O culto das armas é a atual “cartilha imoral” para adolescentes

 

Antes que os “minions”, tomados de fúria por conta das trapalhadas de seu “Mito”, ataquem, esclareço logo: não, Bolsonaro não tem responsabilidade direta pelo infeliz massacre que deixou dez mortos, por enquanto, na escola estadual de Suzano (SP), esta manhã.

Já houve outros por aqui e muitos pelo mundo, antes e sem ele.

A responsabilidade do Sr. Jair Bolsonaro é outra, mas que nem de longe é pequena.

É a de quem tornou-se o animado maestro do coro pró-armas que vai formando cada vez mais sociopatas, que acham que dar tiros é a forma de uma sociedade conviver e “aparar” as divergências.

Tendo a “arminha” de dedos como batuta, não se pejou em dizer a crianças, durante a campanha, que aprendessem a atirar.

E em sua cabeça sexomaníaca, vai fazer “live” para  dizer que o que ameaça os meninos e meninas é verem pênis e vagina desenhados numa caderneta, mil vezes menos realistas dos que vêem na internet.

Não, Bolsonaro não é responsável pela existência de pessoas com graves problemas psicológicos como os que promoveram esta tragédia em São Paulo.

Mas ele lhes deu voz e bandeira e ajudou a naturalizar a ideia de que é a bala que se resolvem problemas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

32 respostas

  1. O BOLSOBOSTA é culpado SIM !
    Em 30 anos, a única coisa que esse MERDA fez e faz, é disseminar o ódio contra TUDO e TODOS !

    1. E talvez bem mais que isso…por que ele disse ao filho no Whatsapp que não iria visitá-lo na Papuda? Estaria esse filho no exterior comprando algum boné do Mickey Mouse?

      Se eu fosse PQD jogava meu boot marrom no lixo e tacava fogo.

      1. Isso não é nada mais é do que uma marcha para o aparente descontrole geral. Aparente, porque existe uma teoria máxima do poder, entre estas tantas que podemos ver como teorias sem partido, que diz que Quando a música da loucura parar, maior será a possibilidade do centro dominar tudo

  2. Está do jeito que a “famiglia” Bostonaro gosta: psicopatas com armas na mão. E o conselho que a indústria de armas daria nesse caso? Que cada professor e cada aluno carregue uma arma de fogo consigo “para se defender”.

  3. Oh Brito, desculpa aí, mas desde quando oferecer um esclarecimento de qualquer natureza funciona para diminuir ou amenizar os ataques de fúria, de minions ou de maxions?

    Eu, não furiosa no entanto, aceito bem o esclarecimento. Tacar pedra no Mito não vai resolver. E por mais terríveis que sejam os ensinamentos tácitos do novo modelo de homem bão da nação, as pessoas de bem que deram voto pra essa desgraça só terão espaço para ver o horror quando atingidas pessoalmente. Brasil Bang-Bang elas estão achando que tá óquei. Afinal, é sem o petê. O.o

  4. O psicopata do Bolsonaro tem culpa sim por ser adepto da liberação das armas para civis. Agora o outro milico psicopata Major Olimpio cara de facínora prega o uso de armas por professores e serventes, que seja feita a vontade dele na escola que os filhos ou netos dele estudem. Agora imagine por qualquer vacilo o aluno sendo fuzilado pelo professor ou servente da escola, que logicamente alegaria legitima defesa como fazem os policiais. O Bang bang seria instalado.

  5. Eu acho que ele tem muita culpa, pois ele propaga este discurso do ódio, intolerância e “machesa” de arma na cinta, incentiva qualquer idiota a resolver tudo na bala, os boçais dos filhos dele andam armados, e o que dizer dos vizinhos amigos milicianos com arsenais enormes? O negócio esta muito doentio, quem assistiu o documentário “Tiros em Columbine”, Michael Moore, nota uma certa semelhança entre os massacres. Lamentável, que horror!

  6. Gostariamos de ouvir algumas palavras ao respeito de parte das “otoridades” sergio CRIMINOSO moro e jair MILICIASNO bolsonaro .
    Sujeitos IMORAIS que promoveram a —solução pela bala— dos nossos problemas com a violencia apresentando a lei criminosa da liberação das armas.
    Continue a fazer “arminha” com a mão miliciasno !, hoje foi imitado por dois dementes com armas de verdade.

  7. O problema é o seguinte: Estamos tendo um curso intensivo de maldades que nem sabíamos que existiam. E este que está aí, é pu não é o governo dos militares? O governo ansiosamente esperado pelos que pensavam que os militares dariam “um jeito” no descalabro está aí, foi eleito pelo voto popular! Então, os militares vão mesmo dar um jeito na situação? A equação já foi do terceiro graus, mas agora tende a ser uma simples equação do segundo grau; Talvez por isso o Washington Post tenha enviado um correspondente de guerra para o Brasil. Ele está farejando alguma coisa além da estupidez do atual “governo!”..

  8. Todos os aletras foram dados por esse empresário, Ricardo Semler, sobre o risco Bolsonaro. Mas naturalizaram o monstro e agora pagamos um preço caro.
    Alô, companheiros de elite. Por Ricardo Semler
    Ter, 02 de Outubro de 2018 16:57

    Na Fiesp, quando eu tinha 27 anos e era vice do Mario Amato, convidávamos outsiders para uma conversa no bar. Chamei o FHC, que estava na mídia com a pecha de maconheiro. Chamamos os 112 presidentes de sindicato, vieram 8. Ninguém topava falar com “comunista”.

    Alguns anos depois, fui ao Roda Viva para alertar contra a eleição do Collor, queridinho passional das elites.

    Recentemente, realcei que a ida das elites à Paulista para derrubar a Dilma equivalia a “eleger” o Temer e seus 40 amigos. Ninguém da elite quis ir às ruas para pedir antecipação de eleições. Erraram feio, como no passado, ou como quando deram as chaves da cidade ao Doria. Quanta ingenuidade.

    Agora, estremeço ao ouvir amigos, sócios e metade da família aceitando a tese de que qualquer coisa é melhor do que o PT. Lá vamos nós, de novo. As elites avisaram que 800 mil empresários iriam para o aeroporto assim que Lula ganhasse. Em seguida, alguns dos principais empresários viraram conselheiros próximos do homem.

    Sabemos que, em vencendo Haddad, boa parte da Faria Lima e da Globo se recordará subitamente que foi amiga de infância do Fernandinho –“tão boa pessoa, nada a ver com o Genoino, gente!”.

    A reação de medo e horror da esquerda, Ciro incluso, é ignorante. Vivemos, nós da elite, atrás de muros, cercados de arames farpados e vidros blindados, contratando os bonzinhos das comunidades para nos proteger contra favelados. Oras, trocar vigias com pistolas por seguranças com fuzis é um avanço? Ou é melhor aceitar que o país é profundamente injusto e um lugar vergonhoso para mostrarmos para amigos estrangeiros?

    Vamos continuar na linha do projeto Marginal, plantando ipês lindos para desviar a atenção do rio?

    Não compartilho com os pressupostos ideológicos do PT e —até pouco— fui filiado a um partido só, o PSDB. Nunca pensei em me filiar ao PT, nunca aceitaria envolvimento num Conselhão de Empresários, por exemplo.

    Apenas reconheço que as elites deste país sempre foram atrasadas, desde antes da ditadura, e nada fizeram de estrutural para evitar o sistema de castas que se instalou.

    Nenhum de nós sabe o que é comprar na C&A e ser seguido por um segurança para ver se estamos para roubar, por sermos de outra cor de pele. Todos nós nos anestesiamos contra os barracos que passamos a caminho de GRU, com destino à Champs Élysées.

    Este é um país que precisa de governo para quem tem pouco, a quase totalidade dos cidadãos. Nós da elite, aliás, sabemos nos defender. Depois do susto, o dólar cai, a Bolsa sobe, e voltamos a crescer. Estou começando três negócios novos neste mês.

    Qual de nós quer pertencer ao clube dos países execrados, como Filipinas, Turquia, Venezuela? É um clube subdesenvolvido que foi criado à força, mas democraticamente, bradando segurança e autoridade forte. Soa familiar?

    Quem terá coragem, num almoço da City de Londres, de defender a eleição de um capitão simplório, um vice general, um economista fraco e sedento de poder, e novos diretores de colégio militares, com perseguição de gays, submissão de mulheres e distribuição de fuzis à la Duterte?

    Lembrem-se desta frase do Duterte, a respeito de uma australiana violentada nas Filipinas: “Ela era tão bonita —eu deveria ter sido o primeiro”. Impossível imaginar o Bolsonaro dizendo isso?

    Colegas de elite, acordem. Não se vota com bílis. O PT errou sem parar nos 12 anos, mas talvez queria e possa mostrar, num segundo ciclo, que ainda é melhor do que o Centrão megacorrupto ou uma ditadura autoritária. Foi assim que a Europa inteira se tornou civilizada. Precisamos de tempo, como nação, para espantar a ignorância e aprendermos a ser estáveis. Não vamos deixar o pavor instruir nossas escolhas. O Brasil é maior do que isto, e as elites podem ficar, também. Confiem.

    Ricardo Semler
    Empresário, sócio da Semco Style Institute e fundador das escolas Lumiar; ex-professor visitante da Harvard Law School e de liderança no MIT (EUA)

  9. Mataram uma vereadora e o MPRJ, depois de um ano, alega que o motivo foi repulsa às causas defendidas por ela, sem apresentar os verdadeiros mandantes/assassinos. Em Suzano não vai ser diferente. O mandante/incentivador que fazia arminha com o dedo, ainda não se pronunciou sobre a tragédia e está aguardando que alguém encontre um motivo torpe para encerrar o caso, colocando todos na mesma vala comum.

  10. Sérgio Moro deixará o GOVERNO dos TRAPALHÕES em menos de 3 meses. Assim que colocarem na mesa o envolvimento do Flávio com a Milícia que matou a Marielle e ele receber ordem superior para não levar o caso adiante ele renunciará ao cargo, ou até antes.
    E com ele cairá 70% dos eleitores do Bolsonaro, que tanto falou do Maduro, mas, vai começar a governar por decretos, por que perderá alianças e não não entregará o governo, se transformando assim no Maduro Brasileiro. Um mal preparado se quer para o cargo de vereador, quer governar o país no olho do furacão e não consegue dar um passo sem tropeços. Péssima hora para o brasileiro apostar em voto de protesto. Nada anda em Brasília, só se conserta os próprios estragos. Will Marinho

  11. Também estou certo que ele contribuiu fortemente. Vivemos momentos onde tudo que é difundido e alcança fortemente a sociedade, tem responsabilidade, influencia. Esse ser das trevas, que é nosso presidente, ainda vai fazer muitos estragos, mas pra entender isso…não é fácil. Ele está aí porque tem de estar; para ser limpo, e esse evento veio para ajudar a limpar. Difícil crer? Nunca haverá uma sala limpa com sujeira de baixo do tapete.

  12. Tenho para mim que todos os que ajudaram a eleger o miliciano Bozo tem muita culpa nos acontecimentos trágicos de Suzano. Quem faz apologia das armas, quem faz arminha com as mãos, todos ajudaram a assassinar as pessoas em Suzano.

  13. O episódio abafou os comentários sobre os assassinos de Marielle na TV. Só uma coincidência, mas veio bem a calhar.

  14. E o Moro esperando para ir para STF! Lá fazer peço vistas ! Vossa excelência e muito bonzinho! É a grande meta dele ! Como foi do Alexandre Moraes um foquete! De chefe de pulissa ! Ministro da justiça! Agora ministro do STF ! O mundo todo sabe como se deu esse milagre ! O milagre do Moro foi a prisão do gigante Lula que ele tirou do caminho disso que está aí! Logo será presidente faz jus tem anel no dedo !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *