Na TVT, o “cala a boca” e o autoengano oficial

Com o pedido de perdão pelo atraso – por uma destas insondáveis razões computacionais não conseguia editar o vídeo ontem à noite – compartilho minha participação no programa Bom Para Todos, da TVT, onde comento as notícias do dia, apresentadas pela jornalista Talita Galli.

Na pauta, o “cala a boca” presidencial, a estultice do suposto Ministro da Saúde – completamente perdido em meio à situação de caos – os indicadores (falsos) de emprego e de produção industrial e o inevitável prolongamento (e agravamento) de uma crise que a incapacidade de nossos dirigentes torna uma tragédia pior do que já seria, sem chances de evitar-se.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

5 respostas

    1. Pensando aqui com meus botões… A atividade da Talita é insalubre também, não?
      Todo dia ter que assistir às falas do Bolsoasno.

  1. A manifestação do ministro da saúde, no vídeo, é simplesmente ridícula, totalmente sintonizado com um governo de aleijados mentais e morais. Começo a concordar com Flávio Migliaccio, sobre a tristeza e o desgosto de ter jogado fora tantos anos num país como este e com esse tipo de gente.

  2. A convocação dos militares reformados do governo para depor os deixou melindrados porque contém disposições que são de praxe em qualquer convocação semelhante. Sentiram-se desrespeitados pela explicitação do que lhes pode acontecer caso se neguem a atender à convocação. Este é um sinal inequívoco de que alguns militares se julgam cidadãos distintos e especiais, com faculdades e direitos diferenciados e supostamente superiores aos dos demais cidadãos. Isto é, em última análise, um auto-julgamento que excede as barreiras da democracia. Temos aí um sentimento sobre o qual pode muito bem ser cultivado o fim de longo período democrático, já que há quem se ache melhor que a democracia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.