Queimadas amazônicas: mais um problema para discurso incendiário do ‘Mito’

Desta vez, não precisa satélite, basta olhar o sol semioculto pela fumaça.

Em Porto Velho, Rondonia, a cidade está coberta de fumaça e voos comerciais são cancelados.

Em Rio Branco, Acre, o governador Gladson Cameli decretou estado de alerta ambiental por conta das queimadas.

No Pará, os fazendeiros do entorno da BR-163, próxima à cidade de Nova Progresso, criaram até um “Dia do Fogo”, para devastar áreas florestais. O Ibama não tem diretor no estado e seus fiscais perderam a proteção da PM paraense (aquela valente, do “corta a cabeça e deixa pendurada”) para enfrentar os incendiários.

No Amazonas, no início do mês, o governo decretou situação de emergência por causa das queimadas e do que chamou de “impacto negativo do desmatamento” na região metropolitana de Manaus e na região sul do estado.

É verdade que é período de seca, é verdade que nem todo incêndio é para descobrir a terra para usar na agricultura ou pecuária. Tire a parte que não é criminosa ou acidental e ainda sobra um mundo de áreas sendo destruídas na Amazônia, na hora em que as bravatas presidenciais sobre o meio ambiente nos fazem virar um escândalo mundial.

Será que precisa ser um gênio da comunicação para saber que, com este discurso, o governo vai levar a culpa que tem e a culpa que não tem nestes incêndios?

Olhe a foto de satélite mostrada no jornal local de Rondônia:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

11 respostas

  1. Se os bolsonaristas pudessem, queimariam a Amazõnia inteirinha.
    Só não torço para tomarem a Amazônia do Brasil porque os que têm forças para fazer isso também não visam a preservação da natureza, mas apenas seus interesses geopolíticos.

  2. Sr.Fernando.Lembra-se da sentença antiga, OS FATOS SÃO TEIMOSOS?Pois o BÓSTA-ONARO E SUA TOUPE,mudaram o texto.Agora,pra eles, OS FATOS MENTEM,ELES TEIMAM EM MENTIR.

  3. Postura criminosa de Bolsonaro, inclusive com a destruição de grande parte dos órgãos de fiscalização!
    Em Porto Velho, Rondonia, a cidade está coberta de fumaça e voos comerciais são cancelados.

    Em Rio Branco, Acre, o governador Gladson Cameli decretou estado de alerta ambiental por conta das queimadas.

    No Pará, os fazendeiros do entorno da BR-163, próxima à cidade de Nova Progresso, criaram até um “Dia do Fogo”, para devastar áreas florestais. O Ibama não tem diretor no estado e seus fiscais perderam a proteção da PM paraense (aquela valente, do “corta a cabeça e deixa pendurada”) para enfrentar os incendiários.

    No Amazonas, no início do mês, o governo decretou situação de emergência por causa das queimadas e do que chamou de “impacto negativo do desmatamento” na região metropolitana de Manaus e na região sul do estado.

  4. Que sofram
    É o que digo
    A crasse merdia esquece que alguns actos desse desgiverno acabam po atigir. Como esses voos cancelados…
    E o doido vai dizer que parece a bandeira do japao

  5. E o físico Ricardo Galvão, um cientista renomado era o mentiroso. Canalhas, canalhas, canalhas… agora entrou no INPE um tal de Policarpo não-sei-das-quantas que certamente vai falar o que o Boçalnaro quer ouvir. “Como isso* foi acontecer ao nosso país?” (Reinaldo Azevedo). Digo: “Como foi que deixamos que isso *acontecesse ao nosso país?” (Royalties para mim).
    * É ele mesmo. O Boçal.

  6. Em outros paises ha guerrilha. Aqui no Brasil o que ha é o estado paralelo. Dia do fogo… Que tal dia da forca?

  7. Só espero que o nosso Nero tupiniquim não tenha tambem o mesmo fim que o romano.
    Embora seja dificil achar um Epafrodito, poderá, quem sabe encontrar um Zé da Silva que nada tem a perder. Uma pessoa desesperada é capaz de tudo ainda mais diante de um elemento piromaníaco. É aí onde entra Gary Cooper – matar ou morrer.

  8. Ha 3 anos madereiros mataram um pm em novo progresso. Nao se arrancaram a cabeça dos assassinos. Acho que nao, nao sap machos pra voltar la. Gostam de permanecer vivos prestando serviço pra milicianos

  9. Rondonia tambem tem uma riqueza linguistica. É a regiao do mundo com mais idiomas indigenas o que e menosprezado pela midia local. Mas o que esperar de um estado chamado rondonia q nem tem o nome de rondon na letra do seu hino. Pelo menos na cançao das comunicaçoes do exercito rondon pulsa em nossos coraçoes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.