Mourão, quem vai colocar os loucos de volta “na casinha”?

Processos sociais custam a se mover, mas, em marcha, obrigam a doses cavalares da 1ª Lei de Newton, aquela que diz que só uma força externa é capaz de interromper o movimento de um objeto que foi por outra força animado.

O general Mourão diz ao G1 que é preciso acabar com a “briga de rua” entre Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia.

Sim, o nível é este entre ambos, mas isso não explica porque a coisa está assim e, sobretudo, porque está assim.

Desconhece que, neste momento, milhares de imbecis e zumbis (ah, sim, “robôs também) estão nas redes sociais  pedindo sangue e sugerindo, no melhor estilo das milícias, que Sérgio Moro “passe o rodo” (é a expressão que usam) no parlamento e o dissolva ou o curve a atender a vontade do Rei.

Não é espontâneo, é uma estratégia. Basta ver o que escreve o “desequilibrado” Olavo de Carvallho, para usar a expressão do ministro e general Santos Cruz:

O mecanismo político mais eficiente e quase infalível já registrado na História — por exemplo, na origem do reino português ou no triunfo de Ivan o Terrível — é a aliança do governante com a massa popular para esmagar os poderes intermediários corruptos e aproveitadores.
Deus queira que o Bolsonaro entenda ser essa a sua grande oportunidade.

Ao que eu saiba o ensino de história nos cursos militares de comando é bom o suficiente para que, querendo, tracem os devidos paralelos, nein?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

14 respostas

  1. Moro quer o STF. Se conseguir, o Brasil estará irremediavelmente condenado ao fascismo. Neste momento somos obrigados a torcer por gente como Gilmar e Maia com todas as nossas forças. E pelo despertar de alguma ótima estratégia política na esquerda. Já está mais do que na hora.

  2. Bolsonaro e a sua turma de lunáticos, narcisistas e psicopatas, são tóxicos para o Brasil e o mundo

  3. Ver o mulão ,um ser raso,ignorante e estúpido, parecer racional ( ou tentar posar de tal ) é um indicativo do nível miserable em que nos encontramos.
    Um país que entrega a comando do seu destino a uma turma de fardados ,diz muito sobre a capacidade intelectual de seus eleitores.

  4. Como tenho repetido desde 2015, o fundo do poço ainda está longe. Ladeira abaixo sem freio. Nau dos insensatos. A elite do atraso (na esplêndida descrição do Prof. Jessé Souza) é ignorante, não enxerga nem seus próprios interesses. Vide a exasperação do agrobizz e da Confederação dos industriais com a traição do gov. Bolsonaro. Esses caras apoiaram e financiaram a campanha dele. Com uma elite tão estúpida a ponto de não identificar seus interesses, além de autoritária, retrógrada, escravagista e subserviente ao imperialismo, o país rola alucinadamente morro abaixo, outra metáfora para a insensatez e insanidade que foram DELIBERADAMENTE inoculadas aqui pelas agências de guerra híbrida. Um pesadelo no manicômio. Walking Deads.

  5. O Olavo de Carvalho é um ABESTALHADO E FILHO DA PUTA.
    Somente isso explica, ser para o BOLSOBOSTA, guru.
    São farinhas da mesma saca.
    PQP !

  6. Se alguém tiver acesso ao ministro Mussi do TSE falem para ele que a primeira temporada da série americana SeaQuest pode ser comprada no Mercado Livre e que nela ele vai encontrar um episódio chamado Bala Fotogênica – titulo em português – de onde pode ter vindo a ideia da fraude no resultado das eleições eletrônicas exatamente do Brasil. Se eventualmente não for esse episódio ou o título em português não corresponder vai ser preciso assistir os episódios que estão mais ou menos no meio da série para o fim. Mas eu tenho quase certeza de que é esse o episódio ao qual me refiro.

  7. A única chance do Bozo poder convocar seus seguidores malucos para eliminar (talvez à bala) os oposicionistas (principalmente os de esquerda) é o Brasil entrar em guerra com a Venezuela.

  8. Sobre esse aí da fixação anal (difícil chamar essa excrescência por um nome), já começo a achar que deve ser um infiltrado tentando derrubar o ogro. Senão, como explicar um conselho como esse, de aproveitar a oportunidade para “esmagar” os poderes intermediários?!
    E ainda tem a “aliança do governante com a massa popular”. Massa popular?!! Em aliança com esse demente? Só se for a massa dos pobres diabos, dominados e explorados pelas milícias e bolsofilhos.
    Como é que esse governo conseguiu juntar tantos imbecis, falando e fazendo tanta merda?! Chega a lembrar aquele funcionário que quer ser demitido e começa a fazer tudo errado e mal feito de propósito. Só isso pra explicar tanta bizarrice e e idiotice.

    1. O Bolsomerda tá situação do Collor que gritava aos quatro ventos: Não me deixem só, não me deixem so!!!. Deu no q deu.
      Ele pode ter uma pequena avaliação lá com o Olavo de Carvalho e com meia dúzias de Pittibul nas redes sociais, mas o povão quer mesmo é que ele vá tomar no,,,,,

  9. Como diz o texto, segundo o Olavo:

    “(…)por exemplo, na origem do reino português ou no triunfo de Ivan o Terrível — é a aliança do governante com a massa popular para esmagar os poderes intermediários corruptos e aproveitadores.(…)”

    No Brasil, nada a ver com os exemplos acima citados pelo “astrofilósofo”. O que existiu (e existe) é uma corporação de capitães-do-mato paga pelos impostos do contribuinte(*) sempre pronta para subjugar o povo e botar contra os seus interesses um déspota ou um fantoche no poder. Esse papo de apoio de massa popular é mera retórica.

    =======
    (*) Como os impostos no Brasil são altamente regressivos, o contribuinte mais pobre é achacado para pagar pelos capitães-do-mato que vai reprimi-lo.

  10. E EU CÁ PENSANDO NA GUILHOTINA FRANCESA… AQUELA QUE TRUCIDOU AS GRAVATAS DE SEDA PURA DO PESCOÇO DA ELITE FRANCESA IMPERIAL!
    PENSO QUE OLAVO DE CARVALHO, O DESEQUILIBRADO, SEGUNDO UM IMPORTANTE MÉDICO DO EXÉRCITO, PULOU ESTA PARTE DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE!
    BYE, BYE, BRAZIL!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *