Neoliberalismo em família: “tirem as crianças da escola!”

Então, agora, na falta de questões importantes a examinar, o STF vai julgar “ação sobre possibilidade de crianças serem educadas em casa

Postulada por uma família inconformada, entre outras coisas, com o fato de que a menina, de 11 anos, com as “imposições pedagógicas” da escola, como o ensino do evolucionismo “. Explica o G1 que “a família é cristã, acredita no criacionismo e, diz a ação, “não aceita viável ou crível que os homens tenham evoluído de um macaco”.

À parte a ignorância privada, sobre a qual o absurdo é o de termos de discuti-la na esfera pública – aliás, pouco falta para tratar-se desta questão em debates presidenciais e aí estão Daciolo, Marina e Bolsonaro para estrelarem a discussão “científica” – esta bobagem já foi, informa-se, tutelada pelo “brilhante” ministro Luís Roberto Barroso, candidato a neopríncipe  do neoliberalismo, que atendeu ao pedido da ala mais radical do “Escola sem Partido”, o “Criança sem Escola”, ao suspender, em 2016, a tramitação de ações que versavam sobre esta barbaridade.

“A controvérsia envolve, portanto, a definição dos contornos da relação entre Estado e família na educação das crianças e adolescentes, bem como os limites da autonomia privada contra imposições estatais”.

Criança frequentar a escola é uma obrigação estatal em todo o mundo civilizado, ou quase, pois nos Estados Unidos a legislação varia entre os estados, e, na Europa, os pais são responsabilizados até pelo fato de crianças estarem na rua em horário escolar.

Aqui, mais gravemente ainda, significa negar a obrigatoriedade de que milhões de crianças pobres tenham o direito de – ruim, deficiente, problemática que seja – terem acesso ao ambiente escolar. Afinal, são “livres” para serem educadas na rua, não é?

Permitir que o fundamentalismo nos leve a este absurdo de tornar as crianças “propriedade absoluta dos pais” nas decisões sobre sua relação com o convívio social, as ciências, a pluralidade da civilização é, ao contrário do que querem fazer crer os defensores da “autonomia privada”, a negação da liberdade, pois significa aprisiona-las em corpo e mente aos seus “donos” paternos.

Hoje, Dia dos Pais, os que somos pais estamos desafiados a dizer não a esta onda que nos quer fazer “proprietário” dos filhos, com o direito de negar-lhes vacina, escola e tudo o mais que quisermos, inclusive o direito de transformá-los em monstros antissociais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

44 respostas

  1. ESSA LOUCURA QUE ESTÁ SE TORNANDO O BRASIL PRECISA URGENTEMENTE DE UM A REAÇÃO QUE ENTERRE DE VEZ A TRÁGICA POSSIBILIDADE DE VIVERMOS EM UM MANICÔMIO.

  2. ESSA LOUCURA QUE ESTÁ SE TORNANDO O BRASIL PRECISA URGENTEMENTE DE UM A REAÇÃO QUE ENTERRE DE VEZ A TRÁGICA POSSIBILIDADE DE VIVERMOS EM UM MANICÔMIO.

  3. ESSA LOUCURA QUE ESTÁ SE TORNANDO O BRASIL PRECISA URGENTEMENTE DE UM A REAÇÃO QUE ENTERRE DE VEZ A TRÁGICA POSSIBILIDADE DE VIVERMOS EM UM MANICÔMIO.

  4. A culpa pelo que está acontecendo no Brasil deixou a muito tempo de ser responsabilidade de fascistas como bolsonaro.
    A culpa é das “pessoas de bem”, que para barrarem o desenvolvimento do Brasil, que passa pela redução da desigualdade social e pela abertura de oportunidades para os pobres, fazem vista grossa ou até alimentam o preconceito contra os que aplicam (ou tentam aplicar) os direitos humanos nas políticas de Estado.

  5. Sobre o fundamentalismo religioso nas escolas, sugestão de leitura: http://www.socialistamorena.com.br/nos-eua-escolas-privadas-subsidiadas-ensinam-que-homens-e-dinossauros-conviveram/

    Quanto à educação domiciliar: muito fácil famílias de classe média defenderem tal ideia, esquecendo os milhões que ficariam sem escola e não têm pais (mães, na nossa cultura machista) para ficarem em casa ensinando. É mais um duro golpe na nossa combalida Educação…

  6. ESSA LOUCURA QUE ESTÁ SE TORNANDO O BRASIL PRECISA URGENTEMENTE DE UM A REAÇÃO QUE ENTERRE DE VEZ A TRÁGICA POSSIBILIDADE DE VIVERMOS EM UM MANICÔMIO.

  7. Pervertido como se encontra o STF, creio que questões como estas correm risco de serem vencidas pela insensatez e pelo fundamentalismo dos ignorantes, que já contamina milhares de mentes fascistas em nosso país!

  8. É de rir. O autor fala do ambiente escolar brasileiro como se falasse do paraíso. Chama de “fundamentalismo” uma atitude que se encaixa como uma luva para descrever sua própria atitude.

      1. “Sim, porque não serão eles que vão ficar ensinando MMC e divisão de frações à noitinha, quando chegarem em casa, todos os dias, não é?”
        Leiam o próximo post a respeito desse assunto inútil e ridículo e deixem de concordar com a máxima acima, se forem capazes…

    1. Então está bom … a solução é acabar com a escola pública ?
      Assim resolve-se um dos problemas do déficit das contas públicas né?
      Meu Deus esse país virou de cabeça para baixo !

      1. Onde eu disse isso no meu texto? Uau! Eu só disse que não concordo com a aplicação que fez do termo “fundamentalismo”. Isso é claramente um simulacro que ele constrói sobre a realidade do outro. É constitutivo da linguagem. Geralmente, em nossos discursos não dialogamos com o outro, construímos um simulacro dele. A propósito, eu sou terminantemente contra acabar com escola pública ou retirar dela a diversidade, “purificá-la” da ideologia, como se isso fosse possível. Mas também não concordo em transferir para ela um papel que não é seu por direito, mas da família.

    2. Acho q voce precisa rever esse seu conceito de fundamentalismo. Parece q tudo q não se encaixa no discurso ultraiberal deve ser taxado de fundamentalismo. Alias, essa sim é uma atitude fundamentalista.
      Ou será q os fundamentos q norteia, p. ex., os estatutos da criança e do adolescente tbem são fundamentalismos.
      O Fernando Brito usou fundamentos, educacionis e sociai dos quais compartilho, para justificar sua defesa do ambiente escolar como um elemento imprescindivel para a saúde de qquer sociedade.

      Ah, e o ambiente escolar brasileiro, ou de qualquer outro lugar, não é o “paraíso”, e nem deve ser.

      1. Concordo com você: definitivamente não vivemos no paraíso. Só achei um tanto redutora a visão do autor do texto do que seja “fundamentalismo”. Dar nome as coisas é complicado, porque os nomes acabam se tornando rótulos. É inconsciente esse processo de construir simulacros da realidade do outro.

  9. Pessoa!! Se é para rir, lembrei-me do CÓDIGO DE HAMURABI, que será atualizado como CÓDIGO DE BOLSONAR
    1-Todo servo (pequeno produtor ou operário ou pobre) que desrespeitar seu superior levará 3 anos de trabalhos forçados sem pagamento
    2-Todo o servo que levantar a mão para seu patrão terá a mesma amputada.
    3-Todo servo que se engraçar para uma donzela ou senhora as classes superiores, terá o MEMBRO DECAPITADO.
    ASSIM MANDA O DEUS BAAHL
    Portanto, muito respeito, pois as ELITES sempre tem razão. Inclusive, religiosa, como nossa família em questão.

  10. Fernando, bom dia e bom dia dos pais. É o seguinte: para estes FDP, o filho do pedreiro tem que brincar com um carrinho de mão, não precisa ter acesso à educação, porque NÃO deve ser criado e educado para refletir, pensar e estudar. Terá que ser pedreiro como o pai, ou uma doméstica como a mãe, se menina(?) Mais uma entre centenas de barbaridades desta gente escrota.

    1. Genial, Mário. Que maravilha! Formidável. Das duas uma. Primeira: você leu o último lvro da tríade do Jessé Souza (A Elite do atraso), no capítulo onde ele acaba com a meritocracia mostrando a diferença entre a atrações lúdicas da criança pobre e as da criança rica. Segunda: você não leu. Então você é um privilegiado, com inteligência intuitiva, como, por exemplo, o Lula. O que a classe média (que é idiotizada pela classe A e não sabe disso) quer é NA REALIDADE, aumentar cada vez mais a já enorme diferença social. Mais um golpe.

  11. Muitos brasileiros, apoiaram e acharam bom a promulgação da Lei da Ficha Limpa. Hoje querem votar em Lula, e não podem por causa da Lei. Quando alguem que não sabia votar, tinha algum candidato impedido, a Lei era boa. Agora que ela própria que tem o candidato impedido, a Lei está errada. Ou seja no Brasil, pimenta nos olhos dos outros, é refresco.

  12. Nhô Tirico vai educar seu filho em casa. Primeiro, vai arrancar sua pele para que ele aprenda que quem pisca com sal, está do lado do Mal. Segundo, vai cuspir no chão e ensinar a seu filho que ele for comprar cigarros e não voltar antes do cuspe secar, vai ter sua pele arrancada.

  13. Pais que pensam assim são egoístas e não toleram o diferente. Querem criar os filhos em uma redoma. Ora, ora… Como esse indivíduo irá desenvolver a sua humanidade. Que atraso, que retrocesso.

  14. Não fale besteira, Fernando. No “mundo civilizado”, a ideia do homeschooling e do unschooling esta bastante mais disseminada e regulamentada do que vc demonstra conhecer. Procure saber sobre como funciona na Espanha e na Suíça, para citar dois exemplos que conheço um pouco de perto. A ignorância do pedido dessa familia e o absurdo de termos um tema tão importante sendo pautado no STF em tais condições não justificam a propagação de preconceitos contra o homeschooling

    1. Isso, querido, vamos fazer “homeschooling” no Morro do Fubá, do mesmo jeito que em se faz Lausanne.

      1. estou falando do preconceito sobre o tema em geral. O homeschooling é sobre
        ter o direito de educar seus filhos fora da escola. Evitar O bullying presente nas escolas é apenas uma das razões, mas há inúmeras. Pode ser porque a
        família é recém chegada a um país e prefere educar seus filhos em
        casa antes de mandá-los à escola; pode ser porque a família vive em
        locais isolados, com escolas inexistentes ou muito distantes; pode ser
        porque a criança tem uma condição especial que dificulta comparecer à
        escola periodicamente (é atleta, artista, tem problemas de saúde, etc);
        pode ser porque os pais viajam muito e gostariam de levar as crianças
        consigo; pode ser porque a criança não se adaptou a nenhuma escola
        convencional e isso dificulta sua aprendizagem na escola; pode ser
        porque os pais querem impor um ritmo mais intenso à educação das
        crianças, avançando em conteúdos de determinadas areas; pode ser porque
        os pais querem dar uma vida mais “slow motion” para a criança, sem as
        cobranças e a pressão que se vê em tantas escolas hoje em dia… há
        tantos motivos diferentes da estupidez apresentada como exemplo nessa ação do STF. E, novamente, não é sobre “obrigar” que todos tenham home
        schooling, é sobre “dar direito” a que aqueles que querem e podem
        oferecer o façam dentro da lei, e de forma regulamentada. Mas parece que pra você esse tema tão complexo é algo simples como: “pais que querem ser donos de filhos” e “vocês querem tirar nossas crianças das escolas’.

  15. Primeiro, virão com a escola (matrícula) facultativa às crianças; em seguida, com o hospital (tratamento) facultativo aos enfermos; por fim, com o enterro (registro) facultativo dos mortos no cemitério.
    É claro: tudo isso deve ser um exagero (tomara que o seja); mas o raciocínio imaginativo serve para vermos a que ponto pode nos conduzir o neoliberalismo, que anseia isentar o estado de responsabilidades.

  16. Muitos brasileiros, apoiaram e acharam bom a promulgação da Lei da Ficha Limpa. Hoje querem votar em Lula, e não podem por causa da Lei. Quando alguem que não sabia votar, tinha algum candidato impedido, a Lei era boa. Agora que ela própria que tem o candidato impedido, a Lei está errada. Ou seja no Brasil, pimenta nos olhos dos outros, é refresco.

    1. Agora o motivo é outro. Um grande golpe contra nossa democracia, coisa que eleitores de Bolsonaro não entendem, nem nunca vão entender, porque precisariam de um pouco mais de neurônios

  17. Nos anos 80 Nos Estados Unidos um senador idiota chamado Al Gore conseguiu aprovar uma lei que proibiu o ensino do evolucionismo nas escolas do meio norte. Mas as criancas eram obrigadas a ir a escola. Ao negar a Teoria de Darwin está se alimentando o racismo. Já não basta o racismo que vigora na sociedade brasileira agora querem ampliá -lo com base em dogmas religiosos para lá de discutíveis. Estás discussões seriam normais há 150 anos atrás. Mas agora ! e as mentes iluminadas e caríssima do STF se prestando para isto! PQP!!!

  18. Acho q é inconstitucional. A escola é obrigação. Quem não coloca seus filhos na escola é passível de punição. Ou não ?

  19. É, mas tá rolando forte.
    E não é só de criacionistas, não.
    Classe média alta com professores particulares…

  20. TÍPICA ALEGAÇÃO IDIÓTICA DE QUEM USA ARGUMENTOS APENAS QUANDO LHE SÃO FAVORÁVEIS…
    PRIMEIRAMENTE, NEM HOMINÍDEOS OU OUTROS PRIMATAS “PRIMITIVOS” ATUAIS DESCENDEM UNS DOS OUTROS! CERTAMENTE ESTES GRUPOS TIVERAM ANCESTRAIS EM COMUNS A MUITOS MILHÕES DE ANOS ATRÁS… PORTANTO, GENETICAMENTE, SOMOS APENAS “IRMÃOS”…..
    MAS, QUANDO SE PRECISA DE UMA RESSONÂNCIA MAGNÉTICA, UMA CIRURGIA COM CÉLULAS TRONCO-EMBRIONÁRIAS OU UM SIMPLES ANTIBIÓTICO… BEM, AÍ, NESTE CASO EXCEPCIONALÍSSIMO, BOM AÍ, ENTÃO, A CIÊNCIA É DIVINA…
    NADA COMO UM FUNDAMENTALISTA APÓS O OUTRO… TEMER, BOSÓNARO, CUNHA… É DIVINO!

    1. Certo, Sergio. O problema é que os crentes (de todas as espécies) não perceberam ainda que não somos nós que “descendemos de macacos”, mas os macacos que descendem de “alguns humanos”. Nosso poetinha Mario Quintana fez um verso que diz tudo sobre a estupidez humana, que é assim: ”
      “O milagre não é dar vida ao corpo extinto,
      ou luz ao cego, ou eloquência ao mudo.
      Nem mudar água pura em vinho tinto.
      Milagre é acreditarem nisso tudo”.

  21. Olha, é o ânus da cobra o STF armar uma palhaçada para uma discussão de um tema que não tem nada a haver com a realidade brasileira. Gostaria muito de saber quem é o pai da ideia, se é um deputado ou senador ou ministro ou o diabo. Temos que saber quem é o babaca que teve a ideia de Jerico, para mandar prender e jogar a chave da cadeia fora..

  22. Sempre ouço críticas a escola pública. Até parece que as privadas ajudam os alunos a serem talentosos ou gênios. Qual brasileiro, oriundo das privadas escolas, ganhou Prêmio Nobel? Não há! (103 X 0 prá Alemanha)
    Nossas privadas escolas e academias militares ensina, mesmo, a perpetuar a exploração do povo e a manter o país subalterno à potência de plantão, isso sim. Nisso são exemplo! Nefasto exemplo.
    Seja privada de igreja ou não, nenhum dos filhos dos meus parentes do Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Brasília Rio Grande do Sul ou Santa Catarina, nenhum, nenhum é mais culto que os meus guris, nenhum. E eles nunca pisaram numa privada. (Eles odeiam que eu fale ou escreva isso, mas é verdade e a parentada reconhece)
    Quanto a essa gente religiosa que se ferrem com seus preconceitos e ignorância, lamento apenas pelas crianças.

  23. Que artigozinho mais capenga de informação este aí. Aquí nos.Eua as familias podem e muitas utilizam este sistema sem problema algum. Querer obrigar que os filhos sejam educados academicamente somente pelo estado é contra a democracia e ditatorial.

  24. o correto seriam os pais participarem mais da vida escolar do filho, participarem da escola enquanto comunidade, e nao isolar as crianças em casa como se tivessem a protege-las do mundo.escola nao é só para ter o ensino academico, mas tambem a ensinar o jovem a ter convivio em socidade.

  25. Que artigozinho mais capenga de informação este aí. Aquí nos.Eua as familias podem e muitas utilizam este sistema sem problema algum. Querer obrigar que os filhos sejam educados academicamente somente pelo estado é contra a democracia e ditatorial.

    1. Para mim não é um artigo. É um texto redutor e simplista. A discussão é bem mais ampla e, na maior parte das vezes, passa bem longe da questão da escola sem partido. A preocupação maior é a qualidade mesma do ensino, a violência e o bullying. A inclusão escolar aqui é um discurso que não se coloca na prática. Fica muito claro que não atinge a população de baixa renda e nem só a escola pública, ao contrário, a reivindicação ocorre majoritariamente dentre aqueles que podem pagar uma escola privada.

      1. Se a preocupação é com qualidade de ensino, paga professores particulares e complementa. E depois vai na churrascada e fica se vangloriando perante os parentes e amigos, que é o que todo boçal adora fazer.
        Quanto ao bullying, é coisa de filhos da puta que não são ensinados em casa a respeitarem o próximo. Isso é que os ‘preocupados’ pais deveriam ensinar em casa e não o fazem. Se o fizessem o ambiente escolar seria normal e sem muita putaria.
        Essa questão toda é mais uma estratégia pra umas mãezinhas bestinhas aparecerem na midia.
        E lá vai nosso pobre dinheirinho pra bancar discussão inútil no stfede!

  26. Existem também as escolas controladas pelas PMs estaduais, em Goias e no Amazonas. Uma verdadeira aberração.

  27. O texto é redutor e simplista. A causa em julgamento pode ser essa, mas a discussão é bem mais ampla e atinge muito mais gente do que uma família cristã e está a anos luz da proposta do escola sem partido.

  28. A coisa tá “braba”. Realmente, esse fundamentalistas não evoluíram de um ancestral primata, e sim regrediram desse tal ancestral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.