MP público vira ‘advogado’ de Moro e quer cassar presidente da OAB

Atendendo a pedido de Sergio Moro, o Ministério Público denunciou por calúnia o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz e pediu seu afastamento da entidade dos Advogados.

É uma submissão inédita da Procuradoria Geral da República à vontade dos governantes, agindo como sua advogada.

A denúncia funda-se apenas numa declaração de Santa Cruz de que Moro “bancava” o “chefe de quadrilha” ao telefonar às supostas vítimas dos “hackers de Araraquara” dizendo que as gravações seriam destruídas.

O que seria e é ilegal e seria crime, porque não poderia receber informações sobre o inquérito, que é sigiloso. Muito menos decidir sobre a destruição de provas, privilégio dos juízes.

Na própria crítica que faz a Moro, ao dizer que Moro “banca” ser chefe de quadrilha, é claro que não tem como fazer isso e, assim, “banca” (isto é, finge, simula ser ) o comandante de um crime impossível.

Juridicamente, a acusação não tem – ao menos no mundo como era até algum tempo – não tem a menor substância.

Em condições normais, seria defesa a fazer com um pé nas costas, mas com a vontade do Judiciário de aniquilar a advocacia, sabe-se lá…

Moro não escolheu a hipótese de ser um cidadão ofendido por outro, o que resultaria numa ação reparatória por dano moral, discutível nestes termos, mas seu direito pessoal.

Escolheu, porém, a ação do Estado contra o presidente de uma instituição das mais importantes, historicamente, da sociedade civil.

E o Ministério Público repetiu a escolha.

Estos diante de um caso que, na maneira norte-americana de nominar casos judiciais, bem poderia receber o título de “O Estado contra a Sociedade “.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

19 respostas

  1. Repito o precedente histórico da tal operação não são as “Mãos Limpas” da Itália , mas as mãos sujas dos inquisidores nada santos, nada religiosos, do mais odioso tribunal da história.

    “A outra, [a Inquisição], que queima infiéis e escorraça pagãos, essa, como te disse, é tirania política exercida em nome da religião. Onde a religião deixa de ter força política, essa tirania deixa de existir.”

    “Sim, é o Estado Novo, e o povo
    Ouviu, leu e assentiu.
    Sim, isto é um Estado Novo
    Pois é um estado de coisas
    Que nunca antes se viu.
    Em tudo paira a alegria
    E, de tão íntima que é,
    Como Deus na Teologia
    Ela existe em toda a parte
    E em parte alguma se vê.
    Há estradas, e a grande Estrada
    Que a tradição ao porvir
    Liga, branca e orçamentada,
    E vai de onde ninguém parte
    Para onde ninguém quer ir.
    Há portos, e o porto-maca
    Onde vem doente o cais.
    Sim, mas nunca ali atraca
    O Paquete “Portugal”
    Pois tem calado de mais.
    Há esquadra… Só um tolo o cala,
    Que a inteligência, propícia
    A achar, sabe que, se fala,
    Desde logo encontra a esquadra:
    É uma esquadra de polícia.
    Visão grande! Ódio à minúscula!
    Nem para prová-la tal
    Tem alguém que ficar triste:
    União Nacional existe
    Mas não união nacional.
    E o Império? Vasto caminho
    Onde os que o poder despeja
    Conduzirão com carinho
    A civilização cristã,
    Que ninguém sabe o que seja.
    Com directrizes à arte
    Reata-se a tradição,
    E juntam-se Apolo e Marte
    No Teatro Nacional
    Que é onde era a inquisição.
    E a fé dos nossos maiores?
    Forma-a impoluta o consórcio
    Entre os padres e os doutores.
    Casados o Erro e a Fraude
    Já não pode haver divórcio.
    Que a fé seja sempre viva.
    Porque a esperança não é vã!
    A fome corporativa
    É derrotismo. Alegria!
    Hoje o almoço é amanhã.”
    s.d.

    (duas vezes Fernando Pessoa)

  2. Para falar a verdade, adoeci de tanto ver imoralidade e desrespeito com o povo, a democracia, e a soberania Nacional. #ForaMoroMentiroso – Fora todos estes covardes que estão entregando o Brasil e destruindo os brasileiros.

  3. Atenção COAF, esse PGR certamente faz parte do MENSALÃO dos Bolsonaro, para pedir a cassação do presidente da OAB, por algo legítimo e patriótico contido nas declarações dele, algo que é de conhecimento público sobre o juiz mega corrupto das curitibas.

  4. Srs, paixões à parte, estamos entregues a estes que usurparam o poder em nosso país.
    Pessoas republicanas e avessas a essa corja não tem forças, sozinhas, para virar esse jogo… Vejam, presidente da OAB…

    Ou colocamos alguém que brigue à altura contra esses canalhas, ou não teremos chances…

    Vejo no Ciro esse potencial. Muitos têm criticado suas atitudes, mas acredito que ele tem jogado assim justamente porque é o que melhor nos resta…

    Quem imagina que o Lula voltará ao poder nesse país com essa gente aí, me perdoem, mas ou é inocente ou é burro demais.

    Boa sorte pra quem pensa o contrário.

    At.te, André.

  5. Interessante q o tal moro chamou o Lula de chefe organização criminosa, sem provas, diga-se e agora está usando finda PGR, paga com meu dinheiro pra se defender.

  6. Amigo, não é “privilégio” dos juízes decidir sobre destruição de provas, mas “prerrogativa”, “competência”.

  7. Estou realmente triste por chegar nesse espaço e ver que meu comentário não foi “permitido” nesse post.

    Lamentável.

    Começo a perceber que, dentro de todo o espectro político, estamos contaminados por uma presunção de “certeza e convicção”, onde o questionamento e a indagação se tornam um pecado, quase um crime…

    1. Seu comentário foi publicado. Não deveria, mas foi. Se quer defender o Ciro, vá para outro blog. Aqui não apoiamos traíras. Esse canalha fugiu para Paris e contribuiu para que o troglodita fosse eleito. Ciro é o tipo de político canalha do “quanto pior, melhor”. Ele não pensou no Brasil, pensou em si mesmo, para colher votos no futuro. Não vai rolar. Nós, progressistas, não votamos em demagogos. Entendeu ou preciso desenhar?

  8. Parece que Sérgio Moro não sabe o que é quadrilha. Até seus amigos procuradores usaram esse coletivo errado contra o Lula, isto explica o processo. Talvez o Lula tenha dessa forma uma forma de processá-los usando os argumentos dessa ……bem vou chamar de turma para evitar problema.

  9. O—–DELINQUENTE SERGIO MORO——navega nas águas da impunidade,por enquanto.
    Chegará a hora de pagar por teus crímes marreco!!!!!

  10. esse marreco de maringa, e um pilantra de marca maior, desde a epoca que era juiz, ainda tem senadores que puxa o saco deste marginal como lasier martins, alvaro dias, eduardo girao, e outros puxa que nao compensa enumerar aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.