No entorno de Carcará, prejuízo pior que em toda Lava Jato

cararaentorno

Do professor Roberto Moraes, do Cefet de Campos, e um incansável combatente por nosso petróleo, a informação sobre como está sendo alienada do Brasil a área do entorno do campo de Carcará, que a Petrobras, há apenas dois anos, perfurou o segundo poço exploratório com resultados tão bons quanto o primeiro: achou-se “uma expressiva coluna de petróleo de 352 metros em reservatórios contínuos e conectados” e com petróleo leve, muito mais valioso.

A maior atração do leilão do pré-sal é a área de Carcará. O Brasil perde só ali mais que o dobro do que os desvios da Lava Jato!

Agora às vésperas do leilão do pré-sal (27 de outubro), gente do setor garante que a área mais atraente e disputada por 17 grandes petroleiras, é exatamente a área vizinha (chamada de unitizável) deste campo de Carcará no pré-sal da Bacia de Santos.

Ou seja, as petroleiras se engalfinhando pelo que sobrou da joia da coroa entregue quase de graça pela Petrobras para a Statoil, no primeiro crime de lesa-pátria.

Relembrando o caso: no dia 29 de julho do ano passado, os “gênios” do mercado, hoje na direção da Petrobras, liderados pelo Parente, venderam por US$ 2,5 bilhões, o direito de 66% de participação no bloco exploratório BM-S-8, onde está localizada a área de Carcará, no pré-sal da Bacia de Santos, para a estatal norueguesa Statoil.

O BM-S-8 era operado pela Petrobras (66%), Petrogal (14%), Queiroz Galvão Exploração e Produção SA (10%) e Barra Energia do Brasil Petróleo e Gás Ltda. (10%).

Além da necessidade de reduzir as dívidas, estes “gênios” do mercado alegaram que a produção no campo era complexa e que exigia a padronização de equipamentos para reduzir o custo de investimento operação que segundo os mesmos seria difícil de proceder.

As estimativas da Statoil, consideram o campo de Carcará como um ativo de classe mundial. Ele detém cerca de 700 a 1300 milhões de barris de óleo equivalente e a área unitizável no BM-S-8 de pelo menos mais 250 milhões de barris.

E os nossos bacharéis perguntam: o senhor tem o recibo do aluguel do apartamento?

 
contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

8 respostas

  1. Para coxinha burro e desinformado, os oroblemas enfrentados na Nigéria se dá pelo fato de que as famílias detentoras do poder econômico (ouro, diamantes e petróleo) cansaram de deter esse poder econômico e, agora, querem o poder político também. Ou seja, ferrar com o já miserável povo nigeriano. Quem não acreditar, pergunte a qualquer nigeriano, pois eles estão por todo o Brasil, pois fugiram da pobreza de seu povo.

  2. O medo que esses politizecos tem do retorno do Lula é inimaginável. Lula não é vingativo vai deixar eles assistirem A verdadeira retomada economica que alavancará toda America do Sul. Eles assistirão “roendo as unhas””. Bando de entreguistas

  3. Senador Roberto Requião já falou e entrou com projeto no Senado, para DESFAZER TODO O NEGÓCIO LESA PÁTRIA DESTES BANDIDOS…Parente tem que ir PRA CADEIRA ELÉTRICA …e ligar os polos nos Bagos e um fio terra no CU deste FILHO DA PUTA !!!

  4. Que coxinhas são inapelavelmebte burros, isso nunca houve motivo para duvidar. Só não sabia se essa burrice era por formação, por opção, por devoção, congênita ou genética.
    Agora, não resta dúvida. É a conjugação de todos esses fatores.
    É a única explicação para que continuem aplaudindo a bandidagem que tanto se esmera em destruir o Brasil, bandidos entre os quais, inapelavelmente, estão incluído o Mordomo de Cemitério, o Mineirnho Cheirador, o Parente do Satanás e o Psicopata das Araucárias!

  5. Pode ter até 200 bilhões de barris no pré-sal ao valor do Brent hj seriam 12 trilhões de dólares, repito 12 tri. E ao custo de 8 dólar para tirar cada barril isto é 1.6 tri. E aí vem gente dizer que há endividamento? A petro deve 142Bi. Então pleblicito revogatorio e lei para punir financeiramente os descendentes deste velhos entreguistas e expropriação destes bens da pátria. Como já fez Brizolla com a Light e tb seguir o exemplo da Noruega..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.