serão sempre das autoridades brasileiras competentes” e que se limitou a entregar imagens do que achava serem manchas de óleo – e segundo o Ibama, são variações cromáticas produzidas pelo grau de clorofila em algas marinhas – e listar os navios.

Ainda que tenha sido de boa-fé, nada explica que as autoridades brasileiras tenham, com isso, “cravado” a culpa em uma embarcação contra a qual nada seria provado.

Nem que o Brasil, cheio de grandes especialistas em análises de imagens de satélite, como os do Inpe que Bolsonaro maldiz, fique sujeito a se expor, por obra e graça de policiais todo-poderosos, a uma vergonha perante o mundo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

4 respostas

  1. Ate quando a outrora respeitada Policia Federal vai se submeter a ser a inteligentsia de um governo que cultua o obscurantismo? Será que não tem ninguém la pra dizer que estão cumprindo um papel ridiculo? Que saudades da outrora confiavel Policia Federal dos governos petistas ? Hoje, ela disputa o troféu Brucutu com as policias militares estaduais. Estarão querendo mostrar serviço pra tomar o lugar das milicias no coração do Big and Dumb Brother?

  2. PQP!!!! A que grau de vexames esta chegando a nossa ex-briosa Polícia Federal!!! Revoltem-se contra isso, baixo-clero da PF!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *