Moro, o exterminador de instituições

O jornalista Glenn Greewald recupera, no Twitter, trechos de diálogos entre procuradores da Força Tarefa, divulgados há um mês e meio, para mostrar que até eles – com a exceção solitária de Deltan Dallagnol- sabiam que aceitar oferta de Bolsonaro para ocupar o Ministério da Justiça “não apenas forçaria [Sergio] Moro a engolir humilhações, mas também destruir a reputação dele e o legado da Lava Jato”.

E observa que o que não sabiam é que isso se daria tão rápido.

Da minha parte, acho que não imaginavam que a força corrosiva da politização das instituições que a Lava Jato exerceu fosse se espalhar por tantas instituições, fazendo com que perdessem credibilidade e poder.

É longa a lista.

O próprio MP, completamente privado de suas tradições de autonomia, com uma dezena de “candidatos” a PGR procurando leiloar suas ideias e os cargos de 2° escalão para cair no gosto do “Mito”.

O Coaf, que vai virar uma salinha burocrática no Banco Central.

A Receita Federal, ameaçada de ser retalhada em postas e sofrer influências políticas na escolha de chefes e até de chefetes regionais.

Como ameaçada está a Polícia Federal que, se não for agora, já está “marcada na paleta” pelo ex-capitão para ser enquadrada em seu esquema de cumplicidades.

E, finalmente, o Judiciário, que jamais estaria passando por esta polêmica – em grande parte exagerada e falsa – do “abuso de autoridade”, não tivesse Moro praticado (e estimulado outros juízes a praticarem) tantos e tão chocantes abusos, ele próprio.

Ninguém, em toda a história, fez tamanho estrago institucional.

Agora, está sumido, pois perdeu seu potencial de intimidação e, ao contrário, está intimidado.

Condenado a obedecer ao senhor que criou, é um zumbi de seu próprio feitiço.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

8 respostas

    1. Os bolsominions estao dizendo que vao encher as ruas dia 25 pra impedir que Lula seja solto dia 27. Nao é engraçado o desespero dessa gente?

  1. O canalha, pilantra e bandido Sergio Moro, o Marreco de Maringá, está cada vez mais se aproximando do seu fatídico destino de Savonarola. Espero que não demore muito este acontecimento.

  2. BREVES APONTAMENTOS DE [MAIS] UM SÁBADO EM ‘COCOLÂNDIA’, “O Reino das Aberrações”!
    [A desordem das anotações não são meras coincidências!]

    1- Eu já estou de saco cheio de ficar ouvindo este blábláblá da esquerda, enquanto o presidente Lula permanece em prisão perpétua na nossa barba!
    Ação é a palavra de ordem!
    Traduzindo: o presidente Lula somente será libertado quando o povo acampar na porta da Globo!
    Somente aí as portas do STF se abrirão!

    2- Quem tem de tomar impeachment é a Globo, o maior câncer do Brasil!
    Bolsonaro quem?
    ‘SUJO mor(T)o’ quem?

    3- EM TEMPO:
    Mourão NÃO!
    Que sangremos até a penúltima gota sob a era dos Bostanossauros!

    4- … E mais:
    não adianta impeachment enquanto houver a Globo no Brasil!

    5- … Somente a esquerda do sofá, teclado e ar condicionado não enxerga este elefante!

    6- O presidente Lula está em prisão perpétua porque nós somos frouxos!
    O resto é blábláblá da esquerda do sofá, do teclado e do ar condicionado!

    7- Temos que atirar na Globo para acertar no STF!
    Resultado: LULA LIVRE!

    8- … Enfim, a verdade é que o presidente Lula somente será libertado pelo STFede quando a máfia da Globo der o “táouquei”!
    O resto é o luar de Paquetá!

    THE END: o nome do filme de horror: ‘The era of bostonosaurs in Cocolândia, Brazil’!
    Globo Production

    1. Em uma humilde tentativa de colaborar com o roteiro, acresço que não adianta centrar todo o foco nas Organizações Globo. Elas são integrantes do verdadeiro tripé que sustentou e sustenta o golpe: a associação entre comunicação de massa (representada pelas Organizações Globo, de cujos fornos sai o material para alimentar os demais veículos), judiciário policialesco (representado pela operação Lava Jato, e não apenas pela dupla caipira Mor(t)o & DD) e mercado financeiro (representado pelos bancos privados e megacorporações financeiras). Enquanto estes três elementos estiverem disponíveis, não haverá chance da democracia dar certo no País, eles mantém e azeitam a máquina golpista. E atingir apenas um deles não derruba os outros, que reagirão rapidamente fechando-se em um escudo de proteção e deflagrando uma contra-resposta fulminante contra quem agiu. Se for para agir, não dá para ter apenas um alvo, mas três. Em paralelo e simultaneamente, com muita, mas MUITA gente nas ruas. Se daria certo não sei, mas qualquer outra linha de ação seria suicida.

  3. 1. A turma do STF transformou Moro em um Golem, como ele destruiu várias instituições, quero ver quem é do STF que vai assumir o papel do rabino Judah Loev.
    2. A lava jato que ” foi criada ” para combater a corrupção, melou-se na própria corrupção, portanto só me resta dizer que combater a corrupção com gente corrupta é pura ilusão, ou:
    ” on sourira de nous d’avoir aimé la flame/au point d’en devenir nous même l’aliment-
    ( rirão de nós por termos amado a chama/a ponto de sermos consumidos por ela ). Essa é o fim dos ” caça corruptos ” da laja a jato ou da VAZA A JATO.
    Demos sempre nos lembrar ” a verdade muitas vezes submerge, mas não morre afogada ” . Ela está aí mostrando a face oculta da VAZA JATO.

  4. só eu que li “falta de parcialidade” no quadradinho de printe de tela e concluí que estamos com problemas mais sérios do que parece? o.O

  5. Concordo com o título da reportagem. Mas, sabemos que algumas instituições, se venderam que é uma beleza… #MoroMente #MoroCriminoso #VazaJato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *