O buraco do ozônio do prefeito de Itajaí. Veja

O Brasil virou piada. Piada trágica.

Todo dia tem uma idiotice e, pior, daquelas idiotice braba, que põe em risco a saúde da população.

Agora é o prefeito (e médico homeopata) Volnei Morastoni (MDB) quem, depois de passar pela cloroquina de Jair Bolsonaro e pela Ivermectina do ministro Marcos Pontes passou a distribuir cânfora em massa aos habitantes de Itajaí, Santa Catarina, e a sugerir a insuflação retal de ozônio como terapias contra o novo coronavírus.

Nem é preciso dizer que de nada disso há qualquer evidência científica. exceto a de que o Brasil está contaminado largamente com o vírus da estupidez e da irresponsabilidade, graças a um presidente irresponsável e charlatão, que despertou um séquito de zumbis sem-noção, que exploram o medo da população e torram o dinheiro público nestas porcarias.

Mas aí você pergunta: onde está o Conselho Federal de Medicina? Não sabia? Está urrando contra os médicos cubanos, porque eles não têm a prática do colega de Itajaí, que quer insuflar nas pessoas um gás que, manuseado, pode ser tóxico e que, de quebra, mesmo em uso “homeopático” é contraindicado à gestação; hipertireoidismo, trombocitopenia, transtornos da coagulação, instabilidade cardiovascular e outras características do paciente.

Os nossos “medalhões” da medicina, que estavam brigando com os enfermeiros, para que estes não pudessem ferir sua reserva de mercado em atos simples e correndo para legitimar a cloroquina presidencial.

E o governo? Ah, o governo está ocupado vetando a mísera indenização pela R$ 50 mil aos profissionais da saúde que tenha sido incapacitados permanentemente para o trabalho ou mortos pela Covid-19.

Quem mandou não tomarem uma insuflação retal de ozônio?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

18 respostas

  1. Taí um nome ideal e insuperável pra ser o novo ministro da saúde do desgoverno do inominável. Quando lhe perguntarem novamente sobre os mais de cem mil mortos, a resposta estará mais do que pronta: “E daí?? Eu quero que o povo vá tomar no cu??”

  2. O vídeo acima corta o principal da fala do imbecil, que pode ser visto abaixo. O energúmeno do MDB de Temer, Eduardo Cunha e Osmar Terra é bem claro: são necessárias 10 aplicações diárias de ozônio no cú dos catarinenses, 2 minutos para cada aplicação. O Vale do Itajaí catarinense, para quem não sabe, é um dos principais berços, se não for o principal, do fascismo no Brasil.

    Ah, como é evoluído, civilizado e letrado esse Sul Maravilha, para eleger uma desgraça dessas!

    https://twitter.com/i/status/1290468545797787649

    1. O pior de tudo é que, sabidamente, haverá gente capaz de fazer desta “terapia” um discurselho político ou uma fonte de renda. Afinal, tem quem venda qualquer coisa e sempre há uma parte da população que, por falta de esclarecimento ou por conveniência, sustenta qualquer horror que venha das “castas superioras”, inclusive pagar para tomar no fiofó. Paulo Guedes que o diga, certo?

      1. Mas, depois que um certo pastor Benzia e vendia os Feijões como abençoados, você queria mais o que? Eu não sei porque o tal pastor não mandou seus fieis enfiarem o feijão no cu!
        Agora aparece este prefeito idiota, receitando este tal de ozônio no cu dos dos Catarinenses!
        Tudo no Brasil e eles receitam cara dura, até o
        Bozo receita Cloroquina com Ivermectina. Cadê o
        Tribunal de Haia que não vê estas heresias? Nos parece que Tribunal de Haia, ONU, OMS OEA são só para dar emprego para seus apaniguados!

      1. Verdade: se libertou das amarras do PT, apoiou o golpe de Temer e Cunha e pôde, enfim, soltar a franga da estupidez no MDB. Não foi o único vagabundo a fazer isso.

  3. Taí um nome ideal e insuperável pra ser o novo ministro da saúde do desgoverno do inominável. Quando lhe perguntarem novamente sobre os mais de cem mil mortos, a resposta estará mais do que pronta: “E daí?? Eu quero que o povo vá tomar no cu??”

  4. Esse povo catarinense é o mais escroto do planeta, tá louco, toda vez que eu penso que compartilho da mesma cultura que esses arrombados, dá vontade de mudar de país e dizer que sou paraguaio.

  5. Eu sou completamente a favor. Vamos injetar ozônio no cú dos bolsonaristas pra acabar com a pandemia. E são 10 aplicações diárias ! É agora ou nunca ! Os bolsonaristas podem fazer o maior benefício pra humanidade. Vamos fazer campanha: Ozônio no Cú dos bolsonaristas, já !

  6. Morastoni virou até matéria do The Guardian, gerando intermináveis risos e gargalhadas pelo mundo afora. Mas seu “destemido” combate ao coronavírus começou, na realidade, em março, quando determinou que equipes da saúde municipal saíssem a distribuir, de casa em casa, doses de cânfora, como medicamento preventivo. Depois, veio a disponibilização de ivermectina nos postos de saúde, mais uma vez como preventivo, operação em que, até agora, já foram entregues 1,5 milhão de comprimidos para a população de Itajaí. Num terceiro estágio, surgiu a aplicação de ozônio via anal, agora para tratamento de infectados pela Covid-19. Não sou médico mas todos os sinais indicam que o prefeito de Itajaí precisa de um tratamento de outra espécie, o psiquiátrico.

  7. O conselho deve ser de M…. em cima, e não medicina.
    Há muito esta profissão que foi um sacerdócio virou seunegócio.
    Considerando fora desta patota os abnegados que batalham nos hospitais e SUS, tudo indica que há uma “milicia científica”, movida a congressos com tudo pago, e comissões nos exames caríssimos, mobilizando uma classe para ver quem tem mais “sucesso”, $$$$, profissional.

  8. o pior eh q a digamos pratica jah se alastrou pelo pais, como costuma ocorrer ultimamente com tudo que eh bobeira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.