O Baile dos Vampiros

vamp

É curioso o estado de estupor que tomou contade parte das elites deste país depois do julgamento de ontem e da criação de uma situação iminente e aparentemente irreversível no curtíssimo prazo, de Lula.

Afinal, era o que mais queriam e desejavam há muito tempo e, afinal, conseguiram.

Muito bem, seria de festejarem, portanto.

Mas, tirando os energúmenos de sempre, as manifestações de júbilo vieram essesncialmente de uma camada que lhes é potencialmente perigosa: a paramilícias fascistas que se organizaram, fizeram desabrochar suas flores fétidas e são quem, de fato, está levando vantagem com a perspectiva de encarcerar-se a única liderança de massas realmente significativa, hoje, em nosso país.

Alckmin, Maia, Meirelles, Joaquim Barbosa…

Dos principais  presidenciáveis, o único que pôde se expor a dar cara a esta vergonha foi Jair Bolsonaro, improvisando-se em ares de estadista, para dizer, de A a Z, o que o Brasil precisa de um novo Presidente e que, apesar de “ter marcado um gol” isso não basta para a vitória.

Imagina-se de quantas prisões precisa sua caminhada ou precisaria um governo seu. Quem sabe um Volksgerichtshof, o  “tribunal do povo”alemão, durante 1934 e 1945. Ou será que a ministra Rosa Weber  emprestará a algo assim o seu voto favorável, em homenagem à “colegialidade”, mesmo alegando suas objeções de consciência?

Ou Luís Barroso lhe empreste o discurso pomposo e ôco, clamando pelo renascimento moral sobre tempos onte toda a ação do governo também a indicação de Ministros do STF? – era visando à roubalheira e o enriquecimento pessoas à custa de gente morrendo em estradas esburacadas?

A maioria  – ou melhor, a minoria à qual Rosa Weber se somou em nome de “seguir a maioria”- do STF entregou o país aos demagogos da direita.

As pessoas simples estão caladas, quase mudas sobre política. Mas, no fundo, sabem que foi delas que se tirou algo e não foram os dinheiros da corrupção, mas velha que a Sé de Braga e espalhada tanto no público quanto no privado.

Mas, neste Brasil, são os vampiros que se refletem no espelho da mídia e por toda a parte; invisível é o povão.

Se e como ele irá reagir é coisa que só os pretensiosos podem afirmar agora e é absolutamente natural que Lula não se deixe depenar eleitoralmente ainda vivo.

Os analistas políticos que insistem nisso padecem da mesma visão cartesiana do conservadorismo.

O sentimento popular é profundo. Quase que imprescrutável, instintivo, mesmo quando aparentemente moldado por um tsunami de mídia.

Sob todo o manto de “institucionalidade ” e da falsa afetação democrática  de barroso, havia ali uma verdade: a população sabe que aquela é a Justiça dos ricos.

E que dela só vem injustiça para com os pobres.

Por que a cadeia para Lula seria distante deste padrão?

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

9 respostas

  1. A partir de hoje, panela no rabo de novo

    Vejam esta reportagem abaixo. Podem ter certeza que serão cobrados diuturnamente…

    Caso contrário, serão DOIS PESOS, DUAS MEDIDAS mais esculachados da História:

    https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/04/para-planalto-decisao-do-stf-e-reves-para-toda-a-classe-politica.shtml

    Só não esperem trouxinhas nas ruas agora. Os coxinhas babacas vão botar as panelas no rabo novamente e ficar quietinhos. Não veremos “TEMER na prisão” por parte deles. Moralistas seletivos. HIPÓCRITAS!!!!

    1. O último poste do Lula deu no que deu.
      Hoje, qualquer esperto que se intitule poste do Lula vai ter pinta e cheiro de urubú (comedor de carniça).

      1. Deu no que ? Em GOLPE. Sabotagem, desrespeito às urnas, desrespeito às leis, manipulação de trouxinhas e dezenas de outras bandidagens. Foi nisso que deu.
        Por isso as pesquisas estão aí mostrando: Lula elege qualquer um, solto, preso, do jeito que for. Se houver eleição ele ganha ou elege.

  2. Brasil – uma concessão da Globo

    Por Wellington Calasans, Para o Duplo Expresso

    A vitória do ódio e do fascismo foi coroada com a patética rendição no STF diante da verdadeira dona do Brasil: Rede Globo. O golpe está completo. A falta de resistência política e visão estratégica da esquerda, mesmo quando esteve com o poder, também é parte inseparável da derrota do povo. Sim! O povo brasileiro é o grande derrotado. Lula é o povo e o povo é Lula.

    Qualquer arranjo que tente ser dado com o objetivo de simular uma democracia merecerá o nosso repúdio. Não há democracia sem povo. O STF não derrotou Lula, derrotou a própria utilidade, derrotou a esperança de um povo. O STF, sobretudo, consolidou a família Marinho como a “dona do Brasil”.

    Agora todos sabem que os sonegadores de impostos, envolvidos na máfia da FIFA, são os patrões dos brasileiros. Nada mais coerente com o seletivo combate à corrupção iniciado com a farsa do “mensalão” e que culmina com a operação Lava Jato.

    Os representantes do mercado financeiro internacional e dos interesses dos EUA são brasileiros e trabalham contra o próprio país. As nossas riquezas e a nossa soberania foram entregues numa “rendição pacífica”, onde o próprio povo foi excluído de todo o processo de destruição da nossa independência e estado social.

    Condenados com Lula estão os pobres e pretos. Na fatídica quarta-feira, 4 de abril, o STF deu o passo que faltava para sepultar de vez a esperança de justiça e igualdade social. Negar a Lula o direito de presunção da inocência, previsto na Lei, é a consumação da máxima de que “O Brasil é uma concessão da Globo”.

    Apostar nas instituições após gritar “é golpe!” foi a estratégia montada para as sucessivas derrotas. O arbítrio foi construído num ambiente de normalidade. Políticos e juristas debatiam lindamente em salões e publicaram livros maravilhosos, que certamente auferiram muitos royalties e fama, e que serão usados como combustível para aquecer a massa de miseráveis nas noites frias de inverno.

    Diferentemente de conversões de última hora, este Duplo Expresso defende há meses que Lula vá para uma embaixada e lidere uma grande revolução. Não há mais compaixão entre os brasileiros. O fascismo tomou conta da sociedade, pois a Globo é quem comanda a massa. Tentar a “Mandelização” de Lula será o último erro.

    Convocar “cordão humano” é de uma irresponsabilidade imperdoável. A menos que isso seja feito com os deputados autointitulados “guerreiros” na linha de frente. Sacrificar vidas de inocentes para gerar manchetes e votos será mais uma demonstração de falta de estratégia de quem não tem uma comunicação social forte o suficiente para impor a própria narrativa.

    A Globo venceu! Agora é lutar e reconstruir tudo isso que nos foi imposto por esta máquina de moer reputações, esta fábrica de mentiras e chantagens. A palavra “revolução” foi feita para ser usada, na prática. Que Lula pense nisso e devolva ao povo a possibilidade de lutar, por ele e pelo Brasil.

    https://duploexpresso.com/?p=91971

  3. Juiz Sergio Moro acaba de dar ordem de prisão para o LULA. Disse para ele se apresentar até amanhã, às 17 horas, em Curitiba. Recomendou para não usarem algemas em hipótese alguma. Bonzinho ele, não? Que triste.

  4. Pela cara dos apresentadores e pseudos analista da Globo News ontem, mostra que passada a euforia do ódio, viram que deram um tiro no pé. Estão como aqueles cachorros que correm atrás de carros, quando o carro para ficam com cara de trouxas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *